5.8.20

Animal Book Tag


Oi gente que ama livros, hoje venho com a Animal Book Tag que tem como objetivo relacionar livros com alguns animais. 

Vamos conferir?

Elefante - um livro com mais de 500 páginas
Respondo essa com um livro equivalente a dois elefantes! Sim, David Copperfield (Charles Dikens) tem mais de 1000 páginas que eu li esse ano e amei profundamente. O livro nos traz David, que nasceu em uma sexta feira à meia-noite, o que é considerado um sinal de má sorte. O pai de David morreu antes de conhecer seu filho e David encontra apoio em sua mãe e em sua governanta, Peggoty. No entanto, a mãe de David sente a necessidade de ter um marido após ficar viúva e em seguida se casa com Mr. Murdstone, um homem severo e insensível e eles também acolhem a irmã de Mr. Murdstone em sua casa. Na convivência diária, os Murdstones tentam afastar o garoto até que o inevitável acontece: numa briga entre o Sr. Murdstone e David, o menino morde a mão do padrasto após levar uma surra dele e seu destino acaba sendo em um colégio interno. Ao se mudar para o colégio interno em Salem House, dirigido por um homem chamado Mr. Creakl, David conhece novos amigos, entre eles: James Steerforth, que se torna seu maior amigo e companheiro e Tommy Traddles. O autor exibe um contraste entre esses dois personagens: a única coisa em comum que compartilham é a estreita amizade com David Copperfield. Ele mostra essas diferenças através de seus olhares, personalidades e os resultados finais de suas vidas.

Bicho-Preguiça - um livro que te deixou com sono
Foi O Desapego Rebelde do Coração (Bianca Briones). O livro nos traz Branca, personagem secundária nos volumes anteriores como a protagonista deste enredo. É uma advogada excepcional, mulher muito segura do que quer e de personalidade fortíssima. O livro começa com seu divórcio com Lex, que vai embora de São Paulo para o Rio de Janeiro para esquecê-la. Temos Rodrigo, que no passado foi muito apaixonado por Branca, mas adotou uma postura inconsequente para com o amor por não ter sido correspondido. Ele fica com várias mulheres, não se apega a nenhuma e acha que a vida é melhor assim. O livro se desenvolve de forma muito previsível, porque Branca e Rodrigo se aproximam e ainda que seja uma espécie de sexo casual, vão tentando levar a vida. Porém Lex volta para São Paulo e com este retorno, há também uma surpresa na vida de Rodrigo que faz com que Branca se afaste definitivamente dele. O livro me deu um apreguiça imensa de acompanhar essa relação que eu já sabia como terminaria. Slguns dramas mal encaixados e revisitar as outras histórias da série me deram um sono sem fim!!!

Coruja - um livro que te fez perder noites de sono
Foi o lindo Eleanor Oliphant Está Muito Bem (Gail Honeyman). A história traz a Eleanor, mulher escocesa de trinta anos que tem um dia a dia muito sistemático. Ela trabalha na área administrativa de uma agência de marketing e é responsável pela contabilidade. Mora sozinha e sabemos que alguma coisa aconteceu em seu passado devido a cicatrizes em seu rosto. Eleanor não tem amigos e sua vida se resume em ir de casa para o trabalho e do trabalho para casa, aos finais de semana é acompanhada de uma garrafa de vodka, já planejando os próximos dias de sua rotina imutável. Seus companheiros de trabalho vez ou outra zombam dela e embora Eleonor já seja adulta e saiba se defender, se sente fragilizada porque ninguém de fato se aproxima, até que uma noite Eleanor vê um rapaz de longe e se apaixona. Decide mudar algumas coisas na sua vida com o objetivo de se aproximar e chamar a atenção dele, sendo que praticamente ao mesmo tempo, também conhece Raymond, um rapaz do trabalho que vai consertar seu computador. Mesmo sem querer a menor aproximação com Raymond, eles ajudam um senhor que passa mal na rua e a partir disso, a amizade dos dois vai se estreitando ao mesmo tempo em que ela segue investindo em si mesma para conquistar o homem por quem se apaixonou. Existem ainda algumas nuances na vida de Eleanor que merecem atenção. A mãe dela entra em contato sempre que possível, mas a relação das duas é doentia. A mãe é má, faz comentários muito nocivos sobre Eleanor e sempre que a conversa entre elas termina, Eleanor se sente extremamente triste. Esse livro me deixou enlouquecida porque eu queria saber a motivação da mãe para tratar a filha assim ou entender melhor o passado da protagonista. Só tive paz quando finalizei a leitura.

