Uma União Extraordinária (Alyssa Cole)

sexta-feira, 25 de março de 2022

Ficha Técnica:
Nome Original: An Extraordinary Union
Autora: Alyssa Cole
País de Origem: Estados Unidos
Tradução: Solaine Chioro
Número de Páginas: 285
Ano de publicação: 2021
Publicação original: 2017
ISBN13: 9781496707444
Editora: Harlequin

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 22º livro lido em 2022 e foi Uma União Extraordinária (Alyssa Cole). Depois da excelente experiência com a autora no ano passado, eu queria ler mais livros dela e essa foi a minha escolha.

O livro nos traz Elle Burns que tinha um talento especial: uma memória fotográfica que sempre facilitou muito a sua vida para guardar informações, mas muitas vezes não gostaria de ter esse talento. Como negra, vivendo em uma sociedade escravocrata, ela não apreciava a sociedade em que vivia. Ambientado em 1863, enquanto a guerra civil assolava os Estados Unidos, Elle é uma jovem corajosa, já liberta com esse dom incrível de memorizar tudo e todos os cenários que vive e por isso é convidada pela União para coletar informações da Confederação do Sul que podem ajudar a acabar com aquela terrível guerra. Para isso, precisa retornar à sua posição de escravizada.


Foi em uma de suas missões que conheceu Malcolm McCall, um detetive escocês a serviço secreto de Pinkerton. Não muito diferente de Elle, ele possui um dom. Com sua astúcia e lábia, todos caem em suas artimanhas. Se passando por um soldado a favor do Sul e da escravidão, Malcolm encontra Elle, e os dois começam a trabalhar juntos contra o sistema escravista. 

Com esse plano histórico muito bem descrito, a autora nos apresenta um amor tão puro e autentico que é quase impossível pensar em qualquer coisa além de: será que o amor deles poderia superar essa guerra e o preconceito racial tão estruturado na sociedade do século XIX? Com certeza não faltam esforços para que isso aconteça, principalmente com esses dois protagonistas incríveis: Malcolm, sempre tão inteligente e apaixonado pela mulher que poderia ser morta por ser uma mulher negra “rebelde”, e Elle, sempre tão focada em ajudar seu povo a conquistar o que tem direito e apaixonada pelo homem que poderia ser morto por traição. 


Alyssa Cole não foi superficial em suas pesquisas e experiências ao relatar como o racismo corroeu a alma do país e de cada indivíduo, não apenas nos Estados Unidos de 1863, como também em todo o mundo. As marcas desse sistema opressor e preconceituoso que até hoje mostra sua cara na sociedade moderna são relembradas constantemente durante a leitura. A verossimilhança foi muito bem construída e personagens históricos foram colocados na narrativa através de nossos queridos protagonistas e muitos outros. 

Esse livro é rico, necessário e ponto final. Nos traz uma personagem que coloca a necessidade do coletivo acima de suas próprias necessidades e acredita sobretudo na igualdade. A leitura dessa história provoca emoções controvérsias o tempo todo: amor e ódio, nojo e agrado, alegria e tristeza, orgulho e vergonha. Recomendo a TODAS as pessoas do mundo. O que mais necessitamos é de pessoas que formem seu caráter e opiniões livres de preconceitos. Por mais vergonhosa que tenha sido essa parte de nossa história, não podemos fingir que não existiu e guardá-la. São nos momentos de injustiça e revolta que precisamos sair e implorar pelos direitos que nunca deveriam ter sido tirado deles. 


Um livro extraordinário!!!


Um pouco sobre a autora:
Alyssa Cole é autora premiada de romances históricos, contemporâneos e de ficção científica. Seus livros foram aclamados por veículos como The New York Times, BuzzFeed, Kirkus Reviews, Entertainment Weekly, Library Journal, Booklist e Vulture. Quando não está trabalhando, em geral pode ser encontrada assistindo a animes ou passeando com seus animais de estimação. 

Seus livros publicados no Brasil são: 

    • Teoricamente Princesa
    • Uma União Extraordinária
    • Quando Ninguém Está Olhando
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ivi Campos

46 anos. De todas as coisas que ela é, ser a mãe do André é a que mais a faz feliz. Funcionária Pública e Escritora. Apaixonada por música latina e obcecada por Ricky Martin, Tommy Torres, Pablo Alboran e Maluma! Bookaholic sem esperanças de cura, blogueira por opção e gremista porque nasceu para ser IMORTAL! Alguém que procura concretizar nas palavras o abstrato do coração.




.

Colunistas

sq-sample3
Kesy
sq-sample3
Kelly
sq-sample3
Laís

Facebook

Instagram

Resenhas

Filmes

Meus Livros

Músicas

Youtube


Arquivos

Twitter

Filmes

Mais lidos

Link-me

Meu amor pelos livros
Todas as postagens e fotos são feitas para uso do Meu amor por livros. Quando for postado alguma informação ou foto que não é de autoria do blog, será sinalizado com os devidos créditos. Não faça nenhuma cópia, porque isso é crime federal.
Tecnologia do Blogger.