24.5.19

Em Outra Vida, Talvez? (Taylor Jenkins Reid)

FICHA TÉCNICA
Nome original: Maybe in Another Life
Autora: Taylor Jenkins Reid
Tradução: Cláudia Costa Guimarães
País de origem: Estados Unidos
Número de páginas: 322
Ano de Lançamento: 2018
ISBN: B0796GP765
Editora: Record

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 34º livro lido em 2019 e foi Em Outra Vida, Talvez? (Taylor Jenkins Reid). Este livro foi bem elogiado no ano passado e já estava interessada nele em função da capa caprichada, mas, sem dúvida, foi a premissa deste enredo que me convenceu a ler.

O livro nos traz a Hannah, uma mulher de 29 anos que está vivendo um momento bem ruim em sua vida: terminou um relacionamento ao descobrir que seu namorado era casado e profissionalmente também está em declínio. Sua família mora na Inglaterra e sua melhor amiga Gabby que mora na Califórnia a chama para viver com ela e o marido por um tempo até começar a se reerguer. Hannah aceita o convite, retorna para o lugar onde cresceu e assim, reencontra amigos e ex amores do passado. Em determinada noite, ela toma uma decisão importante, algo acontece em consequência disso e acontecimentos se desdobram sobre o fato. Porém, a autora também desenvolve uma narrativa paralela para o caso de que Hannah tivesse tomado uma decisão diferente e assim, temos dois enredos acontecendo com a mesma protagonista, com lados positivos e negativos.


A narrativa em primeira pessoa é muito bem construída e me fez estar sempre dentro da história, com Hannah em cada situação. Já nas primeiras páginas você se afeiçoa por ela e torce para que as coisas terminem de forma diferente de como começaram. A cada capítulo temos um universo diferente, baseado na decisão ou omissão de Hannah e com isso vemos o lado bom e o ruim de se posicionar, o que dá margem para refletirmos sobre as nossas próprias decisões.

Além do enredo original, os personagens fazem o livro ganhar força a cada página virada. Hannah é muito humana e capaz de acertar e errar com a mesma naturalidade. É fácil gostar dela e entender as decisões erradas que ela tomou na vida. Gabby é uma melhor amiga para ninguém colocar defeito: sincera, incentivadora e empática. Mesmo tendo uma vida totalmente diferenciada da de Hannah, ela se coloca no lugar da amiga o tempo todo e procura entender suas motivações.


O interesse romântico no livro também é bem positivo, vemos uma relação se desenvolver e ser baseada em bons argumentos para existir. Não se trata apenas de uma paixão enlouquecida, mas de compartilhamentos consistentes para duas pessoas estarem juntas. Em contrapartida, no outro universo temos uma relação problemática que apresenta os sintomas letais de que esse amor não sobreviverá e isso também é extremamente bem desenvolvido.

Quando comecei a ler, imaginava que o livro seria apenas mais um romance comum, mas estava totalmente enganada, Neste livro conseguimos entender que escolhas pressupõem abdicações e que não se pode ter tudo ao mesmo tempo ou apenas desfrutar do lado bom da vida, sem consequências reais. O livro também tem um aprofundamento interessante sobre como aproveitamos nossas segundas chances e do quanto podemos estragá-las também. Mas além disso, o livro trouxe algo novo para mim, um frescor de livro fluido, leve, mas com oportunidade relevante para refletir.


Eu sou uma pessoa que acredita muito em universos paralelos e por isso, toda a história fez muito sentido para mim. Mas até para quem não se importa muito com isso, o enredo pode proporcionar o prazer de uma boa leitura e de algo mais que nem sempre encontramos em livros do gênero.

Eu adorei.


Um pouco sobre a autora: TAYLOR JENKINS REID é autora de vários romances de sucesso. Seus livros foram indicados como melhores livros de verão pela People, pela Cosmopolitan, pela Glamour, pelo Buzzfeed, pelo Goodreads e outros veículos. Ela mora em Los Angeles com o marido, a filha e o cachorro. Em Outra Vida Talvez é o seu único livro publicado no Brasil.

9 comentários:

  1. Pela sua descrição da história desse livro, da para ver que a trama e realmente muito original. Até porque vemos uma mesma história tomar duas formas totalmente diferente, como se a personagem tivesse optado por um opção negativa e a outra positiva. Enfim, me surpreendeu e muito pela sua resenha, até pelo fundo reflexivo do desenrolar da trama, por isso me interessei pela leitura, e espero não me decepcionar.

    ResponderExcluir
  2. Que sensacional!! E totalmente diferente essa narrativa paralela, nunca li nada assim. O livro já havia me pegado pela capa, achei muito inteligente essas duas perspectivas. Me incentivou bastante a ler. Aliás, essa história, tá com uma cara de livro que será adaptado né...

    ResponderExcluir
  3. Pois é, é uma capa bem interessante, mas certamente a premissa é muito melhor. Saber que ela resolveu ter uma segunda chance já é algo bem corajoso e livros que falam sobre amizade para mim vale muito.

    ResponderExcluir
  4. Olá! Que bom que você gostou da leitura! O livro em sim não faz muito meu tipo de leitura, mas achei que a maneira positiva que você diz que história se desenvolve, e as cargas emocionais bem dosadas e coerentes são um atrativo para a leitura. Obrigada pela dica!

    Bjoxx ~ Aline ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir
  5. Oi Ivi!
    Adorei suas fotos ficaram lindas. O enredo me parece um crescimento da personagem principal, pela sua resenha notei que a história é encantadora, fiquei curiosa como Hannah consegue superar o fim do relacionamento e quais serão suas expectativas. Parabéns pela resenha fiquei muito curiosa em saber o final dessa história, obrigado pela dica, bjs!

    ResponderExcluir
  6. Achei o máximo a autora mostrar a vida da personagem em paralelo com duas decisões diferentes. Nunca li nada nessa pegada e confesso que fiquei bem interessada e curiosa. Adorei a capa!
    beijos

    ResponderExcluir
  7. Nossa esse livro deve ter um enredo e tanto. Fiquei super curioso para contemplar essa história na íntegra. Anotada a dica.

    ResponderExcluir
  8. Não sou muito fã desse tipo de leitura apesar de que, quando estou em uma ressaca literáriacostumo ler essas hsitórias para sair da bad vibe. Adorei a capa dessa edição. É muito bonita, fofa e delicada. =)

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Ahh que saudade de ler livros assim, um bom chick-lit. Quando esse livro saiu eu fiquei empolgada para ler, mas até hoje não consegui adquiri-lo, eu adoro a capa desse livro e a história me deixou animada pois parece ser bem madura. ótima resenha.

    beijos!

    ResponderExcluir