Tartaruga - um livro que demorou para terminar de ler
Foi A Linguagem do amor (Lola Salgado). O livro nos traz a Rebecca, uma jovem de 17 anos que sai da sua cidade no interior de São Paulo para fazer faculdade em Maringá, interior do Paraná. Logo no início do livro Rebecca tem um contratempo com um vizinho extremamente mal-educado e grosseiro e logo em seguida descobre que esse vizinho é seu professor no curso de Letras. Adônis, sempre hostil, chama a atenção de Rebecca e assim se forma o romance do enredo. O livro se desenvolve sobre esta paixão, a vida de Rebecca nos é contada ao redor disso e várias nuances de problemas familiares sérios são inseridas na história. Além do casal principal, temos os colegas de apartamento de Rebecca, Arthur e Nathaly, que se responsabilizam pela parte cômica do livro, mas também com arcos próprios que agregam um pouco de representatividade à trama porque Arthur é gay e isso é um problema imenso para sua família evangélica. De forma geral, o livro segue uma receitinha: jovem inocente com bagagem dramática se envolve com homem que também tem um passado de dor. Ainda assim, o foco maior é sobre Rebecca e de certa forma, isso não foi o suficiente para me fazer gostar da história, torcer pelo romance ou me envolver com o casal. Algumas decisões da personagem principal não me agradaram e o romance em si se tornou previsível para mim. 

Guepardo - um livro que leu rápido
Foi Tampa (Alissa Nutting). O livro nos traz Celeste Price, mulher de 26 anos, casada com Ford, policial oriundo de uma família com posses. Celeste começa o livro se preparando para trabalhar como professora na escola Jefferson, que atende crianças do Ensino Fundamental 2. Ela é professora de inglês e está animada com seu novo trabalho, não pelo trabalho em si e sim porque Celeste é uma mulher com impulsos sexuais doentios: ela se sente intensamente atraída por garotos na faixa dos 13 e 14 anos. Celeste tem completa aversão pelo marido, geralmente se droga para conseguir suportar a intimidade do casamento e para manter o relacionamento, porém, quando se trata de meninos, ela é praticamente incontrolável. O ano letivo começa e Celeste vislumbra entre os alunos quem poderia saciar a sua vontade insana de ter relações sexuais com meninos e logo descobre Jack Patrick, um aluno tímido, discreto e que ela acredita ser o par perfeito para satisfazê-la. Com manipulação e muita ousadia, Celeste seduz Jack e o livro se desenvolve no que poderia ser um namoro para ele, mas para ela, é tudo o que sempre quis na vida. Por se tratar d eum tema seríssimo, pedolfilia, eu não imaginava que devoraria as páginas com tanta rapidez como aconteceu. O lviro que tem aproximadamente 300 páginas, foi lido por mim em dois dias.

