12

À Espera de um Milagre (Stephen King)

Ficha Técnica:
Nome Original: The Green Mile
Autor: Stephen King
Tradução: M. H. C. Cortes
País de Origem: Estados Unidos
Número de Páginas: 274
Ano de Lançamento: 1996
ISBN-13: 9788574796406
Editora: Planeta de Agostini

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 52º livro lido em 2017 e foi À Espera de um Milagre (Stephen King). Este livro foi a minha última escolha para a Maratona de Releituras, e reler esta história, mais de 17 anos depois que li pela primeira vez, foi ainda mais emocionante.

O livro nos traz o Paul Edgecombe, um senhor de idade bem avançada, morando em um asilo e que começa a se lembrar da época em que era um dos guardas em uma penitenciária no sul dos Estados Unidos, que possuía um bloco, Bloco E, reservado para os condenados à pena de morte e é neste bloco que Paul trabalhava com seus amigos Brutal, Harry e Dean, um grupo de profissionais responsáveis e dedicados. Neste mesmo setor também tinha um guarda chamado Percy Wetmore, que conseguira o emprego porque era sobrinho do governador do estado e não pensava duas vezes em lembrar à equipe da sua posição privilegiada.


O livro começa com o Bloco E recebendo um novo condenado à cadeira elétrica, John Coffey, um homem negro com mais de 2 metros de altura, forte e assustadoramente grande, condenado por ter estuprado e matado duas irmãs gêmeas com menos de 10 anos de vida. Quando John chega ao corredor da morte, todos já estão esperando um assassino frio e implacável, mas não estavam prontos para conhecer um homem que parecia ingênuo ao ponto de parecer não ter habilidades mentais normais, um homem que tem medo do escuro e que chora a grande parte do tempo. Sua data de execução já está marcada e tudo o que Paul com sua equipe quer é que ele não dê trabalho enquanto estiver confinado em sua cela.

Outro condenado também chega à prisão, William Wharton, um jovem arruaceiro, imprevisível, que desdenha de toda a equipe e que demonstra ser extremamente cruel.

O livro então irá se desenvolver em conhecermos John Coffey e como este personagem nos afetará para sempre. Em uma trama com sub histórias muito fortes e emocionantes, nos deparamos com um toque sobrenatural muito peculiar e vamos nos afeiçoando a este detento e a outros que aparecem pelo enredo. Por exemplo, Delacroix, um homenzinho que tem um rato como animal de estimação, que cometeu um crime terrível e que tem a sua execução dirigida por Percy Wetmore com requintes de crueldade.


Temos o diretor da prisão, Hal Moores, um senhor que está perdendo a esposa para o câncer e que não tem forças para encarar o dia a dia de trabalho. Ele e a esposa são muito amigos da família de Paul e a enfermidade dela os afeta de tal modo que Paul toma decisões bizarras para ajudá-los.

O livro é uma história forte, envolvente, emocionante e muito triste. Aqui encontramos o autor abrindo mão do terror e do suspense, para nos apresentar uma narrativa muito sensível e melancólica, que nos ganha nos primeiros parágrafos e nos desidrata nas páginas finais. É um livro que nos desmonta, que desconstrói nossos conceitos e nos permite pensar com menos paradigmas nas pessoas ao nosso redor.

Uma adaptação deste livro ganhou as telas do cinema no ano 2000 e foi indicada para importantes prêmios do cinema. Eu mesma conheci esta historia através do filme estrelado pelo amado Tom Hanks e pelo inesquecível Michael Clarke Duncan e apenas meses depois é que fui ler a história original. O que posso dizer é que mesmo a adaptação tendo suas diferenças incisivas no enredo, o filme é maravilhoso. Lembro de chorar intensamente dentro da sala de cinema e sem dúvida é um dos meus filmes favoritos da vida.


Porém, ler o livro original e conhecer a profundidade dos personagens em outra plataforma, me fez amar ainda mais o filme. Na tela, não temos a dimensão exata do que cada um pode agregar ao enredo e no livro, isso é muito intenso.

Saliento que o final do livro é diferente do filme. No filme temos um esclarecimento importantíssimo feito de forma sobrenatural, como uma revelação. No livro isso é feito através de investigação, o que dá muito mais consistência para a trama e de certa forma, revolta ainda mais o leitor.

Lembro que enquanto lia as páginas finais, chorava sem parar por saber como tudo aconteceu detalhadamente e o quanto cada pequena ação gerou tanta dor e desolação para os personagens.

Enfim, foi uma releitura forte, que me emocionou outra vez e me fez amar ainda mais este enredo. Não li muitos livros do autor, embora ele seja extremamente popular nos dias de hoje, mas garanto que todos os livros que li dele, foram leituras muito boas e sem dúvida, este aqui é o meu livro favorito de sua extensa lista de publicações.

Se você já conhece esta história através do filme, indico para que leia o livro e conheça algumas nuances diferenciadas que este enredo possui em forma escrita. E como disse antes, mesmo sendo diferente, o filme é maravilhoso também e se ele te emocionou, saiba que o livro repetirá este sentimento, com algumas doses a mais de intensidade.

Eu adorei reler.

