22

Reparação (Ian McEwan)

Ficha Técnica:
Nome Original: Atonement
Autor:  Ian McEwan
Tradução: Paulo Henrique Britto
País de Origem: Inglaterra
Número de Páginas: 272
Ano de Lançamento: 2001
ISBN-13: 9788535919974
Editora: Companhia das Letras
SKOOB | GOODREADS

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 79º livro lido em 2016 e foi Reparação (Ian McEwan). Eu não tenho ideia desde quando eu tenho este livro e nunca me interessei muito pela leitura, até ler uma crítica em relação à adaptação cinematográfica que o livro ganhou em 2007 e em função disso, decidi ler.

O livro começa em 1935 no interior da Inglaterra, e nos traz a Briony Tallis, em seus 13 anos, colocando toda a sua criatividade para fora, escrevendo peças de teatro e na ocasião em que a história inicia, ela concluiu um destes textos e quer ensaiar os primos para que apresente para a família, no jantar. Briony tem mais dois irmãos, Cecilia, uma moça de 23 anos que estudou em Cambridge, e o irmão Leon. Ambos os irmãos de Briony, são extremamente carinhosos com ela e ela valoriza muito essa relação.


Porém, no dia em que a história começa, um ensolarado dia de verão, ela vê a irmã Cecilia em uma cena absurda. Junto à fonte da casa, Cecilia tira a roupa e mergulha, na frente de Robin, um rapaz que é filho de uma das funcionárias da família e que embora tenha crescido com Cecilia e Leon, sempre foi bem definido que ele era o filho da criadagem. Briony não entende o que viu e na noite daquele dia, ela acaba por flagrar Robin e Cecilia juntos. Porém, outros acontecimentos sérios acontecem durante o jantar e Robin é acusado por Briony, de um crime sério e levado preso.

O livro então se desenvolve sobre as consequências da acusação de Briony e tudo o que as pessoas envolvidas terão que viver por causa daquilo. Fatos históricos e um pano de fundo muito consistente, nos faz sofrer com cada personagem, esperando que o final da história seja no mínimo, esclarecedor.


A escrita do autor é muito intensa. O perfil psicológico de cada personagem é desenvolvido sem pressa e com detalhes que nos ajudam a conhecer cada um. As cenas nos são contadas de um modo que é impossível não imaginar cada um se movimentando sobre o livro. A escrita, rebuscada e pouco fluida, não é um empecilho para que a história seja extremamente visual e, conforme as páginas avançavam, mais envolvida eu ficava pela característica narrativa que o autor nos deu.

Quando terminei a leitura, fiquei olhando para os últimos parágrafos e assimilando lentamente a conclusão daquela história. Em dado momento da narrativa, eu havia desenvolvido uma série de finais que a história poderia ter, mas não estava preparada para a forma como o autor terminou o livro. Após concluir o livro, fui assistir ao filme e na sequência, fiquei devastada porque o filme é extremamente fiel ao original, o que sempre agrega um pouco mais. Mas confesso, que neste caso, gostaria que o final tivesse sido outro.


Recomendo para quem gosta de drama, mas com uma escrita diferenciada pela forma mais formal das palavras. A escrita do autor nos faz lembrar clássicos antigos e com certeza, um ganho de vocabulário é certo com esta leitura. Indico também para quem gosta de livros que se passem na guerra, porque uma parte considerável do enredo, tem como pano de fundo, a segunda guerra mundial, com descrições desesperadoras dos soldados e vítimas.

O livro foi adaptado para os cinemas em 2007 e deixo o trailer para vocês conferirem:


Eu adorei!


Um pouco sobre o autor: Ian McEwan é considerado um dos grandes nomes da ficção britânica contemporânea. Seu primeiro livro, First love, last rites (1975), ganhou o prêmio Somerset Maugham. É conhecido pela inventividade com as palavras e pelo gosto de usar a mecânica dos thrillers como crítica social. Ao longo de sua carreira foi indicado diversas vezes para receber o Booker Prize, o mais prestigiado prêmio literário britânico, o que veio ocorrer em 1998 com o livro Amsterdam (1998). Sua obra é famosa pelo realismo psicológico, com rigor de detalhes e clima ameaçador, explorando com frequência temas complexos como escolha ética, decisões difíceis e circunstâncias extraordinárias. Alguns de seus livros publicados no Brasil, são:
  • Enclausurado
  • A Balada de Adam Henry
  • Serena
  • Reparação
Comentários
22 Comentários

22 comentários:

  1. Olá
    Já gostei pelo fato de haver esse pano de fundo histórico e por ser um drama também, o que chamou mais a minha atenção, confesso. Imagino mesmo que seja uma narrativa intensa, pelo que pude perceber. Não conhecia o título, mas adorei poder conferir suas considerações a respeito. Legal que há uma adaptação e gostei do trailer.
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Oie! Achei ótima a resenha, gostei do enredo...

