17.3.21

BBB Book Tag – Parte 2


Oi gente que ama livros, hoje venho com a segunda parte da BBB Book Tag.

Vamos conferir a segunda parte?

7 – O casal – O livro que o casal ganhou sua atenção e o romance fez valer cada minuto da leitura.

Ligações (Rainbow Rowell) é um dos meus romances favoritos porque traz um casal apaixonado, lutando para não se separar. O livro nos traz a Georgie, uma roteirista de TV que trabalha sob a pressão de que seus roteiros emplaquem um sucesso na televisão americana. Ela e seu melhor amigo Seth se dedicam para que as piadas e esquetes construídas façam as pessoas sorrirem. Porém, a vida particular da Georgie é bem diferente do que ela escreve: seu casamento está estagnado e as filhas confiam muito mais no pai do que nela. Georgie e Neal decidiram se casar logo após a primeira crise do namoro e a vida a dois foi empurrada dia após dia. Neal abriu mão da sua carreira e se dedicou a família, mas Georgie começou a trabalhar de forma obsessiva, criando ressentimentos entre ela e Neal. O livro começa quando Georgie conta para Neal que não poderá viajar com eles no Natal porque tem que entregar um trabalho importante em poucos dias e ele segue viagem com as filhas para passar o Natal longe dela, totalmente arrasado. Para não ficar sozinha em casa, George hospeda-se na casa da mãe e no seu quarto de solteira, usando um velho telefone fixo amarelo, liga para Neal para ter notícias dele e das meninas, mas o Neal que atende o telefone não é o seu marido e sim o Neal namorado, na época em que os dois estavam em crise. Georgie e Neal conversam por horas todos os dias da viagem dele. Ela sabe que há uma confusão no espaço tempo entre as ligações, ele não sabe e ainda assim ela insiste em discutir os problemas deles. É curioso que quando ela liga do celular, as ligações não vão para o passado e sendo assim, ela só quer conversar com o Neal pelo telefone amarelo. O livro é delicioso do começo ao fim. 

8 – Estalecas – Um livro que você investiu muito para ter e valeu ou não a pena.

Os Miseráveis (Victor Hugo) é um livro que quem quer ter na estante, precisa tirar o escorpião do bolso. O livro nos traz Jean Valjean, um homem que rouba um pedaço de pão levado pelo desespero e por isso foi condenado a trabalho forçado nas galés (que podemos entender como uma penitenciária) e teve que cumprir uma sentença de dezenove anos por causa de inúmeras tentativas de fuga. Quando termina sua pena e é colocado em liberdade, percebe que a condição de ex-prisioneiro nunca o abandonará e decide mudar de nome. Então conhece Fantine, uma mulher que também teve uma vida difícil, tendo que deixar sua filha, Cosette aos cuidados de estranhos. Antes que Jean possa ajudá-las, o inspetor Javert se coloca no encalço dele, determinado a levá-lo a justiça por novos delitos. Anos depois, a vida destes personagens se cruza com o jovem Marius, um estudante engajado com a Revolução de 1832. O primeiro fator que chama a atenção é como a narrativa do autor é fluida e envolvente, não dá a menor impressão de ser um livro publicado há mais de cento e cinquenta anos. Assim, mesmo que o início do livro demore cerca de cem páginas para realmente engrenar, o leitor não sente essas páginas pesarem, ainda mais por apresentarem personagens interessantíssimos. Quando Hugo começa a desenvolver o plote principal da história, a aventura se torna intensa e frenética. O autor faz uma reflexão sobre a miséria sem poupar o leitor, mostrando como os mais diversos personagens perdem sua humanidade pouco a pouco. A partir do momento em que se é ignorado socialmente e as necessidades mais básicas não são atendidas, o ser humano regride aos seus impulsos mais selvagens. E quem pode julgá-lo? Com uma narrativa sutil e tocante, somos apresentados a um quadro doloroso, sendo impossível não sentir um aperto no coração vendo dramas tão intensos e injustos. 

9 – Festeiro – Um livro que tenha uma data comemorativa importante para o livro.

Não é exatamente uma data comemorativa, mas um dia especial e tão especial que se torna o nome do livro: Novembro 9 (Colleen Hoover). O livro nos traz a Fallon, uma garota de 18 anos que infelizmente teve parte do seu corpo e rosto queimados enquanto passava uma noite na casa do pai. Até o dia desta tragédia, 9 de novembro de dois anos atrás, Fallon era uma atriz de sucesso em um seriado para adolescentes e sua aparência era algo fundamental. Depois do acidente, ela perdeu o contrato e teve que reinventar a sua vida, além de carregar um profundo ressentimento pelo pai. Cansada da própria tristeza que a persegue, ela decide ir embora de Los Angeles no exato dia em que o acidente completa 2 anos, porém horas antes de partir, ela conhece Ben, um jovem que quer ser escritor e a atração entre os dois é muito intensa. Ben apoia a mudança de Fallon, porém eles fazem um acordo: nos próximos 5 anos, eles se encontrarão uma vez por ano, no dia 9 de novembro. Sendo assim, eles não trocam telefones ou outra forma de contato, apenas combinam que se encontrarão no mesmo lugar e na mesma hora no próximo ano. Ben deverá escrever uma história de amor sobre isso e Fallon deverá perseguir seus sonhos enquanto a história é produzida. O livro se desenvolverá nestes encontros anuais, sendo que cada um deles traz uma novidade para a história e amadurecimento do casal. A cada dia 9 de novembro, eles se reencontram e as contingências da vida ajudam, mas também atrapalham. Vemos os dois personagens se abrirem cada vez mais para o a paixão e amor que sentem um pelo outro. O final deste livro é muito problemático para mim, mas ainda assim, a questão da data específica foi trabalhada muito bem dentro da narrativa.

