16.12.19

Filme da vez #107 Entre Facas e Segredos

FICHA TÉCNICA
Título Original: Knives Out
Ano de Produção: 2019
Lançamento no Brasil: 12 de dezembro de 2019
Duração: 130 minutos
Gênero: Comédia, Drama, Policial
País de Origem: Estados Unidos
Classificação Etária: 14 anos
Elenco: Ana de Armas, Chris Evans, Christopher Plummer, Daniel Craig, Don Johnson, Jaeden Martell, Jamie Lee Curtis, Katherine Langford, Lakeith Stanfield, Michael Shannon, Toni Collette, 
Courtney Gonzalez, Edi Patteron, Frank Oz, Joseph Gordon-Levitt, K Callan, Marlene Forte, M. Emmet Walsh, Noah Segan, Paul Tawczynski, Raúl Castillo, Riki Lindhome, Shyrley Rodriguez.
Sinopse: Logo após comemorar 85 anos de idade, o famoso escritor de histórias policiais Harlan Thrombey (Christopher Plummer) é encontrado morto dentro de sua propriedade. Logo, o detetive Benoit Blanc (Daniel Craig) é contratado para investigar o caso e descobre que entre os funcionários misteriosos e a família conflituosa de Harlan, todos podem ser considerados suspeitos do crime
Oi gente que ama livros, hoje venho comentar com vocês as minhas impressões sobre o filme Entre Facas e Segredos. Não conhecia o filme até ver o trailer no cinema umas semanas atrás e meu filho ficou animadíssimo para conferir, por isso essa foi a nossa escolha do mês no cinema e já adianto que foi uma excelente pedida.

Em Entre Facas e Segredos, o roteirista disseca esse conceito ao não guiar o público pelos olhos do investigador. Benoit Blanc, sua homenagem bem-humorada ao Hercule Poirot de Agatha Christie, é fundamental, mas nunca o dono do ponto de vista. É Marta, a enfermeira do milionário Harlan Thrombrey, o vínculo entre o crime e o público.


A vítima é um famoso autor de livros de mistério e sua casa é, como descreve um dos policiais, um tabuleiro de detetive, em que todos os membros da família são altamente suspeitos. Ao mesmo tempo, esses elementos tradicionais são dispostos com segundas intenções. O interesse do roteiro e da direção não é apenas referenciar clássicos do gênero, mas estudá-los enquanto autor e também abordar temas pertinentes como meritocracia e imigração nos EUA.

O elenco estrelar sustenta o texto, assumindo as caricaturas que tornam a experiência do filme ainda mais divertida. 


Logo se descobre que o objetivo não é resolver o crime, mas entendê-lo. Usa-se o mistério para criar uma alegoria eficiente sobre relações sociais, com um subtexto muito mais complexo do que as prazerosas reviravoltas do roteiro. Fazendo justiça ao gênero, sua conclusão — uma amarra perfeita entre a primeira e última cena — é lógica. Porém, considerando como anda o mundo, muita gente não vai entender.

É importante entender que a qualidade de uma história de mistério não depende apenas da sua solução. A resposta, afinal precisa ser lógica, o que não é possível sem uma boa construção narrativa de quem, o quê, onde, como, quando e por quê.


O filme é leve, engraçado, mas muito inteligente e quando tudo é elucidado, cada cena faz muito sentido!

Eu adorei!

Confiram o trailer:

Nenhum comentário:

Postar um comentário