3.12.20

O Irlandês (Tayana Alvez)

Ficha Técnica:
Autora: Tayana Alvez
País de Origem: Brasil
Número de Páginas: 287
Ano de Lançamento: 2020
ISBN: B084DV5HKT
Editora: Kindle

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 96º livro lido em 2020 e foi O Irlandês (Tayana Alvez). Já tinha visto bons elogios para os livros da autora, mas depois que comecei a interagir com ela através do Nossa Vida Literária, grupo de membros do canal da Aione Simões, minha curiosidade com seu trabalho só aumentou. 

O livro nos traz a Julia, uma intercambista brasileira vivendo na Irlanda, que se divide entre muitos empregos e o curso de inglês. Ela é uma mulher negra, inteligente e muito consciente do seu lugar no mundo. Apesar da correria do dia a dia, Julia sempre separa um tempo da sua semana para descontrair em um bar com karaokê. Em uma noite dessas, ela esquece seu casaco no bar e dias depois recebe a ligação de um homem chamado Robert que o encontrou e visualizou o número de telefone em um cartão de baby sitter, uma das formas que Julia tem para se sustentar. Além da entrega do casaco, Robert precisa do serviço de Julia para ficar com suas filhas ao final das tardes e início das noites. Como Julia não dispensa trabalho, aceita e passa a fazer parte da rotina da vida de Robert e das filhas Alice e Annabelle

Robert é um homem que está vivendo um momento de perda. Sabemos que a mãe das meninas era carinhosa e comprometida com a família, mas no momento da contratação de Julia, já não faz mais parte da família e nada é dito sobre essa ausência. As meninas sentem muito a falta da mãe e tudo indica que Robert também está traumatizado com isso. 

Julia e Robert se aproximam aos poucos e uma atração intensa surge entre eles. A cada passo que um dá em direção ao outro, torcemos para que tudo dê certo. Enquanto isso acontece, conhecemos profundamente a vida de Julia e suas decepções amorosas, em sua maioria, com relacionamentos em que o racismo de um jeito ou de outro, se mostrou implacável. Em contrapartida, conhecemos Robert também e entendemos o que aconteceu com sua esposa e sua superação sobre isso.

Essa história me trouxe um misto de sentimentos que me fizeram ficar totalmente ligada a leitura. Julia é uma protagonista divertida, leve e cheia de energia positiva e ao mesmo tempo muito racional com o mundo e suas escolhas. A princípio, Robert é melancólico e um pouco sombrio, mas vai ganhando nosso coração e quando descobrimos o que aconteceu, só queremos colocar a cabeça dele no colo e consolá-lo.  As crianças da narrativa são muito bem construídas. Divertidas, sapecas e muito críveis, trazem luz e calor para o enredo e agregam muito ao desenvolvimento da história. A autora ainda insere elementos bem interessantes sobre a vida na Irlanda e as diversas diferenças culturais.

O livro ainda traz cenas sensuais muito bem desenvolvidas e inseridas de forma a legitimar a atração entre Robert e Julia. Não são cenas gratuitas ou apenas para agradar o público que gosta do gênero, acontecem de maneira orgânica que só nos faz desejar que o casal dê certo em todas as outras esferas.

Mas o ponto alto do livro é sem dúvida a reflexão pertinente sobre o racismo e sobre o quanto mulheres negras são descartadas em relacionamentos. Seus corpos são sexualizados e fetichizados, mas homens brancos sentem vergonha de assumir um compromisso com elas, as deixando à margem de um namoro ou casamento. A autora não é panfletária e fica levantando bandeiras sem argumentá-las e tudo isso também é feito de forma fluida, levando o leitor a pensar junto com ela e a entender que preferências, muitas vezes, é um racismo disfarçado.

Enfim, foi uma leitura que me envolveu, me fez suspirar, rir e pensar. Olhar ao meu redor e refletir sobre minhas próprias posturas em relação ao assunto. Eu, mulher branca, não sei qual é o sentimento que uma mulher negra pode ter sobre isso, mas eu posso tentar me colocar no lugar delas, expandir minha mente e tentar entendê-la. 

Romance bem escrito, com relevância social pertinente e que ainda nos faz sorrir e suspirar.

Amei!


Um pouco sobre a autora:
 Tayana Alvez nasceu em 1992, na cidade de Queimados – RJ. Além de passar madrugadas escrevendo, está cursando o último ano do Mestrado em Gestão na Universidade da Beira Interior – Portugal. Atualmente, mora em Dublin com o mocinho de romances com o qual escolheu se casar. Seus livros publicados são:
    • Eu Quero Mais
    • O Irlandês
    • O Casamento
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário