25.6.19

Viagem #37 Flórida – Epcot - Kelly Silva


O último parque do complexo Disney que visitamos foi o Epcot, criado com a ideia de ser futurista, mas aborda também a questão de união entre as nações. É dividido em duas regiões: Future World (estrutura semelhante aos demais parques, com brinquedos, lojas, lanchonetes, etc) e o World Showcase, com pavilhões que representam 11 países: México, Noruega, China, Alemanha, Itália, Estados Unidos, Japão, Marrocos, França, Reino Unido e Canadá.

Assim que chegamos ao parque, já nos deparamos com a conhecida “bola” do parque, um ponto tradicional para fotos. No período entre 06 de Março e 03 de Junho de 2019, ocorreu o Flower & Garden Festival, com MUITAS flores e “estátuas” com diversos personagens da Disney. Não sou muito fã de flores, mas reconheço que ficou lindo!

Já na parte dos brinquedos, o primeiro da nossa lista foi o Spaceship Earth, em que acompanhamos a evolução tecnológica da comunicação. Valorizei por ter a opção de escolher o idioma (ufa! rs) e principalmente pela interatividade! Dentro desse espaço, também há vários jogos e testes de lógica, rapidez e direção divertidos.

Há dois brinquedos imperdíveis nesse parque: um deles é o Test Track, em que é possível “montar” seu carro e participar de um teste que comprova todos os componentes do carro, inclusive a velocidade (melhor parte!), assim como conferir o desempenho do seu carro em comparação aos outros montados no mesmo momento.

O outro brinquedo que vale muito a pena é o Soarin’ Around the World, simulador que nos leva para conhecer alguns pontos turísticos em um voo de asa delta. Na fila já é bem legal, porque podemos conhecer curiosidades / informações pelas perguntas sobre diversos lugares e receber informações sobre o embarque para a viagem. Como amo viajar, adorei conhecer os pontos turísticos dessa forma e fiquei encantada ao “passar” pelas Cataratas do Iguaçu nessa volta ao mundo.

O único brinquedo que eu NÃO recomendo por lá é o Mission: Space, que simula uma aterrisagem em Marte. Há duas filas (leve e avançada) fomos para a avançada e já me senti mal assim que o brinquedo começou a se movimentar, ficando tonta e enjoada pela alteração da gravidade. Minha irmã gostou, mas eu jamais voltaria lá.

Como nos outros parques, também há encontro com os personagens. Dessa vez, Mickey, Minnie e Pateta estavam juntos no mesmo espaço, Character Spot. Como era o último parque, avisamos a minha mãe para que aproveitasse e houve um momento engraçado quando ela comentou com o Pateta que era brasileira e ele logo começou a sambar. Também teve encontro com a Margarida, uma das personagens preferidas da minha mãe

Como fazia muito calor e estávamos cansados pela rotina de um parque por dia, acabamos não conhecendo o World Showcase e seus pavilhões. Pelo que eu vi, não há brinquedos nessa parte, somente reproduções de lugares de cada país, com restaurantes e lojas com produtos típicos. Acredito que valha a pena conhecê-lo.

Saímos cedo do parque e decidimos conhecer o Disney Springs, local em que há várias lojas, restaurantes e atividades inusitadas como um passeio de balão ou uma voltinha em um carro anfíbio. Como somos mais tranquilos, escolhemos um restaurante temático (T Rex) que é lindo, vale a pena!


No próximo relato, contarei nossa experiência nos parques aquáticos: Typhoon Lagoon e Volcano Bay, ótimas opções para o calor da cidade nessa época.

Se você perdeu o primeiro post da viagem da minha viagem, pode conferir abaixo:

Flórida - Orlando AQUI
Parques Universal AQUI
Magic Kingdom AQUI
Animal Kingdom AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário