FILME DA VEZ #128 Mario Bros

quarta-feira, 26 de abril de 2023

FICHA TÉCNICA:

Título Original: The Super Mario Bros. Movie
Ano de Produção: 2022
Lançamento no Brasil: 06 de abril de 2023
Duração: 92 minutos
Gênero: Animação e Aventura
País de Origem: Estados Unidos
Classificação Etária: Livre
Direção: Aaron Horvath e Michael Jelenic
Elenco: Anya Taylor-Joy, Charlie Day, Chris Pratt, Jack Black, Charles Martinet, Eric Bauza, Keegan-Michael Key, Kevin Michael Richardson, Khary Payton, Sebastian Maniscalco, Seth Rogen.
Distribuidora: Warner Bros
Sinopse: Mario é um encanador junto com seu irmão Luigi. Um dia, eles vão parar no reino dos cogumelos, governado pela Princesa Peach, mas ameaçado pelo rei dos Koopas, que faz de tudo para conseguir reinar em todos os lugares.
Oi gente que ama livros, hoje quero compartilhar com vocês meus comentários sobre o filme Super Mario Bros: O Filme. Mesmo sem ter a menor intimidade com videogame, eu estava animada para a estreia e fui conferir no dia em que chegou as telonas no Brasil.
O personagem Mario, da Nintendo, fez a sua estreia no mundo dos games em 1981, ainda chamado de “Jumpman” em um jogo do Donkey Kong. Mais de 41 anos depois, o encanador bigodudo com sotaque italiano é talvez o maior símbolo do universo dos games e Super Mario Bros: O Filme faz justiça ao seu tamanho.


Adaptar Super Mario para o cinema não é uma tarefa simples. É preciso pensar em referências dos jogos que possam ser identificadas por pessoas de todas as idades e gerações, assim como também apresentar a história às novas gerações de maneira que o personagem possa ter vida longa e própria fora do mundo dos games.

Felizmente, o trabalho dos diretores Aaron Horvath e Michael Jelenic traz muito mais acertos do que qualquer outra coisa. O resultado é um filme divertido e agradável, capaz de ser aproveitado por pessoas de todas as idades, sem deixar a ação de lado e apostando em uma trama que foge do convencional.

Nos primeiros momentos, acompanhamos a vida de Mario e Luigi como encanadores no Brooklyn, em Nova York. A partir disso, um evento grandioso mudará suas vidas, levando-os para o Reino dos Cogumelos, terra administrada pela princesa Peach e sob ameaça do temível Bowser.


Para quem imagina que a sinopse do filme seria apenas o Mario tentando salvar a princesa Peach das garras do Bowser, há uma grata surpresa. Ao adicionar dimensões e multiversos à história, o roteiro enriquece a composição dos personagens.

Todos nós sabemos quem é Mario e Luigi dos jogos, mas ficamos tentados a conhecer mais sobre as suas versões cinematográficas. Uma vez no Reino dos Cogumelos, as ações não são simplesmente mostradas na tela de forma gratuita. Há explicações até mesmo sobre o uso do poder dos cogumelos e a justificativa para as transformações se mostra não só válida, mas muito mais rica do que no mundo dos games.

Longe de recair em uma trama infantil, a produção opta por uma história mais jovem – e acerta ao dar um sentido claro à existência dos Toads, dos Koopas e do universo de personagens de Donkey Kong, cuja participação na trama é fundamental.


Em termos técnicos, a animação é impecável. O visual belíssimo dos cenários, a escolha dos ângulos de câmera – que em muitos momentos propositalmente fazem parecer que estamos diante de um jogo – e os cortes acelerados nas cenas de combate dialogam muito bem com o público.

Com duração sensata, o filme se propõe a ser entretenimento da melhor qualidade, apelando para a nostalgia de todas as formas possíveis. A trilha sonora, por exemplo, está recheada de músicas dos anos 80, incluindo A-ha e AC/DC, que devem “bater” direto na lembrança daqueles na faixa dos 30/40 anos.

A sensação após o filme é: por qual razão tivemos que esperar tanto tempo para ver um universo tão rico como esse na tela dos cinemas? Muito provavelmente Super Mario Bros: O Filme voará alto nas bilheterias e deve ter outras sequências nos próximos anos. O formato animação com traços próximos aos dos jogos funciona perfeitamente na adaptação.

Se eu recomendo? Com toda certeza, vale muito ver nos cinemas. Informação importante: há duas cenas após o término do filme. A primeira delas é logo após os créditos principais e a segunda e mais importante, aparece somente após os créditos finais e dá uma pista de um novo personagem  em uma possível sequência.

Eu amei demais!!!

Trailer:

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ivi Campos

47 anos. De todas as coisas que ela é, ser a mãe do André é a que mais a faz feliz. Funcionária Pública e Escritora. Apaixonada por música latina e obcecada por Ricky Martin, Tommy Torres, Pablo Alboran e Maluma! Bookaholic sem esperanças de cura, blogueira por opção e gremista porque nasceu para ser IMORTAL! Alguém que procura concretizar nas palavras o abstrato do coração.




.

Colunistas

sq-sample3
Kesy
sq-sample3
Kelly
sq-sample3
Laís

Facebook

Instagram

Lidos 2024

Filmes

Meus Livros

Músicas

Youtube


Arquivos

Mais lidos

Link-me

Meu amor pelos livros
Todas as postagens e fotos são feitas para uso do Meu amor por livros. Quando for postado alguma informação ou foto que não é de autoria do blog, será sinalizado com os devidos créditos. Não faça nenhuma cópia, porque isso é crime federal.
Tecnologia do Blogger.