29.3.19

Séries do Meu Coração #25 Sex Education


Oi gente que ama livros, hoje venho com mais um post da coluna Séries do Meu Coração e compartilharei com vocês o meu amor por mais uma série apaixonante.

A série do mês é Sex Education.

Eu já tinha perdido a esperança em me envolver com algum lançamento de série na Netflix. Achei que ficaria acompanhando as que tem suas enésimas temporadas (alô, alô Grey’s Anatomy) e que torceria com todas as minhas forças para que as minhas queridinhas fossem renovadas (torci muito por One Day at a Time e ainda estou inconsolável porque foi cancelada).

Isso até ver a divulgação de Sex Education que trazia no elenco dois atores que eu amo apaixonadamente: Gillian Anderson, minha eterna Scully de Arquivo X e o sempre jovem, Asa Butterfield, eternizado como nosso Bruno em O Menino do Pijama Listrado. Confesso que o nome da série me fez ter um preconceitozinho básico: quando o li, já imaginei que seria uma produção de conteúdo bobo ou um besteirol adolescente, porém, eu estava errada. Logo no primeiro episódio descobrimos que a mãe de Otis, o protagonista da série, é uma terapeuta sexual chamada Jean. Em sua casa há várias estátuas e quadros de pênis, vaginas e pinturas relacionadas ao sexo sem nenhum pudor. 

Apesar de Jane ser uma grande conhecedora do tema e manter sua prática em dia, Otis tem bloqueios muito intensos com sua sexualidade, mas apesar disso, se junta com uma colega de escola para dar conselhos sexuais aos outros alunos e o mais estranho de tudo é que seus conselhos dão certo.


O elenco é cheio de representatividade. O melhor amigo de Otis é gay, negro e de longe, o melhor personagem da série. A amizade deles é muito bacana porque em nenhum momento a orientação sexual do Eric é um problema. Embora eles tenham suas diferenças, tudo é muito natural e consistente.


A série traz também um casal de mulheres que são as mães do garoto mais popular da escola e neste enredo, o garoto não é um cara idiota como costumamos ver em outros seriados e filmes. 

A série tem cenas sensuais e um linguajar despojado, recheado de palavrões, mas isso não afasta o seu público, pelo contrário, o traz para perto para discutir temas importantes como prevenção de doenças, gravidez, aborto e sexualidade. Ainda temos uma abordagem interessante sobre família, confiança e cada episódio só deixa a vontade de assistir mais e mais.


O elenco é impecável. Gillian Anderson no papel de mãe do Otis está maravilhosa. Asa Butterfileld também não decepciona e os atores que não são conhecidos, nos são apresentados em sua melhor forma.


Eu adorei e estou bem animada para a segunda temporada porque embora os conflitos levantados nesta temporada tenham tido suas conclusões, temos um bom gancho para o que vem por aí.

Enfim, eu amei demais e recomendo sem medo de errar.

Confiram o trailer:

13 comentários:

  1. Essa série é ótima..No começo dela fiquei confusa, porque ela tem uma vibe de anos 90 muito grande, eles usaram bastante o estilo ára compor o visual da série.
    A modernidade e os assuntos abordados são ótimos. Falar sobre sexualidade, de uma forma tão honesta foi uma tarefa muito boa para a Netflix e claro o elenco ficou perfeito

    ResponderExcluir
  2. Estou louca para poder começar a assistir a essa série, no entanto sempre fico com receio de não curtir. Porém por ler tantos elogios, hoje mesmo pretendo dar uma chance e começar a assistir o primeiro episódio. Depois volto e digo o que achei, espero gostar tanto quanto você.

    ResponderExcluir
  3. Esse seriado está muito comentado na rede, estou bem curioso para assistir, na primeira oportunidade que tiver, farei.

    ResponderExcluir
  4. Tudo bem?
    Meu filho viu essa série e vive me dizendo para assistir, mas eu ainda não vi. Tenho visto muitos bons comentários sobre ela.
    Vou tentar encaixar na minha agenda de séries.
    Queria ter tempo infinito, pata assistir tudo que tenho vontade, ler tudo e etc..
    As vezes parece que o tempo não rende.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Olá!

    O povo tem gostado bastante dessa série. Ela aborda temas muito interessante e parece agradar gostos variados.
    Confesso que eu não tenho muita curiosidade em assisti-la, mas como o pessoal fala tão bem a respeito dela, eu irei terminar minha série atual e tentarei assisti-la.
    Fico feliz que essa temporada tenha lhe agradado tanto, que venha a segunda!

