19

Um Estranho no Espelho (Sidney Sheldon)

Ficha Técnica:
Nome Original: A Stranger in The Mirror
Autor: Sidney Sheldon
Tradução: Ana Lucia Deiró Cardoso
País de Origem: Estados Unidos
Número de Páginas: 296
Ano de Lançamento: 1976
ISBN: 97585_01094315
Editora: Círculo do Livro

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 55º livro lido em 2016 e foi Um Estranho no Espelho (Sidney Sheldon). Esta foi a minha terceira escolha para a Maratona de Releituras e eu o escolhi porque é um dos meus livros favoritos do autor, além de ter sido um dos meus primeiros livros adultos que eu li na vida.

O livro nos traz dois personagens muito fortes. Toby Temple, um homem que era filho de um açougueiro medíocre e apaixonado pela mãe que desde cedo, estimulou Toby a ser grande, fazer sucesso, deixar o seu nome conhecido no mundo. Toby possuía um talento natural para fazer divertir as pessoas e no dia que ele foge da cidade que morava para ser um astro do teatro ou cinema, em uma cidadezinha distante, nascia a nossa outra personagem importante: Josephine, a quem chamaremos de Jill.


Jill nasceu em circunstâncias complicadas no parto e em função do nervosismo do acontecimento, o pai dela morreu de um ataque do coração. Jill cresceu acreditando que ela era culpada por esta morte e a mãe refugiou a sua dor em uma religião e se tornou uma fanática. Jill e sua mãe eram muito pobres e a mãe trabalhava para os ricos do Texas e em uma destas famílias, Jill conheceu David, por quem se apaixonou desde criança.

O livro então irá se desenvolver na caminhada em que Toby e Jill farão de encontro um ao outro, sem imaginar que o outro existe. De uma forma intensa, a narrativa nos fala de todas as dificuldades que Toby enfrenta para provar para os outros que era um homem talentoso e Jill, após uma decepção tremenda com David, vai morar em Hollywood, onde encontrará Toby.

Com traições, sexo, violência e sentimentos intensos como ciúme, amor e ódio, o livro nos conta a história de duas pessoas muito obstinadas e machucadas pelas circunstâncias. Toby se tornou um homem generoso, mas também, infantil e egoísta em várias situações. Para mim, era possível amá-lo e odiá-lo, na mesma página. Jill, por sua vez, deixou o sonho ser minado pela vingança e ainda que algumas situações sejam muito cruéis, admirei suas atitudes em todos os momentos.


David é um personagem fraco, manipulável, mal resolvido e indigno de admiração. A todo momento, eu me perguntava o que a Jill tinha visto nele e não encontrava as respostas e isso me dava um certo desespero.

Como o autor do livro trabalhou por muito tempo em Hollywood, temos uma perspectiva bem interessante sobre o mundo do cinema. Ele descreve estúdios e a hierarquia da indústria cinematográfica, com uma precisão bem interessante. Não cansa o leitor com detalhes inúteis, mas atende a curiosidade que todos nós, que ficamos do lado de cá da telona, sentimos de vez em quando.

Reler este livro foi uma aventura maravilhosa. Lembro que a primeira vez que tentei ler o livro, a escrita me pareceu um pouco vulgar e forçada. Porém, quando o enredo me conquistou, eu não conseguia parar de pensar nos personagens. Desta vez, muitos e muitos anos depois desta primeira experiência, li quase todo o livro de uma única vez, tamanha foi a minha ligação com a narrativa. A forma como o autor desenvolveu a trama, dando detalhes ao longo da escrita e fazendo tudo fazer sentido nas páginas finais, me impressionou mais uma vez.


Recomendo a leitura do livro para todas as pessoas que gostam de romance, recheado de intrigas e tensões. Com descrições maravilhosas dos lugares e sentimentos que cercam os personagens, temos aqui uma história forte, com um final avassalador e que deixará o leitor de boca aberta por longos minutos.

Mais uma vez, adorei!!! Desta vez, de capa à capa.


