9.9.19

A Dança dos Dragões (George R. R. Martin)

Ficha Técnica:
Nome Original: A Dance with Dragons
Autor: George R. R. Martin
País de Origem: Estados Unidos
Tradução: Jorge Candeias
Número de Páginas: 872
Ano de Lançamento: 2012
ISBN-13: 9788544101643
Editora: Leya

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 65º livro lido em 2019 e foi A Dança dos Dragões (George R. R. Martin), o quinto volume publicado da série As Crônicas do Gelo e Fogo. Comecei a ler a série em 2017 e não imaginava o quanto me envolveria com esta saga tão complexa e instigante. Tive que pausar a leitura dos volumes porque realmente tinha esperança que o sexto volume fosse publicado esse ano, mas não adiantou esperar, cheguei ao último volume sem que a saga tenha sido concluída pelo autor e agora conheço o sentimento dos amantes deste universo ao perceberem que talvez esta história fique sem conclusão nos livros.

Neste volume descobrimos o que aconteceu fora de Porto Real, Dorne e Vilavelha. Muitas questões abordadas apenas superficialmente em O Festim dos Corvos, foram agora aprofundadas e esclarecidas. Ao mesmo tempo, fui bombardeada com novas e estonteantes revelações, que me fizeram lembrar o quanto o autor é realmente imaginativo e ousado na construção de suas tramas.


Uma característica muito forte nesta série é que os personagens têm arcos próprios e muito bem desenvolvidos e suas histórias estão entrelaçadas a outros personagens e por isso a história se torna muito rica de detalhes e acontecimentos. Isso faz com que nenhum personagem seja insignificante, pois cada um tem um papel a desempenhar, seu paraíso e inferno particular e não tem escrúpulos para fazer o que achar que for necessário para conseguir o que se deseja.

Neste volume vemos isso tão perfeitamente que chega a doer os olhos. É como se A Dança dos Dragões soprasse as névoas que atrapalhavam nossa visão e as coisas começam a ficar mais claras agora. O que não significa que podemos ter a pretensão de tentar adivinhar alguma coisa vinda do autor, até porque acho que nem ele sabe o que se passa na sua cabeça. É mais como um entendimento maior de tudo que aconteceu para que a história chegasse até aqui.


Temos os dragões, filhos de Daenerys e eles não são mais os filhotinhos fofinhos como quando nasceram. Na verdade, se tornaram criaturas da natureza e compaixão não está entre suas características. Se um Drogon filhote fez um estrago considerável, imaginem então o que um Drogon pré-adolescente é capaz de fazer. Viserion e Rhaegal, definitivamente não ficam atrás do irmão. 

Bem longe dos dragões, cada pedacinho conhecido ou não de toda Westeros, tem suas próprias guerras. As coisas ficam realmente negras na Muralha e o autor mais uma vez soca nossos estômagos. A Guerra pelo Trono de Ferro está longe, muito longe, de conhecer seu fim e mais um Rei se proclama. Descobrimos enfim, o verdadeiro propósito de Lorde Varys e as teias da Aranha são mais longas e mais fortes do que se poderia imaginar. Tudo está tão intrincado que é difícil até sonhar o que vai acontecer a partir de agora. A única certeza é a espera. 


Quando incluí este livro na lista de leituras para o mês, confesso que eu estava bem desanimada  porque ele tem 872 páginas em uma fonte muito pequena e com a página muito fina, por isso imaginei que a leitura seria sobretudo, cansativa, mas me enganei. Acho que este foi o meu livro favorito da série porque ele traz o ponto de vista dos meus personagens favoritos – Tyrion e Daeneys – e responde questões abertas no volume anterior. Mais do que isso, apesar de sabermos que o fim está longe, conseguimos ver um avançar da história que nos envolve e nos faz entender que mesmo sendo livros imensos, vale a pena ler cada linha escrita.

Eu não acompanho a série de TV, mas já sei como terminou e ainda aguardo um final diferente para os livros, mesmo sabendo que isso é possível em função da grande decepção que foi o final televisivo.

Enfim, se você começou a série de livros e desanimou ao longo do caminho porque o autor não publicou mais nenhum livro, eu te digo que ainda assim vale a pena chegar neste volume porque ele é sem dúvida, um prêmio para os leitores. 

Eu amei e aguardo a continuação com muita ansiedade.


