2.12.19

Manda na minha Estante #05 Nicholas Sparks


Oi gente que ama livros, hoje é dia da coluna Manda na Minha Estante, que consiste em compartilhar o meu amor por alguns autores com vocês. O autor do mês é o maravilhoso Nicholas Sparks. Se você viveu embaixo de uma pedra nos últimos 15 anos e não sabe de quem eu estou falando, vou te contar um pouquinho sobre ele: Nicholas Sparks lançou seu primeiro romance aos 31 anos, ao qual se seguiram outros 20 livros. Suas obras foram traduzidas para mais de 50 idiomas e já venderam mais de 100 milhões de exemplares no mundo todo. Onze de seus livros ganharam adaptações para o cinema e todos entraram para a lista de mais vendidos do The New York Times. O autor atualmente mora na Carolina do Norte e tem cinco filhos.

Vamos conferir?

👁‍🗨 Qual o primeiro dele que você leu?
Foi o lindo, dramático e inesquecível A Última Música. O livro conta a história de Ronnie, garota de 17 anos que é obrigada a passar um verão inteiro ao lado do pai, um ex-concertista de piano, com quem ela não conversa há 3 anos. Ronnie e o irmão Jonah seguem para o litoral da Carolina do Norte, deixando Nova York para trás. Ronnie chega a pequena cidade em que o pai vive com um mal humor absurdo e uma atração por desastres incomparável. Logo no primeiro dia é "atropelada" por um jogador de vôlei que tenta defender uma bola sem se dar conta da presença da mocinha na areia. Em seguida, é injustamente acusada de roubo e entre uma coisa e outra, não quer desistir do ressentimento que sente pelo pai ter abandonado a família. Porém, Ronnie tem a oportunidade de se apaixonar pela primeira vez na vida pelo educado e bonito Will, solidificar a amizade com o irmão mais novo e o melhor de tudo, perdoar o pai e entender os motivos que o levaram a se afastar da ex-mulher e dos filhos. Com o pai, compõe uma música que dá o nome ao livro. Ronnie percebe o quanto a vida passa rápido e a narrativa do autor nos desperta a não perdermos tempo e amarmos intensamente as pessoas que são importantes na nossa vida.
Resenha AQUI
⠀⠀⠀
👁‍🗨 Qual o último livro dele que você leu?
Foi Almas Gêmeas. O livro nos traz Hope Anderson, que começa a história em uma encruzilhada. Aos 36 anos, ela namora há seis, sem perspectiva de casamento. Quando seu pai é diagnosticado com ELA, Hope resolve passar uma semana na casa de praia da família na Carolina do Norte, para pensar nas difíceis decisões que precisa tomar em relação ao próprio futuro. Lá conhece Tru Walls, nascido em uma família rica no Zimbábue. Ele nunca tinha estado nos Estados Unidos até receber uma carta de um homem que diz ser seu pai biológico, convidando-o a encontrá-lo numa casa de praia na Carolina do Norte. Quando os dois estranhos se cruzam na praia, nasce uma ligação eletrizante e imediata entre eles. Nos dias que se seguem, os sentimentos que desenvolvem um pelo outro os obrigam a fazer escolhas que colocam à prova suas lealdades e reais chances de felicidade. 
Resenha AQUI

👁‍🗨 Qual o livro mais antigo dele na sua estante?
É Querido John. O livro nos conta a história de John, que na juventude foi um típico bad boy irresponsável e chato, mas encontra a solução para a sua inconsequência no exército. Sem perspectivas de faculdade ou de um futuro profissional próspero, ele decide se alistar e ser útil aos Estados Unidos. Então deixa o pai, com quem ele nunca se deu muito bem ainda que reconheça que seja um pai incrível e segue para onde o exército americano mandar. Entretanto, em uma de suas férias em casa, John conhece Savannah, uma garota diferente das que ele usou e se permitiu ser usado, alguém com valores e princípios muito bem estabelecidos e eles acabam se apaixonando. O que poderia ser uma paixão de verão se torna um compromisso, pois apesar do fato de John ter que seguir sua vida nas forças armadas, eles prometem esperarem o tempo em que John dará baixa em sua carreira militar para viver este relacionamento juntos. Só que as coisas não saem como eles desejavam, uma decisão é tomada e a história deste amor é condenada a terminar antes mesmo de ser vivida em sua plenitude.
Resenha AQUI
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
👁‍🗨 Hora do hype: um livro superestimado dele:
Infelizmente vou citar um dos livros do autor que seus fãs mais amam: Diário de Uma Paixão. Sinceramente, achei o livro fraco e é o único que eu gosto mais da adaptação cinematográfica do que do original. O livro nos traz Duke, homem simples com vida modesta, que amou alguém de todo o coração e isso sempre foi suficiente para ele. Na clínica de repouso em que vive, Duke se dedica a ler poemas para os outros pacientes, mas para uma senhora – e somente para ela – que sofre de Alzheimer, lê um diário especial à espera de que um milagre aconteça. Nesse diário, está escrita a emocionante história de Allie Nelson e Noah Calhoun, dois jovens que descobrem o verdadeiro significado da paixão, mas são separados por uma série de obstáculos e mal-entendidos. Muitos anos depois, a vida os une novamente e a paixão volta com todo o seu fulgor. Já noiva de um bem-sucedido advogado, Allie precisa optar entre manter o rumo estável de sua vida e se entregar ao verdadeiro amor, correndo todos os riscos. Com a leitura do diário, Duke recorda a própria vida e, às vezes, a senhora consegue romper as barreiras da doença e retomar sua antiga identidade alegre e vivaz. Sempre que isso acontece, Duke tem a certeza de que o amor relatado nas páginas do diário é a força mais poderosa do Universo.

