12.10.20

Carrossel Sombrio (Joe Hill)

Ficha Técnica:

Nome Original: Full Throttle

Autor: Joe Hill

País de Origem: Estados Unidos

Tradução: André Gordirro

Número de Páginas: 480

Ano de Lançamento: 2020

ISBN 9786555110456

Editora: Tag Inéditos

SKOOB | GOODREADS | Compre na AMAZON

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha 72º livro lido em 2020 foi Carrossel Sombrio (Joe Hill). Este foi o livro de julho enviado pela Tag Inéditos e como eu nunca li nada do autor, mesmo sendo leitora dos livros do pai dele, comecei a leitura bem animada.

O livro é um conjunto de treze contos dentro do gênero terror e horror e dois deles contam com a parceria do Stephen King. Antes de conhecermos as histórias, o autor faz uma introdução de como é ser escritor sendo filho de um dos escritores mais populares do mundo. Em um relato lindo com respeito e admiração intensos pelo pai, relata sua busca pessoal em sempre encontrar sua própria identidade e tentar a todo custo alcançar leitores pelo seu trabalho e não pela sua família. Já pelo seu nome de autor, Joe Hill provoca indagações nos leitores por querer desassociar seu perfil profissional do pai. Qualquer um que quisesse seguir os mesmos caminhos, aproveitaria as portas abertas pelo nome. No entanto, Joe Hill percebeu que se colocasse suas obras na época imaturas à prova das editoras com o sobrenome King, fatalmente seria publicado mesmo se os textos não estivessem à altura. Porém, se as editoras não soubessem que ele era filho do Mestre do Terror, a avaliação de seu trabalho seria imparcial. 

Depois da introdução, o livro nos entrega histórias fortes e intensas de terror.

Os contos de Joe Hill são longos, de vinte a quarenta páginas em média, o que pode desestimular o leitor a encarar as histórias. Porém, o autor tem um jeito contemporâneo de escrever que envolve já nas primeiras palavras. Além dessa magia que consegue estabelecer, ainda provoca situações inusitadas, apresentando-as de maneira singela, mas superpoderosa. Não está preocupado em surpreender – no geral – o leitor ao final da leitura, mas sim colocar pequenas surpresas ao longo da narrativa.

A sensação que a leitura me provocou foi a de estar em um carrossel, tal como o nome do livro. Um dos contos chama-se Carrossel Sombrio e me imaginei girando em um carrossel em um parque de diversões. No conto, quem passa por essa experiência começa a enxergar além da realidade e coisas impossíveis passam a ser reais e assustadoras. É essa vertigem que o livro provoca no leitor, a sensação de estar a todo momento brincando com o perigo. 

Meu conto favorito foi Devoluções Atrasadas, com uma biblioteca como cenário principal,  claro exemplo de subversão de gênero. Tinha tudo para ser um terrorzão psicológico, traumático e até pesado “demais”, porém, um rumo completamente diferente é colocado na vida do personagem que recentemente perdeu os pais. Uma história de superação com ficção científica e um toque de drama na dose certa. O título pode parecer banal, mas a história é bem profunda. O conto se foca na maior máquina de viajar no tempo que já existe em nossas mãos: o livro. Dirigindo um ônibus biblioteca, o protagonista recebe clientes de outras épocas que esqueceram de devolver os livros que pegaram emprestados – daí o título. Apesar de se assustar com isso, ele identifica uma oportunidade: e se entregasse um livro atual para uma pessoa que jamais teria como lê-lo na sua época de origem?

Nem todos os contos me agradaram, porém, a experiência foi bem positiva no meu primeiro contato com o autor. Geralmente conhecer a escrita de alguém através de pequenas histórias nos faz desejar saber mais e esse desejo ficou bem forte em mim, por isso, agora quero ler um livro dele e confirmar essa primeira impressão.

Se você gosta do gênero, o livro pode funcionar bem para você. Os contos não economizam em sustos, sangue e violência e todos possuem uma boa reflexão sobre a vida.

Eu gostei.


Um pouco sobre o autor:
Joseph Hillstrom King, mais conhecido como Joe Hill é um escritor estadunidense de livros do gênero de ficção. É filho do também escritor Stephen King. Seu nome foi escolhido como uma forma de homenagem ao anarquista sueco Joe Hill. Alguns de seus livros publicados no Brasil são:

    • Locke & Key: Jogos Mentais

    • Carrossel Sombrio e Outras Histórias

    • Estranho

    • Locke & Key: Bem-vindo a Lovecraft

    • Mestre das Chamas

    • Nosferatu

    • O Pacto

    • A Estrada da Noite 

Nenhum comentário:

Postar um comentário