Leão - o rei dos seus livros, o seu livro favorito
Essa é a questão mais difícil porque eu realmente não tenho um livro favorito, mas vou citar o último livro que favoritei para a vida e foi As Fúrias Invisíveis do Coração (John Boyne). O livro nos conta a história de um homem colocado para adoção ainda bebê e teve o privilégio de crescer em uma família que gozava de conforto financeiro, mas que sempre deixou muito claro que ele era apenas um filho de criação. Porém, no início da adolescência ele começa a perceber que é diferente dos outros garotos e antes de conseguir conceituar quem é, já sabe que não gosta de meninas como os seus amigos. Vive sua adolescência e juventude dentro de um país em que a homossexualidade é crime e tenta de todas as maneiras deixar de ser quem é. O livro é intenso, bem escrito e extremamente pertinente. Assuntos importantes como aids e homofobia são abordados de maneira séria, o que dá muita consistência a trama. Além de uma volta ao mundo mostrando como foi a conquista dos direitos à comunidade LGBTQ+ ao longo de décadas. Um dos meus livros favoritos do autor.


Enfim, essas foram as minhas respostas para essa tag que eu achei bem delicinha de responder. Quais livros vocês encaixariam nessas questões? Deixem nos comentários porque vou adorar conferir.

Beijos

8 comentários:

  1. Oiii!

    Ivy, tudo bem?

    Acredita que não li nenhum desses livros?? Na vdd só gostei só primeiro livro da Bianca, mas não consegui seguir com a leitura dos próximos da série.

    Gostei da tag

    Beijinhos,

    Ani
    www.entrechocolatesemusicas.com.br

    ResponderExcluir
  2. Poxa vida, que tag mais bacana! Dos livros listados eu só conheço o da Bianca e concordo totalmente contigo, quanto sono em uma obra só! Adorei conhecer novas histórias por aqui.

    ResponderExcluir
  3. Oie :)
    Amei essa TAG, simples assim!
    O único livro que conheço dentre os citados na TAG é o da Bianca Briones, no qual sou muito fã. Os demais, nunca havia conhecido nem pela capa nem pelo título.
    Agora fiquei interessada no livro David Copperfield, pelo tanto de páginas que ele tem como pelo enredo.

    Blog Manuscrito de Cabeceira
    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem? Que TAG criativa e interessante a associação HAHAHA Não li nenhum dos citados, mas fiquei receosa em saber que o livro da Bianca Briones deu preguiça (inclusive é o personagem que mais queria conhecer do seu elenco). Anotei a dica de todos os outros que não conhecia, e ótimas respostas!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi, Ivi!!
    Que tag mais fofa!! Adorei!!!
    Quando vi logo de cara o Elefante, pensei em todos os livros da série Outlander! Eu amo demais essa série, mas, mesmo recebendo os livros físicos pela parceria com a editora, também compro os ebooks pra poder ler! Não quero ter uma tendinite no pulso!! kkkkk
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  6. Oi Ivi!
    Achei essas tags bem legais, o Elefante foi bem original me lembrei do It a coisa, foi um livro fantástico com mais de 1000 páginas. Gosto da Bianca apesar que essa série dá mesmo uma preguiça kkk, eu colocaria "Se eu te perder" da Cristina Valori. Coruja colocaria "Portas erradas amores certos" da Lare Barbosa, fiquei tão revoltada com o final do primeiro livro que não consegui dormir a noite kkk. Tartaruga colocaria "Os sombras" da IAN fiquei digerindo aos poucos esse livro. Guepardo foi "A Seleção" , agora meu favorito foi "Meu erro" da Cinthia Freire. Tem alguns livros que citou que não tinha ouvido falar mas já coloquei na minha lista, obrigado pelas dicas, parabéns pelo post e suas escolhas. Bjs!

    ResponderExcluir
  7. Gostei demais da TAG, muito bem criativa. Nossa, não conheço nenhuma dessas obras que citou, irei dar uma olhada em cada uma. Um livro elefante que tenho aqui em casa é "Os miseráveis".

    ResponderExcluir
  8. Oi, Ivi! Tudo bem?
    Não conhecia essa tag ainda, mas achei super divertida e criativa. Confesso que não li nenhum dos livros que citou, mas tenho David Copperfield aqui e devo começar em breve.
    Beijos!

    ResponderExcluir