10 – Fofoqueiro – Um livro que tenha um personagem leva e traz e com caráter duvidoso.

Simon Versus a Agenda Homo Sapiens (Becky Albertalli) traz um personagem de caráter mais que duvidoso. Traz um chantagista: Martin. O protagonista do livro é o Simon, um adolescente que troca e-mails com um outro garoto de sua escola, que atende pelo nome de Blue. Um não sabe da identidade verdadeira do outro e esse clima de mistério facilita o flerte entre os dois. Até que por um descuido, Simon esquece o e-mail aberto em um computador coletivo, Martin lê seus e-mails e decide chantageá-lo. Simon terá que aproximar Martin de uma das melhores amigas dele, a Abby, ou Martin irá expor os e-mails lidos. Simon está em um momento de sua vida em que sabe bem que é gay, mas ele nunca conversou sobre isso com ninguém, mesmo tendo bons amigos e uma família carinhosa, nunca se sentiu suficientemente à vontade para se assumir. Ele sabe que ainda não está pronto para isso e por causa desta insegurança, decide aceitar a chantagem de Martin, até porque não quer expor o Blue. O livro se desenvolve em Simon tentar ajudar o Martin, ao mesmo tempo que o seu relacionamento virtual com o Blue amadurece e se torna mais intenso. Através dos e-mails trocados, eles se conhecem mais e conversam abertamente sobre a vida e o mundo.

11 – Prova de resistência – Um livro que você levou muito tempo para concluir.

It, A Coisa (Stephen King) foi uma verdadeira prova de resistência e não é porque o livro é ruim, pelo contrário, é um queridinho dentro do meu coração, mas é imenso e além disso, com cenas bem gráficas de terror. Nesse livro, o autor nos leva ao ano de 1958 e nos faz conhecer 6 meninos e uma menina (Bill, Richie, Eddie, Stan, Ben, Mike e Beverly), com idades em torno dos 11 anos. Sete amigos que o destino reúne e as consequências fazem com que eles se fortaleçam e conheçam o real significado da amizade, do amor, da confiança e do medo, o mais terrível de todos os medos. Nas férias escolares daquele ano, eles se deparam pela primeira vez com a Coisa, um ser sobrenatural que aterroriza a todos os habitantes da pequena cidade de Derry, no Maine. Essas crianças enfrentam a Coisa, mas elas não têm certeza absoluta de que conseguiram aniquilá-la, por isso fazem um pacto de sangue e cada um deles promete, que aconteça o que acontecer, estejam onde estiverem, se a Coisa voltar a aterrorizar a cidade, eles voltarão para terminar o trabalho começado. Quase 30 anos depois os amigos voltam a se encontrar. Todos já adultos e com suas vidas bem construídas, recebem um telefonema de Mike, o único que permaneceu em Derry, que conta que coisas estranhas voltaram a acontecer na cidade e ele só ligou depois de ter certeza que os fatos só podem ter sido executados pela Coisa. Depois de quase 30 anos, a cidade vive momentos de terror novamente e eles voltam a se reunir como prometeram. A dúvida é se eles serão capazes de enfrentar a Coisa já adultos, mas precisam enfrentar a dura realidade de voltar para casa... e encarar novamente o pior dos seus pesadelos.

12 – Game over – Um livro eliminado, o livro que você quer se desfazer dele ainda em 2021.

The Chase (Elle Kennedy) é um livro que está ocupando a minha estante e pretendo passar para frente, foi uma leitura que não me agradou e faz parte de uma série que não pretendo seguir, então não faz sentido mantê-lo aqui. Neste livro conhecemos a Summer, irmã de um dos ex-jogadores do time de Hóquei da universidade Briar. Ela foi expulsa da faculdade e ao se transferir para Briar, foi rejeitada nas repúblicas femininas a que se candidatou. Sem ter onde morar, ela vai para a casa onde o irmão morou e é a única mulher lá. Summer tem uma queda pelo Fitz, porém, ouviu uma conversa dele com Garret dizendo que ela era uma garota superficial. Como qualquer garota normal, decide se afastar dele, ainda que a atração esteja presente o tempo todo. Fitz não conhece Summer direito e a acha linda de morrer, falou que ela era superficial só para tentar desviar o assunto e não falar da garota que despertava uma atração que não sentia há muito tempo. O livro se desenvolverá nesta tensão sexual não resolvida entre os dois e essa parte do livro é o resumão de todo clichê New Adult: dois jovens lindos e maravilhosos, inteligentes e muito capazes que se interessam um pelo outro e criam situações para que esta relação não dê certo.

Foi uma jornada divertida desenvolver esta tag e espero que vocês tenham gostado. Deixe nos comentários quais seriam as suas respostas porque vou adorar conferir.

Beijos

Nenhum comentário:

Postar um comentário