Um pouco sobre o autor: George R. R. Martin nasceu em Bayonne, Nova Jérsei, filho de um estivador, cuja família da classe operária vivia perto das docas de Bayonne. Quando jovem, se tornou um leitor ávido de quadrinhos. A edição de novembro de 1968 do Quarteto Fantástico possui uma nota ao editor que Martin escreveu quando ainda estava na escola. Ele credita a atenção que  recebeu com a carta, junto com seu interesse em quadrinhos, como sua inspiração para se tornar escritor. Em 1970, Martin recebeu seu Bacharelado em jornalismo na Universidade Northwestern, Illinois, se formando com muitos elogios. Completou um Mestrado em jornalismo, também em Northwestern, em 1971. Martin começou a escrever contos de ficção científica no começo da década de 1970, apesar de o início de sua carreira não ter sido fácil (uma de suas histórias foi rejeitada por diferentes revistas 42 vezes), ele nunca se desencorajou; anos depois venceria seu primeiro Hugo Award e Nebula Award por um de seus contos.

6 comentários:

  1. Olá Ivi!
    Eu sou apaixonado pelo universo de gelo e fogo, e simplesmente não aguento mais esperar pelo sexto livro, que está esquecido no churrasco há um bom tempo (mas tenho quase certeza que Martin segurou a publicação até o final da série para manter o buzz em torno da história). Depois de ficarmos sem notícias de Daenerys, Tyrion e Jon em O Festim dos Corvos, somos agraciados com esse maravilhoso quinto volume, cujas cenas de batalha são tão boas quanto as de estratégia.
    Confesso que fiquei até com uma peninha da Cersei (apesar da personagem ter merecido), mas quero só ver o que ela vai planejar para sua vingança (se for igual ao que ocorreu na sexta temporada eu vou amar, mas quero elementos novos).
    E o Tyrion rodou, rodou e roubou mas acabou que não houve o esperado encontro com a Khaleesi, algo bastante remoto considerando o desfecho da personagem.
    Fico até surpreso de encontrar alguém que não assiste a série, até porque muitos começam a conferir os livros depois de ter visto a adaptação. Eu gosto muito do show, apesar das duas últimas temporadas serem intragáveis (o que faz sentido, considerando que a partir da quinta temporada a história passou a ser original, sem o sexto livro para adaptar).
    Agora só nos resta acreditar na fanfic de que Winds Of Winter sairá em breve.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Ah, sou uma leiga em se tratando dessa série.
    Não assisti e nem li, apesar de já ter surgido um interesse. - mas são tantos calhamaços que ne desanima.
    Mas eu gostei de saber que esse é o melhor da série, e que a leitura não se tornou cansativa.
    Quem sabe eu não leia, né?

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Sonho com a continuação desse bendito faz tanto tempo que já mal lembro dele xD
    Mas foi um dos que mais gostei também pelos pontos de vista dos personagens. Dany sempre me agrada e me deixa na expectativa do que está por vir. Ler foi muito bom e fluido mesmo, achei que esse seria outro pra demorar mas acabei lendo bem rápido. Queria a bendita continuação dele, que essa série acabasse, mas pelo jeito a gente tá é ferrado! Amei a série da tv por anos, essas duas ultimas é que foram um pecado e só espero que os livros tenham um fim e um fim melhor também. Ê sonho. Maior ilusão de leitor esses livros...

    ResponderExcluir
  4. Olá! ♡ Eu acho que sou uma das únicas pessoas que não assistiram a série ou leram os livros, então não conheço muito sobre esse universo criado pelo George R. R. Martin, mas tenho muito interesse. Tenho muita curiosidade a respeito da escrita do autor, já vi muita gente elogiando a mesma.
    Algo que chamou demais minha atenção sobre essa série é o fato do arco dos personagens ser bem desenvolvido, de forma que cada personagem seja importante para a história, essa é uma característica que me agrada demais.
    Não vou negar que a quantidade de páginas desses livros me assustam um pouco, mas ainda assim espero um dia fazer a leitura dessa série, já que adoro histórias ricas em detalhes e acontecimentos.
    Também não acompanho a série, como eu já disse, mas vi que o final foi bem decepcionante para os fãs da série, então seria ótimo que o autor desse um final diferente para os livros, já vi bastante pessoas falando que estão contando com isso.
    Obrigada pela indicação! Beijos! ♡

    ResponderExcluir
  5. Sempre que ouço falar dos livros fico imaginando a criatividade do autor em criar esse mundo tão rico em detalhes. Ainda não li, mas tenho vontade mesmo sabendo que os livros são bem grandinhos.
    Assisti a série e o final foi bem decepcionante, assim como alguns rumos que a história tomou. E espero que o final dos livros tome um rumo diferente também.

    ResponderExcluir
  6. Oi1
    Também não vi a série de TV e nem li os livros.
    Tenho o primeiro, li algumas páginas e acabei abandonando. Não sei, acho que fiquei um pouco confusa, muitos personagens, não fiquei muito animada. E acho que essa demora toda para o sexto livro desanima ainda mais, não temos nem ideia quando vai sair. Ler cinco livros enormes para ficar esperando, esperando, esperando...

    ResponderExcluir