7.12.19

Grey's Anatomy Book Tag




Olá pessoas lindas!!! Não tenho aparecido muito por aqui, mas hoje trago uma combinação que amo muito, Grey’s Anatomy (minha séries favorita ever) e livros. Vamos lá!!!

Meredith – Sofredora: Um personagem que sofreu muito e ainda continua de pé.
Mer é minha personagem do coração, são 16 temporadas de familiares mortos, acidente de avião, espancamento, tiroteios e muitos outros desastres, é difícil alguém com esse histórico ainda permanecer de pé. Mas, em uma busca de mulheres guerreiras e que seguem em frente fico com a Liesel, a jovem Menina que Roubava Livros (Markus Zusak) durante a 2ª Guerra Mundial. Liesel perde o irmão, vai para um lar desconhecido, é obrigada a estudar numa escola da juventude hitlerista. Sem dar spoilers, só por essa introdução, podemos dizer que em seus primeiros anos de vida ela começa a competir com Meredith, e ela continua, mesmo em meio a muitas outras tragédias, e livros, claro.  
Cristina - You are my Person: Personagem que está sempre presente na vida do protagonista.
Cristina é aquela amizade praticamente impossível, que podemos ter a sorte de encontrar uma vez na vida; leal, sincera, direta, obstinada e, sempre, sempre, companheira, mesmo quando está no meio de uma briga com a Meredith. De cara me vem a mente o trio mais fofo do mundo mágico: Harry, Rony e Hermione, de todos os livros da saga Harry Potter (J. K. Rowling). Aqui vou escolher dois personagens, os amigos inseparáveis que, assim como Cristina e Mer, cresceram juntos na área de estudo que escolheram, amadureceram no processo, fizeram escolhas que magoaram uns aos outros, mas estavam ali, sempre, lutando contra tragos, comensais e o terrível Voldemort. Amizades assim são as que duram a vida toda, por todos os obstáculos. Estando na Suíça ou na mesma cidade trabalhando no Ministério da Magia.
Derek – McDreamy: Um personagem encantador e charmoso.
Derek é meu amor desde o primeiro episódio, além de lindo e charmoso, é inteligente, luta pelo amor da Mer e faz a melhor declaração de amor que eu já vi, eu choro e derreto todas as vezes que assisto aos episódios onde ele se rasga e se abre falando como se sente. Não consigo pensar em outro personagem que faz eu me sentir assim além do Sr. Darcy, de Orgulho e Preconceito (Jane Austen). Ele é apaixonante e quando resolve finalmente se render ao amor e se declarar para Elizabeth, sua emoção sai das páginas e me traz lágrimas e calor ao coração.
Alex - Dr. Semente do Mal: Um personagem que você odiou no início, mas passou a gostar.
Alex eu odiei só por uns 5 minutos, tenho uma queda por caras maus e bonitos – haha. Mas ele evoluiu com os problemas da vida e sob a influência de amigos verdadeiros. Jaime Lannister, das As Crônicas de Gelo e Fogo (George R.R. Martin) é exatamente assim. Tanto na série da HBO quanto nos livros, ele é lindo, mas cafajeste, muitas vezes até cruel. Mas ao longo dos anos, das perdas, dos amigos e inimigos, ele amadurece e passei a vê-lo com outros olhos, um olhar novo que ele conquista ao mudar pra melhor.
Lexie – Lexipédia: Um personagem que sabe de tudo.
R.I.P. primeiramente, porque foi a morte que mais senti depois do Derek. Além de todas as qualidades maravilhosas dela, tinha memória fotográfica. Várias vezes na série os amigos a usam como computador pra estudar ou lembrar de soluções para casos impossíveis. Quem é assim meus amigos? Robert Langdon, de O Código Da Vinci (Dan Brown). Robert sabe tudo simbologia ao longo da história, e utiliza seus conhecimentos para desvendar um quebra-cabeças impossível para meros mortais que não possuem sua inteligência.
Mark – McSteamy: Um personagem sexy... Sexy... E mais sexy.
Mark é alto, forte, musculoso, olhar sensual, voz forte e marcante. Ele fica com todas as mulheres que quer, mas no fundo é um apaixonado. Agora vou puxar sardinha pra dona do blog escolhendo um personagem dela, o lindo Henrique. A gente conhece ele desde o começo do livro Nas Asas da Borboleta mas não pode imaginar quem ele vai se tornar ao longo da história. Ele cuida da saúde, malha, corre, se alimenta de forma saudável, e o resultado é um homem lindo, daqueles que a gente imagina casar, alto e com presença, se destaca onde entra, chamando toda atenção pra si. Eu adoraria conhecer os dois.
Bailey - Nazista (Talvez não): Um personagem severo, mas que por dentro é um amor.

