30.8.21

Match Imperfeito: O encontro de Dimple e Rishi (Sandhya Menon)


Ficha Técnica:
Nome Original: When Dimple Met Rishi
Autor: Sandhya Menon
País de Origem: Estados Unidos
Tradução: Lavínea Fávero
Número de Páginas: 360
Ano de Lançamento: 2021
ISBN13: 9781481478687
Editora: Gutenberg

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 62º livro lido em 2021 e foi Match Imperfeito: O encontro de Dimple e Rishi (Sandhya Menon). Depois de ouvir muitos elogios para a autora e ficar curiosa para conferir a série que foi adaptada a partir deste livro, parti para essa leitura bem empolgada.

O livro nos traz Dimple Shah, uma jovem de 17 anos indo-americana, que só queria que os pais compreendessem sua vontade de ir para a universidade em vez de insistirem na busca pelo “Marido Indiano Ideal”. Ela acabou de ser aprovada em Stanford e deseja passar as férias de verão na Insônia Con., um curso de programação que agregaria muito para sua formação e, caso ela ganhe a competição do curso, talvez tenha a chance de conhecer sua maior inspiração do desenvolvimento web, Jenny Lindt, já que há rumores que ela estará presente na premiação do curso desse ano.


Do outro lado, temos Rishi Patel, que também é indo-americano, acabou de se formar no Ensino Médio e foi aprovado no MIT. Rishi tem grande respeito por seus pais e suas opiniões, por isso decidiu participar da Insônia Con., para conhecer sua possível futura esposa, Dimple, porém o primeiro encontro dos dois é desastroso.

O livro se desenvolverá em Dimple e Rishi se conhecerem e o interesse é mútuo. Dimple faz o que os pais queriam e vai contra seus próprios planos pessoais. Já Rishi, se sente no caminho certo por agradar sua família, só que desta vez feliz, porque a agrada com algo que realmente quer para sua vida.


O livro é narrado em terceira pessoa e os capítulos são alternados entre os personagens principais, um estilo que sempre me chama a atenção. Mas nesse caso prejudicou em alguns momentos, ou, pelo menos, fez com que eu sentisse que alguns personagens e explicações fossem deixados de lado e por volta da metade do livro comecei a ficar levemente irritada com os protagonistas. Por um momento, achei que tinha encontrado um ponto de virada na história, algo que a autora faria diferente para fugir da mesma história de sempre, mas a decepção veio poucas páginas depois.

Duas coisas me desanimaram durante a história. Acreditei que teríamos mais detalhes sobre a Insônia Con. e que o relacionamento dos personagens seria desenvolvido aos poucos, conforme o tempo no curso, mas tudo aconteceu de forma muito mais rápida do que eu esperava. Além de os detalhes do evento terem aparecido apenas quando convinha, com o relacionamento dos protagonistas como maior foco.

A segunda coisa que me incomodou foi um erro cometido por muitos autores, que dão foco excessivo aos personagens principais e se esquecem dos secundários. Existem mais dois livros dessa coleção, que não chega a ser uma série, mas pelo que entendi, temos alguns personagens em comum entre os três livros. Mesmo com personagens em comum, aparentemente os outros livros se passam em períodos de tempo diferentes, o que faz com que a falta de explicação sobre os personagens secundários seja, no meu ponto de vista, uma falha da autora.


No geral, tentei não prestar tanta atenção aos detalhes e curtir a história, já que precisava apenas de algo leve para me recuperar de um livro com tema mais pesado que havia lido antes. Mas se seu objetivo for conhecer a cultura indiana ou qualquer outro que não entretenimento, acredito que Match Imperfeito não atenderá às expectativas. Ainda pretendo ler os outros livros da coleção e, quem sabe, dar também uma oportunidade para a série na Netflix.

Gostei, mas esperava um pouquinho mais.


Um pouco sobre a autora:
Sandhya Menon é autora best-seller do The New York Times. Seus livros foram indicados em diversos veículos, como The Today Show, Cosmopolitan, Teen Vogue, NPR, Entertainment Weekly e BuzzFeed. Match imperfeito e There’s Something about Sweetie ganharam o Colorado Book Awards. Cuidadora de cães em tempo integral, Sandhya mora nas montanhas nebulosas do Colorado. Por enquanto, este é o seu único livro publicado no Brasil.

Um comentário:

  1. Olá Ivi,
    Eu já vi esse livro por aí e a capa me encantou bastante, mas foi a primeira resenha que leio. Gostei bastante dos pontos que abordou pois são posntos que normalmente me incomodariam também, principalmente o romance rápido.
    Não perdi o interesse, mas gosto de saber o que vou encontrar.

    Beijo!
    www.amorpelaspaginas.com

    ResponderExcluir