Trailer da adaptação cinematográfica:




Um pouco sobre o autor: Stephen Edwin King é um escritor americano, reconhecido como um dos mais notáveis escritores de contos de horror fantástico e ficção de sua geração. Os seus livros venderam mais de 350 milhões de cópias, com publicações em mais de 40 países. Alguns de seus livros publicados no Brasil são:
1974 - Carrie (Carrie)
1977 – O Iluminado (The Shining)
1978 – A Dança da Morte (The Stand)
1979 – A Zona Morta (The Dead Zone)
1980 – A Incendiária (Firestarter)
1983 – Christine (Christine)
1983 – O Cemitério (Pet Sematary)
1986 – A Coisa (It)
1987 – Angústia (Misery)
1987 – Os Estranhos (The Tommyknockers)
1989 – A Metade Negra (The Dark Half)
1991 – Trocas Macabras (Needful Things)
1992 – Jogo Perigoso (Gerald’s Game)
1992 – Eclipse Total (Dolores Claiborne)
1994 – Insônia (Insomnia)
1995 – Rose Madder (Rose Madder)
1996 – À Espera de Um Milagre (The Green Mile)
1996 – Desespero (Desperation)
1998 – Saco de Ossos (Bag of bonés)
2001 – O Apanhador de Sonhos (Dreamcatcher)
2001 – A Casa Negra (Black House, escrito com Peter Straub)
2002 – Buick 8 (From a Buick 8)
2006 – Celular (Cell)
2006 – LOVE: A História de Lisey (Lisey’s Story)
2008 – Duma Key (Duma Key)
2009 – Sob a Redoma (Under the Dome)
2011 – Novembro de 63 (22/11/63)
2013 – Doutor Sono (Dr. Sleep)
Comentários
12 Comentários

12 comentários:

  1. Ola
    Não tive a oportunidade de conferir o livro, mas adorei a adaptação, e que bom que você conseguiu finalizar essa releitura depois de tantos anos. Fiquei bem curiosa quanto a este desenvolvimento, e com certeza gostaria de poder ler, ainda mais sendo desse autor tão aclamado.
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  2. Oie, tudo bem?
    Quero muito ler esse livro, sei da existência do filme mas nunca assisti por ser muito jovem e não curtir dramas assim. Mas agora acho que é hora de conhecer essa obra. Amei sua resenha! ♥

    ResponderExcluir
  3. Oiii tudo bem??

    Conheço a profundidade da história realmente pelo filme, mas você me convenceu a ler o livro, só não sei se estou preparada psicologicamente para fazer a leitura agora.
    A história é muito forte e vi o tanto que o final te marcou. deve acontecer o mesmo comigo.
    Adorei a resenha.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  4. Oiii,

    Eu nunca li o livro e menos ainda assisti ao filme, sempre ouço falar muito bem, mas nunca o suficiente pra me interessar. Achei legal o filme ter uma profundidade e fugir dos terrores que o Stphen King sempre escreve (e o maior motivo pelo qual eu nunca li nenhuma obra do autor), parece realmente ser uma leitura interessante e que te faz mergulhar na história. Apesar de não estar no momento pra este tipo de leitura, vou anotar a dica pra um momento futuro.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  5. Oie! Tudo bem?

    Estou com esse livro na minha lista de desejados e espero em breve poder conferir de perto essa história! Com certeza me emocionarei bastante realizando a leitura dessa obra! Dica mais que anotada!

    Bjss

    ResponderExcluir
  6. Olá! Eu conheci o filme já tem um bom tempo e só muito depois fiquei sabendo que era a adaptação de um livro do King - que até então eu achava que só escrevia terror. rsrs
    Eu tenho muita vontade de ler esse livro, assim como outros que foram adaptados e que eu não sabia. Adorei a sua resenha, ela me deu a ideia de estipular uma meta de leitura de livros que viraram filmes.
    Bjos!
    Por essas páginas

    ResponderExcluir
  7. Sou bem medrosa quando se trata de ler King, li apenas um livro dele até hoje e que era bem leve na questão terror/sobrenatural. Não sabia que este livro era mais emocionante e tem menos toques de terror do que as obras que geralmente vemos do autor. Conheço o filme, mas nunca assisti e não sei porque meu desinteresse tão grande quanto a ele.
    Que bom que sua releitura foi boa. É muito bom reviver uma obra depois de tantos anos.
    E parabéns! Já está no 52° livro do ano! Eu não cheguei nem no 25° ainda. hahaha.

    Vícios e Literatura

    ResponderExcluir
  8. Ivi lindona assisti o filme e me emocionei demais, assim que der uma folga pretendo ler o livro sempre mais rico em detalhes, adoro a forma como o filme apresenta os personagens e esse toque sobrenatural. beijos

    Joyce
    Livros Encantos

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem?
    Infelizmente assisti ao filme antes de ler o livro, mas o filme é tão maravilhoso que não poderia deixar essa dica passar, e já vou atras da obra!
    um beijo.

    ResponderExcluir
  10. Oie...
    Adorei a sua resenha!
    E você pode me considerar um ET, mas, não sabia que tinha o livro de A ESPERA DE UM MILAGRE, achava que era só o filme mesmo... Assisti esse filme há uns anos atrás e ele se tornou favorito da minha vida toda! Chorei bastante, mas, já o assisti umas 3 ou 4 vezes...
    Tenho certeza que o livro é bem mais profundo e por isso nesse exato momento estou adicionado nos desejados!
    Vaaaaaaleu pela dica!
    Bjo

    ResponderExcluir
  11. Oi, Ivi!
    Já assisti um pedaço do filme, pois gostaria de ler o livro primeiro. Mas eu cheguei a ver o final do filme. Fico contente em saber que o final do livro é diferente, assim vou ter uma surpresa maior.
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  12. Olá tudo bem?
    Na verdade eu nem sabia que existia um livro dessa obra, mas fiquei feliz em saber, pois adorei o filme. No entanto, toda vez que vejo um filme adaptado de um livro, perco o interesse pelo livro, mesmo sendo de um grande mestre como o King. Fico feliz que tenha conseguido finalizar a obra e que gostou também. Talvez um dia eu dê uma chance.

    beijinhos!

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014