👁‍🗨 os queridinhos: qual seu top 3 dele?
    • A Última Música
    • Querido John
    • Uma Longa Jornada
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
👁‍🗨 Sem fôlego: um livro dele que te surpreendeu? 
Foi Um Homem de Sorte porque o final do livro é realmente muito tenso e misterioso. O livro conta a história de Logan,  soldado americano que encontra a foto de uma mulher no Iraque e acredita que esta foto salvou a vida dele em vários momentos. Quando retorna da guerra, ele vai em busca daquela que se tornou o seu amuleto de sorte. A princípio parece uma loucura, mas ao longo dos capítulos, conhecemos por flashbacks, os acontecimentos que levaram Logan a procurar pela mulher da foto e mudar radicalmente de vida. Conhecemos os dramas da guerra e as situações em que sua vida foi poupada. Na minha opinião, Logan é o melhor "herói" que Sparks construiu. Misterioso, charmoso, determinado e disciplinado, mas também ferido pelos horrores da guerra. Elizabeth - a mulher da foto – é divorciada e mãe de Ben, um menino muito inteligente, que não tem bom relacionamento com o pai, o policial Clayton. Apesar de linda e honesta, Elizabeth não se relaciona com ninguém há muito tempo e mora com sua avó, Nana e o filho. Ela sente sua vida mudar com a chegada de Logan. É previsível que eles se envolvam, mesmo sem Elizabeth saber da existência da foto. A história se desenvolve em um ritmo envolvente e com um final angustiante.
Resenha AQUI 

👁‍🗨 Não, não acaba: qual livro dele você queria uma continuação? 
Eu queria uma continuação de Um Porto Seguro. Este livro basicamente conta a história de, Katie, que foge do marido violento, perturbado e tenta reescrever sua história em uma cidade pequena no sul dos Estados Unidos. Lá conhece um homem viúvo, Alex, com dois filhos pequenos. Logo no primeiro encontro casual dos dois, você já percebe o que a história lhe reserva. O ritmo do livro cresce de maneira absurda conforme o marido de Katie investiga e consegue descobrir seu paradeiro, aquele clima de perseguição e de possível tragédia se instala definitivamente e para quem conhece o trabalho do autor, surge aquele medo que ele acabe com o final feliz que você presumiu lá no primeiro capítulo. A surpresa do livro não está aí ou se os mocinhos se darão bem e o vilão será castigado, mas sim na maneira como o autor construiu um personagem paralelo que durante o enredo você nem dá atenção, mas que no final chega até a te assustar em função de como determinadas coisas serão definidas.
Resenha AQUI

👁‍🗨Qual seu personagem favorito dele?
Sem dúvida, é o Logan de Um Homem de Sorte.

Enfim, pude esmiuçar um pouquinho da obra maravilhosa deste autor aqui. Se você nunca leu nada dele, comece agora porque sem dúvida, é um autor que merece a atenção e o amor de todos os leitores.

Beijos

5 comentários:

  1. O primeiro livro que li do Sparks foi Diário de Uma Paixão e lembro que curti bastante. Já li outros dele, porém eu sempre me sinto muito cansada lendo qualquer história do autor e acabo arrastando muito a leitura. Curto as tramas e, por isso, sempre amo os filmes ♥ Os Delírios Literários de Lex

    ResponderExcluir
  2. Olá...
    Que post mais lindo, eu AMOOOO o Sparks!
    Também achei o final de UM HOMEM DE SORTE bem tenso, pois, eu achei que alguns personagens morreriam naquela cena de pura tensão, mas, acaba que esse é um dos meus livros favoritos dele! Sério que achou DIÁRIO DE UMA PAIXÃO fraco? Eu amo tanto ele, li numa sentada só! Já li vários livros do Spaks e nunca me canso dele, minha estante é recheada de seus livro :)
    Em breve vou ler NO SEU OLHAR e já estou muito ansiosa!
    bjão

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Ahhh que post cheio de amor!
    Eu li poucas obras do autor, mas foram livros que entraram na minha lista de melhores da vida! Amo demais a última música e um porto seguro, ambas histórias me fizeram chorar litros ♥

    ResponderExcluir
  4. Oi, Ivi.
    Gostei muito dessa sua postagem.
    Que bacana ver que você é fã do autor. Já eu, nunca me dei bem com suas histórias. Até me desfiz dos livros dele que eu tinha na estante! Rs...
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  5. Embora eu conheça o autor, não li nenhuma de suas obras até hoje. Assisti a vários filmes inspirados em seus livros, mas lê-lo mesmo, ainda não. O que é até meio vergonhoso né, mas fazer o quê!

    ResponderExcluir