Bailey é a personagem favorita de muitos fãs da série. Apesar de rígida no inicio, luta por seus alunos, por seus pacientes e companheiros. Luta de tal forma que eles se tornam amigos, daqueles que a gente considera parte da família. Assim também é o Will, de Como eu Era Antes de Você (Jojo Moyes). Devido a sua condição, ele se isolou, física e emocionalmente. No começo podemos até odiar ele um pouco, mas o contato com a doce e iluminada Lou nos faz ver que ali dentro mora alguém carinhoso, dedicado a quem ama, divertido e luta por seus objetivos.
Callie – Ortopedia: Uma personagem feminina, mas que seja forte e destemida.
Callie é aquela mulher que faz a gente sorrir quando aparece em tela, ela teve coragem de assumir sua bissexualidade, encarar a família e ter uma filha não planejada em um momento não tão ideal. Ela é guerreira e encara todas as dificuldades com um sorriso lindo no rosto. Assim também é Claire, de Melância (Marian Keyes). Teve uma filha e foi abandonada pelo marido no dia do parto. Teve que voltar pra casa dos pais, aprender a ser independente, voltar a se amar e dar a volta por cima. Assim como Callie, ela transformou os problemas em motivos pra seguir em frente e recomeçar.
Webber – Chefe: Um personagem que manda em tudo.
Webber é um personagem que manda, de forma rígida, na maioria das vezes com justiça. Durante muitas temporadas ele é o responsável por todo setor de cirurgia do hospital. Não de maneira boa, mas James Brodie, de O Castelo do Homem sem Alma (A. J. Cronin), também é homem que manda. Mas ele o faz com autoritarismo, machismo e desrespeito. Trata a família como escravos, sem amor, apenas abuso emocional. Aqui, diferente dos outros personagens, a comparação não é pela semelhança, mas como uma pessoa em posição de domínio deve ou não deve agir. Enquanto Webber é compreensivo e apoia sua equipe, James humilha e causa pavor. São dois personagens pra aprendermos o melhor e o pior de um líder.
Hunt – Trauma: Um personagem que já sofreu algum trauma, psicológico ou físico.
Hunt esteve na guerra, perdeu a irmã e toda seu batalhão. Voltou do Iraque devastado e isso refletiu em vários aspectos de sua vida, não sabia lidar com a mãe, teve episódios de perda do controle e se tornou violento. Precisou de ajuda profissional para conseguir seguir com a vida. Assim também foi Amir, de O Caçador de Pipas (Khaled Hosseini), sofreu com a guerra no Afeganistão, perdeu a mãe e teve que fugir para sobreviver aos massacres que ocorriam em seu país. Apenas com o passar dos anos e finalmente chegar aos EUA sua vida mudou. A guerra nunca abandonou os dois personagens, mas eles conseguiram viver suas vidas.

Poderia ficar falando sobre Grey’s e livros interminavelmente, mas por hoje está bom!!! Um ótimo final de anos para todos!!!

Um comentário:

  1. Olá
    Que tag mais incrível. Eu continuo firme e forte acompanhando Grey's Anatomy. Virou minha novelinha favorita hahaha. Adorei a tag e como ela associa perfeitamente cada personagem as perguntas.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir