8.10.21

Vidas Roubadas: De quem é a Culpa? (Joseli Medeiros)

Ficha Técnica:

Nome Original: Vidas Roubadas: De quem é a Culpa?
Autora: Joseli Medeiros
País de Origem: Brasil
Número de Páginas: 48
Ano de Lançamento: 2020
ISBN: B08L4KS24Q
Editora: Kindle
SKOOB | Compre na AMAZON

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 75º livro lido em 2021 e foi Vidas Roubadas: De quem é a Culpa? (Joseli Medeiros). Vi essa indicação no instagram da autora e estava muito curiosa para ler porque apesar de tratar de um tema dificílimo,  estava disposta a encarar a leitura para saber como a autora tinha encarado o assunto.

O livro nos traz duas irmãs, Sabrina e Stella que após a mãe convidar o namorado para morar com elas, passam a viver um verdadeiro inferno dentro de casa com abusos sexuais sistemáticos. Os estupros começam com Sabrina e são seguidos por ameaças, o que é muito comum entre esses criminosos. A situação se torna tão sufocante que ela acaba fugindo de casa e vivendo à própria sorte, porém os abusos começam a acontecer também com a irmã alguns anos mais nova que ela e a história se conclui de forma trágica, mas muito crível.

Temos uma história curta, escrita sem floreios e embora o tema seja de extrema violência, a autora não a explora na narrativa e não deixa o leitor mais desconfortável do que já é possível só com a inserção do tema. Há uma cena de estupro bem descritiva e gráfica e a partir disso a autora nos leva a entender que aquela violência se repete a todo momento com Sabrina e ela não tem apoio de nenhum adulto próximo a ela, a começar da própria mãe que idolatra o homem que violenta suas filhas.

Durante a história, são intercalados dados reais sobre o abuso sexual, o que faz o leitor não esquecer que embora esteja lendo um enredo ficcional, aquela é a realidade de muitas meninas e mulheres ao redor do mundo, silenciadas em um universo de vergonha e dor.

Eu fiquei realmente surpresa pela maturidade da escrita e pela forma responsável com que a autora lidou com o tema. A todo momento eu queria entrar na história, tirar aquelas duas meninas dali e minha impotência quanto a isso me deixou angustiada.

Outro ponto positivo do enredo é que nos desperta a atenção para as realidades ao nosso redor, de forma que possamos estar mais atentos ao que as pessoas vivem. Não existem padrões nem regras para o abuso. Estupradores estão em todos os lugares, classes sociais e níveis de formação, por isso é importante estarmos abertos para os pedidos de socorro que podem chegar até nós.

Foi uma leitura intensa, forte, mas muito agregadora.

Gostei!


Um pouco sobre a autora:
Joseli Medeiros nasceu no Paraná aonde mora até hoje na cidade de Cascavel. Formada em contabilidade e cursando a pós graduação de marketing digital, tem participado de antologias como CORVO LITERÁRIO com organização do Adam Mattos, e a antologia é amor que se fala do projeto SEVAI. No momento está trabalhando na continuação de Vidas Roubadas com Stella como protagonista, e também um novo livro de suspense.

Nenhum comentário:

Postar um comentário