Um pouco sobre o autor: Sidney Sheldon foi um novelista e roteirista. Nascido Sidney Schechtel, de pai judeu alemão e mãe judia russa, iniciou sua carreira em Hollywood como revisor de roteiros em 1937 além de colaborar em inúmeros filmes de segunda linha. Preferiu trabalhar no cinema do que na literatura por não julgar-se capaz de escrever um livro. Sheldon também escreveu musicais para a Broadway além de roteiros para a MGM e Paramount Pictures. Foi o criador de séries televisivas de grande sucesso e como escritor, um dos mais lidos e vendidos. Seus livros publicados no Brasil são:
A Outra Face
Um Estranho no Espelho
A Herdeira
O Reverso da Medalha
Se Houver Amanhã
Um Capricho dos Deuses
As Areias do Tempos
Lembranças da Meia-Noite
O Juízo Final
Escrito nas Estrelas
Os Doze Mandamentos (infanto-juvenil)
Nada Dura para Sempre
Corrida Pela Herança (infanto-juvenil)
O Estrangulado (infanto-juvenil)
Manhã, Tarde e Noite
O Plano Perfeito
Conte-me Seus Sonhos
O Céu Está Caindo
Quem Tem Medo do Escuro?
Comentários
19 Comentários

19 comentários:

  1. Olá
    Acho ótimo você poder fazer a releitura de um livro que se tornou marcante em algum momento de sua vida. Quanto ao livro, eu ainda não o conhecia, apesar de admirar muito o autor e já ter lido alguns de seus livros. A premissa parece interessante, especialmente por conta de todas as provações passadas por Toby e Jill. A ambientação parece ser incrível também, assim como os elementos que envolvem a trama. Fiquei muito curiosa com esse enredo, ainda mais depois de ler suas considerações!

    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Ivi,
    Ainda não conhecia esse livro, mas amo Sheldon. Por enquanto a obra que mais gosto dele é Conte-me seus sonhos. Sobre esse livro, gostei muito do espaço em que ele é desenvolvido, observar através dos personagens um novo olhar sobre a indústria cinematográfica. Assim como todo o caminho que Toby e Jill percorrem para se "libertarem" de certa maneira.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?
    Eu estou acompanhando a sua maratona de releituras e ficou feliz por ela está sendo um bom reaproveitamento para você. Eu não conhecia essa obra do Sidney e de cara posso te dizer que me interessei. Eu gosto de vê os personagens superando uma trágedia ou dor. Ainda bem que a escrita do livro não foi vulgar como você pensou que fosse.

    http://desencaixados.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá,

    Sempre gostei muito de obras em que as vidas dos personagens são contadas de forma separada, mas tudo indica o caminho pelo qual eles percorrem para se encontrarem. Pela sua resenha, vi que ambos personagens possuem vidas difíceis e sentimentos conflitantes em relação ao que sentir. Isso é uma carga emocional muito pesada, mas como todos os livros do autor, acredito que deve ser muito gratificante realizar essa leitura. Concordo com você em pensar em uma narrativa vulgar, pois já li outras obras do Sydney e algumas realmente tratam disso de uma forma mais crua. Ainda assim, aprecio muito o trabalho dele e como não conhecia O Estranho no Espelho, agora está mais do que anotado na minha lista.

    Abraços
    oblogcaentrenos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem?
    Bem... Eu já li umas obras do Sidney Sheldon e é super ótimo a forma de como ele descreve tudo e transforma o livro em algo atrativo, e essa história me pareceu ser atrativa nesta resenha, coisa dificil de se ver nos livros atuais.

    ResponderExcluir
  6. Olá, Ivi! Tudo bem por aí?

    Eu não tive a oportunidade de ler este livro ainda, mas a premissa chamou bastante a minha atenção. Adoro protagonistas fortes que batalham por seus objetivos e fiquei bem curioso para saber o que os dois fazem para alcançar seus propósitos. Nunca li uma obra do Sidney Sheldon, mas todos falam tão bem dele, que sinto estar perdendo muita coisa haha.

    Parabéns pela resenha, beijão!
    www.acampamentodaleitura.com

    ResponderExcluir
  7. Olá Ivi,
    Sou apaixonada por esse tipo de leitura e me pergunto por que ainda não li nada do Sidney Sheldon, já que ele parece escrever de uma forma tão incrível.
    Fiquei muito curiosa em relação a essa leitura e intrigada pelo fato de o David ser um personagem manipulável. Acho que isso deixou a história mais atrativa.
    Anotei a dica para ontem, preciso logo conhecer a escrita desse homem.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  8. Oi, Ivi. Que gostosura ver a resenha de um livro como esse. Eu li poucas obras do autor mas gosto muito do jeito único que ele tem. Eu ainda não li esse livro mas fiquei curiosa sobre toda a trama. Saber que você releu e que gostou ainda mais que da primeira vez, só me deixa mais interessada.