    ResponderExcluir
  6. Oi Ivy
    Eu adorei essa série. Assim como você, também tive um certo preconceito por conta do nome, porém quando vi o Asa no elenco descobri que eu precisava assistir. Adorei a série e já estou ansiosa por uma próxima temporada.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
  7. Oi Ivi! Tô postergando essa série tem tempos! Estou em dúvida entre ver agora e morrer de ansiedade pela próxima temporada ou esperar pra quando sair a segunda ver tudo junto. Sei que vou gostar demais dela, de tantos elogios e pedacinhos que vi pela net.. Só de ter a Gillian, sei que a atuação vai ser boa! Adorei o post!

    Bjoxx ~ Aline ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir
  8. Oi, Ivi.
    Só li excelentes críticas sobre essa série, mas ainda não me animei a assistir.
    Acho que antes ainda tenho que terminar pelo menos umas três séries que estou assistindo antes de me animar a ver qualquer coisa nova!! kkkkk
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  9. Olá Ivi, tudo bom?
    Eu vi essa série na Netflix e tive a mesma impressão que você: que tratava-se de um besteirol adolescente e que não ia valer meu tempo. Agora, lendo suas impressões, fiquei super curiosa para conferir! As temáticas são interessantes, o elenco parece estar super legal e é uma série que fala de um tema ainda tão tabu que é a sexualidade (e que não deveria ser, né? ><). Enfim! Anotei a dica. Espero poder conferir em breve ♥
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Eu assisti essa série em uma tacada e amei! Que série mais amorzinho e cheia de mensagens bacanas. Estou louca pela segunda temporada.
    beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Gostei um pouco da série mesmo que alguns episódios tenham sido mais mornos pretendo assistir a continuação.
    Acho legal que aborde de uma forma mais descontraída alguns temas, mas achei que o tom foi bem exagerado.

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  12. Eu tô bem curiosa para conhecer essa série. Vi muitos elogios e pela premissa parece ser o tipo de enredo que eu vou curtir. Comecei One Day at a Time esse mês e estou apaixonada pela história e triste pelo cancelamento. Soube que tem uma emissora querendo comprar os direitos, espero que dê certo.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura | Instagram

    ResponderExcluir
  13. Blake was at the end of his rope.

    When he and his girlfriend Sara first got together, the sex was incredible-- for both of them.

    But after 6 months of dating, something changed. And before Blake knew what happened, Sara simply lost interest in sex. In fact, at one point they hadn't made love in months.

    When Blake tried to start something up, she was never in the mood. And when he tried to have a conversation with her about it, she would put him off or even get angry...

    He was afraid he was losing her, and it was kicking his self-esteem in the nuts.

    So what happened?

    Like most men, Blake was accidentally giving off attraction-killing subliminal signals. Signals that quietly destroyed Sara's sex drive. And he had no idea he was even doing it!

    The worst part: Almost every guy in a long-term relationship gives off these same attraction-killing signals.

    In many cases, the problem starts about 6 months in. And it gets worse and worse as time goes on.

    And just like Blake, chances are you won't realize there's a problem-- until it's too late.

    But here's the good news...

    In his new video, my buddy Alex Allman reveals a simple way to fix this problem fast—and even turn it to your advantage.

    >>> He calls it The Playmate Switch <<<

    You see, when you hit your woman's Playmate Switch you actually project a powerful subliminal signal...

    ...a signal that your woman picks up subconsciously...

    ...a signal that goes right to the deepest, most primitive part of her brain. The part of her brain that operates on pure, raw animal instinct.

    Once she picks up this subconscious seduction signal, it sets off a chain reaction of libido-boosting hormones and feel-good brain chemicals.

    The result? Your woman instantly feels sexy and desirable. She also experiences a sudden rush of intense lust. And its directed 100% at you!

    Once you know how to use this secret you can keep this wave of desire flowing for hours...days... even weeks.

    >>> And it works fast-- In as little as 14 days!Find out how to hit your woman's Playmate Switch right now <<<

    When Blake discovered this secret, everything changed. In fact, he and Sara have a new—and much better bedroom problem:

    Sara wants sex ALL THE TIME.

    Blake says, "We went from not having sex at all... to her being the one to make the first move at least half the time. Sometimes we end up back in bed two or three times in a day!"

    And all because of a single technique that reversed Blake's subconscious lust-destroying signals... flipped Sara's Playmate Switch ON-- and kept it there.

    Don't miss your chance to discover what Blake and Sara already know. Watch this new video right now...and find out how easy it is to flip your woman's Playmate Switch, too.

    >>> Why She's Never In The Mood For Sex <<<

    [SIGNATURE]

    P.S.-- The Playmate Switch is just one of the breakthroughs Alex reveals in his new video. And, amazingly, it's not even the most powerful one!Watch the video now to get the full story >>

    >>> Last Chance To Rekindle The Romance? <<<

    ResponderExcluir