    ResponderExcluir
  3. Oi Ivi!
    Eu sempre ouço as pessoas falando super bem desse livro. Gosto de alguns livros de romance e estou querendo começar a ler os mais clássicos. E apesar desse não ser clássico, é bom saber que a escrita do autor lembra bastante.
    Gostei também de saber que o livro tem uma parte como pano de fundo a segunda guerra mundial. Gosto desse tema e de histórias que por menor que for retrate esse época. Além de dar mais um drama para o desenrolar da história.
    Tenho o filme aqui em casa mas ainda não assisti. Acho que prefiro ler primeiro antes de assistir (apesar de não ter muito problema com isso...). E do mesmo jeito que você disse que o filme é uma ótima adaptação, bem fiel, eu também já vi muita gente falando isso também.
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/2016/10/para-que-dividir-nunca-jamais.html

    ResponderExcluir
  4. Olá...
    Se tem um livro que tenho vontade de ler é esse! Sempre vejo alguém comentando sobre ele. A Aione do blog MVL sempre relata sobre ele em tags também. Além de tooodos esses comentários positivos, o que me chama muito a atenção é a dedicação que o autor tem na criação dos personagens, onde temos a sensação que todos são muito bem escritos.
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Ivi,

    Já ouvir falar do autora, mas não tenho muita familiaridade com suas obras. Sua resenha me chamou muita atenção para esse livro. Ela parece ter todos os elementos que me agradam em um drama e com certeza vai me fazer chorar compulsivamente, só com sua resenha já senti aquele dorzinha no coração. Vou querer ler esse livro com certeza é depois ver o filme. Já sofrendo por antecipação com o final. Rsrsrsrs
    Quero ler clássicos ano que vem é como você disse que a Linguaem desse livro remete a eles, acho que é uma boa introdução para me acostumar.

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
  6. Eu como sou uma grande fã de drama, não deixaria esse livro mofando na estante. Gostei muito do desenvolvimento da drama e dos personagens, e apesar de tudo parecer lento demais, deve ter corrido muito bem. Imagino que deva ter sido uma leitura bastante proveitosa. Gostei muito de saber a sua opinião e de conhecer a obra, vou acatar a dica de filme.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    Achei a premissa do livro muito interessante e fiquei muito curiosa quanto ao final. Gosto de tramas que se desenvolva nesse período da história e adorei saber que a adaptação cinematográfica é bem fiel ao original.
    Sem contar que as vezes sinto falta de uma escrita mais rebuscada e pretendo ler a obra em breve.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi querida,
    Me senti uma E.T perto de todas falando que já conhecia o autor e algumas de suas obras. E como ele sabe criar os personagens e os envolve numa teia de drama e melancolia.

    Bom, até gosto de drama e amo(de livros melancólicos ♥) mas não me arriscaria ler um livro que acabo de conhecer. Entende?!
    Sou bem eclética quando se trata de gêneros literários, e tenho quase certeza que poderia gostar da leitura de desse uma chance.

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
  9. Eu já tinha visto a capa desse livro mas não sabia nada sobre ele. Gostei muito do enredo e fiquei curiosa para saber se ele é mesmo culpado do crime que foi acusado. Parece ser meio parado mas não me importo com isso e em alguns livros eu até prefiro o enredo mais parado mesmo

    ResponderExcluir
  10. Olá!! :)

    Eu não cohecia este livro e tu deixaste-me supercurioso! :) a serio, não sabia nem da existência do filme mas adorei a capa e a premissa também! :)

    A verdade e que ate gosto do tema Guerra e dos relatos de desespero dos soldados.. E amo aqueles finais para os quais não estamos preparados! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Ivi,

    Me parece ser uma ótima leitura e um bom meio de sair da zona de conforto literária. Fiquei feliz que esse desenvolvimento da personalidade, do perfil psicológico tenha sido feito sem pressa, porque imagina se fosse com pressa?? Adorei conhecer a obra e com certeza fiquei interessada. :)

    beijos!