    ResponderExcluir
  9. Oi Ivi, tudo bom? Falou em Sidney Sheldon falou a minha língua. Quando meu avô materno faleceu minha avó me deu sua coleção de livros e tinha vários do Sidney Sheldon. Inclusive tenho esse livro igualzinho a edição do seu. Realmente é uma obra tensa e com um final chocante e é isso que eu tanto amo nesse autor.
    Não sei se você já leu dele o livro se houver amanhã, mas na minha opinião é um dos melhores.
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Ivi lindona eu amo esse autor já li muitos livros dele, inclusive esse que resenhou, lendo sua resenha me lembrei um pouco da história, e como sempre amo todas elas, a forma como ele insere muitos elementos na trama é maravilhoso. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  11. Olá!! :)

    Nao conhecia o livro mas fico contente que tenhas gostado! :) Que bom! Mais um da Maratona de Releituras que apresentaste! :) ahah

    EU ate gosto de romances, mas de tensoes e intrigas e melhor!! :) ahah Quando temos assim a historia enraizada a leitura vai mais rapida mesmo!!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Achei muito bacana a premissa desse livro, principalmente pelo fato dos dois personagens não fazerem ideia do outro, e ainda assim se encontrarem no final.
    Achei as temáticas que o livro aborda bem reais, e com certeza é algo que eu leria

    ResponderExcluir
  13. Nossa, que nostalgia agora. Eu tenho vários livros do Círculo do Livro, como queria que voltasse, era tão bom. E eu tive esse livro, mas depois de lê-lo fiz uma troca. Confesso que nem lembrava muito dele até ler aqui. E lendo agora não consigo me lembrar se gostei ou não, lembro que foi o único livro que li dele na vida. Mas sua resenha me deixou curiosa pra relê-lo. Assim que sobrar um tempinho por aqui irei dar uma busca, e tentar ler.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  14. Hey, tudo bom???
    Que coisa gostosa ler uma resenha de um livro que eu amo tanto, já li todos os livros dele e sou encantada em cada um, não sei qual é o meu preferido.
    Gostei muito da sua resenha.
    Abraços

    ResponderExcluir
  15. Oiiie, tudo bem com você???
    Já li todos os livros do Sidney Sheldon, foi ele um dos que me fizeram querer ser escritora. Já tinha lido esse livro a muito tempo e ler algo sobre ele foi muito bom.
    Abraços

    ResponderExcluir
  16. Oi querida,
    Adorei saber que você está em uma maratona de releitura, acho que vou fazer uma pra mim também (Estou precisando).
    Gostei do post, pois eu não conhecia o autor (Mas graças a você acabei de conhecer ♡), e nem mesmo as suas obras. Enquanto lia a sua resenha, eu fiquei lembrando de Toby (O garoto do filme de terror), e com isso eu me perdi algumas vezes.
    Mas eu adorei o jeito que o autor conduziu a história dos personagens Jill e Toby, e isso eu adorei o romance do "final".

    XoXo, Enjoy Books

    ResponderExcluir
  17. Oii, tudo bem?
    Eu sou apaixonada nos livros do Sidney Sheldon! Eu só li alguns, mas todos estão na minha lista de favoritos da vida. Eu já conhecia esse livro de nome, mas é a primeira vez que eu vejo uma resenha, e fico feliz de saber que o autor mandou bem mais uma vez. Com certeza o Sidney consegue nos envolver em seus livros.

    ResponderExcluir
  18. Oi Ivi, tudo bem?
    Sempre ouço falar tão bem desse autor e eu não conhecia esse livro ainda, acredito que seria uma boa eu começar por esse já que você gostou bastante. Fiquei feliz em ver que os personagens são marcantes e que a história é boa. Adorei a dica e ótima resenha!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  19. Oie!
    Eu li poucos livros do autor, acredito que dois no total. Um até comecei a ler, mas depois parei, na época eu não estava assim tão apaixonada pela leitura. Eu ainda não li esse livro, mas é um título que sempre me indicam do autor.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014