7.8.20

Aquele Verão (Sarah Dessen)

FICHA TÉCNICA
Nome original: That Summer
Autora: Sarah Dessen
Tradução: Áurea Akemi Arata
País de origem: Estados Unidos
Número de páginas: 200
Ano de Lançamento: 2013
ISBN-13: 9788516083304
Editora: ID
SKOOB | GOODREADS | Compre na Amazon

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 52º livro lido em 2020 e foi Aquele Verão (Sarah Dessen). Este livro foi a minha terceira escolha no projeto Parados na Estante e está esperando para ser lido desde agosto de 2016, quando o comprei na Bienal do Livro de São Paulo pela bagatela de R$ 10,00. Já li dois livros da autora, amei um e achei o outro bem mediano, por isso essa leitura poderia me direcionar para ler mais livros da autora ou para aposentá-la de vez na minha lista.

O livro nos traz Haven, uma menina de 15 anos com quase um metro e oitenta e cinco de altura, que  tem muitos problemas com isso, pois não se sente bem em lugar nenhum. Para completar esse complexo, tudo na sua vida parece ruir: seu pai declarou amor por outra mulher há um ano e meio e está prestes a se casar; sua irmã, Ashley, que já teve inúmeros namorados, também finalmente irá se casar e tem vários dramas e chiliques por causa disso; sua mãe parece esconder sua mágoa pelo divórcio e tenta a todo momento racionalizar tudo ao seu redor; e, para completar, Haven trabalha em uma loja de roupas de banho e odeia cada minuto lá dentro. A única coisa que parece dar certo em sua vida e a única pessoa que parece não enlouquecê-la, é Sumner, o ex-namorado de Ashley de quem ela se aproxima e passa a ser amiga.


A escrita de Sarah Dessen é muito boa, e quando nos damos conta, já lemos várias páginas. A escrita em primeira pessoa também flui super bem e é fácil imaginar todas as situações que os personagens constroem ao redor de si, porém, não consegui me conectar com nenhum deles. A começar da protagonista que é bem chata e mimada, com uma mania de perseguição que me deixou irritada durante grande parte do livro. Tentei a todo momento exercer meus sentimentos de empatia com a Haven, mas ela não ajudava. Não que os outros personagens sejam vítimas, este livro traz uma série de pessoas egoístas e foi complicado defendê-las diante das infantilidades da Haven.


Apesar de descrever a intensidade da minha antipatia pela personagem, o livro não se aprofunda em suas motivações e infelicidades. Por ser um livro curto e enxuto que nos conta uma história que se passa em um curto intervalo de tempo, eu esperava mais subsídios para entender a Haven e isso não acontece. A história poderia ter sido um pouco melhor desenvolvida em relação a alguns sentimentos da garota. Durante toda a leitura tentei imaginar o que mudaria naquele verão e a mudança acontece da noite para o dia, sem muitas explicações, o que não me convenceu.

Antes de começar a leitura descobri que este livro foi adaptado para o cinema e o filme chama-se Meu Novo Amor estrelado pela Mandy Moore. Fiquei empolgada em ler e conferir a adaptação, porém a leitura não foi muito agradável e eu perdi a vontade de ver o filme, ainda que a Mandy Moore seja uma atriz que adoro.


Se você procura um livro leve, com uma história curtinha e não muito emocionante para ler, talvez goste bastante de Aquele verão. A autora escreve realmente bem, não tenho dúvidas, mas este livro ficou bem abaixo do que eu esperava encontrar. Não espere uma grande virada na história ou algo que vá mexer com as suas emoções. É um livro leve para ser lido em um dia ensolarado e que pode te divertir ou te irritar, só lendo para saber.

Esperava mais!


Um pouco sobre a autora: Sarah Dessen nasceu em Evanston, Illinois, em 06 de junho de 1970. Ela se mudou com sua família para Virgínia Ocidental, e em seguida, na Carolina do Norte, onde agora reside com o marido, a filha Sasha Clementine, e cães. Alguns de seus livros publicados no Brasil são:
    • Aquele Verão
    • O Que Aconteceu com o Adeus
    • A Caminho do Verão
    • Just Listen
    • Os Bons Segredos
    • Uma Canção de Ninar

Um comentário:

  1. À atenção da Sra. Maria José Alcaide Ponce nascida em Carmona em 25 de novembro de 1971, nacionalidade Espanha. Aos 49 anos, ela perdeu o marido em um acidente de carro. Desde o acidente, ela tem memórias terríveis durante esse período, que criou um tumor maligno (câncer na garganta). Ela teve que viajar a vida toda. Três semanas depois de sua última análise no hospital, o médico anunciou que aqueles dias estavam contados e que ela não viveria o suficiente. Por amor às crianças, ela quer deixar parte de sua herança para fazer uma doação para ajudar crianças carentes. Por esta doação você receberá uma quantia de 500.000 euros por transferência bancária. Ela queria que esse dinheiro fosse usado para abrir uma pequena fundação para crianças sem-teto e famintas. Se você tem a generosidade de querer ajudar crianças entre em contato comigo para saber o procedimento a seguir para receber esta doação.
    Obrigado.
    Notário
    Mestre notário Gérard Noël Roger Dejede
    Corbeil-Essonnes, 91100, França
    E-mail: gerard.nroger@gmail.com

    ResponderExcluir