    ResponderExcluir
  12. Nunca tinha ouvido falar desse livro. Dependendo do enredo, eu gosto muito desse pano de fundo da segunda guerra mundial, mas acho que essas descrições desesperadoras de soldados e vítimas não me agradariam nem um pouquinho. De resto, não sei bem o que esperaria dessa leitura, não acredito que eu vá ler.

    ResponderExcluir
  13. Normalmente torço a cara para leituras com escrita mais rebuscada e tal, mas nesse caso eu fiquei muito interessada em conferir a obra. Gostei bastante da premissa, e como você disse, é um acréscimo no vocabulário. Nem sabia do filme, mas que bom saber que é fiel.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  14. Não conhecia o livro e gostei muito do enredo. Quer coisa melhor que uma narrativa onde conseguimos imaginar os personagens em ação, como em um filme?
    Dica anotada.
    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Oi Ivi, eu não conhecia o livro nem o filme. Pelo que você disse deve mexer com o psicológico, e gosto de livros assim, que exploram bem os personagens. Gosto ainda mais quando as adaptações cinematográficas são fieis aos livros, o que é bem raro de encontrar. Uma pena que o final não foi exatamente o que você esperava. Abraços!

    ResponderExcluir
  16. Olá!!
    Não conhecia o livro e pasmem nem o filme,hahahaha,fiquei bem curiosa com relação a estória e todo esse mistério com a prisão de Robin e como vai ser esse desenrolar final!!!
    Dica anotada :)

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2016/10/resenha-o-coracao-da-esfinge-colleen.html

    ResponderExcluir
  17. Olá Ivi,
    Ainda não conhecia esse livro, mas achei muito legal a premissa, principalmente, por você ter ressaltado que a parte psicológica dos personagens é bem construída.
    O livro parece ser bem diferente do que estamos acostumados a encontrar por aí e isso foi outro ponto positivo.
    Vou anotar a dica, pois acho que irá me agradar.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  18. Oiee Ivi ^^
    O nome do autor não me é estranho, mas eu não conhecia a premissa do livro/filme ainda. Gostei bastante, principalmente quando você falou que o autor desenvolve bem a parte psicológica dos personagens e aborda isso, além do fato de o final ter te surpreendido. Gostei, parece valer a pena.
    MilkMilks ♥
    Milkshake de Palavras

    ResponderExcluir
  19. Oi Ivi lindona, tudo bem? Nunca tinja ouvido falar desse livro e nem do filme e embora eu tenha achado o enredo interessante e adorar uma carga dramática acho que no momento eu não o leria. Quem sabe futuramente.
    Bj

    ResponderExcluir
  20. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia esse livro é confesso que de início não fiquei muito curiosa, mas conforme lia a resenha fui ficando animada. Eu gosto de dramas que possuem como pano de fundo guerras e pelo visto os personagens são bem desenvolvidos mesmo. A linguagem formal é algo que talvez eu iria estranhar, visto que nao costumo ler livros assim, mas é algo que me anima ao mesmo tempo, pois é uma forma de adquirir um vocabulário maior mesmo. Enfim, gostei bastante da sua dica de leitura, espero ter oportunidade de ler algum dia.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  21. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia esse livro é confesso que de início não fiquei muito curiosa, mas conforme lia a resenha fui ficando animada. Eu gosto de dramas que possuem como pano de fundo guerras e pelo visto os personagens são bem desenvolvidos mesmo. A linguagem formal é algo que talvez eu iria estranhar, visto que nao costumo ler livros assim, mas é algo que me anima ao mesmo tempo, pois é uma forma de adquirir um vocabulário maior mesmo. Enfim, gostei bastante da sua dica de leitura, espero ter oportunidade de ler algum dia.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  22. Olá!!!
    Eu pretendia ler esse livro ano que vem, iria colocá-lo na meta de leitura de 2017, mas a sua resenha me fez querer ler esse livro pra ontem! hehe

    Abs e parabéns pela resenha ^^

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014