18.1.19

Filme da Vez #85 WiFi Ralph — Quebrando a Internet

FICHA TÉCNICA:
Título Original: Ralph Breaks the Internet: Wreck-It Ralph 2
Ano de Produção: 2018
Lançamento no Brasil: 03 de janeiro de 2019
Duração: 116 minutos
Gênero: Animação, Aventura, Comédia.
País de Origem: EUA
Classificação Etária: Livre para todos os públicos
Direção: Phil Johnston e Rich Moore
Elenco: Gal Gadot,  John C. Reilly, Sarah Silverman, Taraji P. Henson, Alan Tudyk, Alex Moffat,  Alfred Molina,  Ali Wong, Ana Ortiz, Anika Noni Rose, Anthony Daniels, Auli'i Cravalho, Bill Hader, Dianna Agron, Flula Borg, Horatio Sanz, Idina Menzel, Irene Bedard, Jack McBrayer, Jane Lynch, Jason Mantzoukas, Jennifer Hale, Jodi Benson, John DiMaggio, June Squibb, Kate Higgins, Katherine Von Till, Kelly Macdonald, Kristen Bell, Mandy Moore, Ming-Na Wen, Nicole Scherzinger, Paige O'Hara, Rich Moore, Roger Craig Smith, Sean Giambrone, Tim Allen,  Vin Diesel.
Sinopse: Ralph, o vilão dos videogames e sua companheira desajustada Vanellope von Schweetz navegam a vasta e dinâmica world wide web em busca de uma peça sobressalente para salvar o videogame de Vanellope, Corrida Doce.
Oi gente que ama livros, hoje venho comentar com vocês o que eu achei de WiFi Ralph — Quebrando a Internet. Esta é a sequência da elogiada e divertida aventura de 2012 sobre um vilão de um game antigo e uma corredora com "tilts", ambos marginalizados em suas funções.

Desta vez, o cenário deixa de ser um velho fliperama e máquinas de Arcade e se expande para a rede mundial de computadores, trocando a nostalgia por uma crítica ao mundo digital e a aceitação pela manutenção de uma amizade.


A produção possui uma trama básica e outros sub-plots, mas tudo gira em torno da amizade entre Detona Ralph e Vanellope von Schweetz. Eles se tornaram amigos inseparáveis e de forma não intencional Ralph acaba agindo como um pai adotivo da tampinha, deseja tudo de melhor para ela e por isso mesmo, acaba por vezes metendo os pés pelas mãos, todos enormes.

Numa dessas decisões erradas, ele indiretamente faz com que o game Corrida Doce de Vanellope quebre e seja desligado, o que faz com que todos os seus personagens se tornem um bando de sem-teto. Ralph acaba descobrindo que a única peça necessária para consertar a máquina se encontra à venda no eBay, e por coincidência o sr. Litwak, dono do fliperama, recentemente ligou uma rede Wi-Fi no estabelecimento. Assim, Ralph e Vanellope entram na internet para comprá-la e tentar salvar o jogo.

A forma que os diretores escolheram para a personificação da internet como uma cidade gigantesca pode não ser nova, mas a maneira como ela se apresenta é bem inteligente. A Disney também negociou com uma enormidade de marcas de sites, serviços e redes sociais, que aparecem todos em suas encarnações originais e retratados para refletir sua natureza.

O Twitter, por exemplo é uma imensa árvore onde os passarinhos azuis piam os balões de mensagens o tempo todo; a Amazon é uma grande loja de departamentos e o Google, desnecessário dizer, é o maior edifício da internet. Até marcas antigas de empresas do passado, como Netscape e GeoCites aparecem, ainda que esquecidas nas camadas mais baixas, literalmente no lixão.

Curiosamente, a Apple não é retratada em nenhum canto da internet do filme, mas todas as crianças no fliperama possuem iPhones; nos trailers, a Moana bebê aparece usando um iPad, com uma capinha do Mickey, claro.


Os usuários são todos como NPCs dentro da internet, o que chega a ser deliciosamente irônico: os personagens mais vivos, mais interativos e com mais personalidade são todos algoritmos, pixels ou polígonos, enquanto o público é mostrado como um bando de bonequinhos de cabeça quadrada, que se movem da mesma forma, fazem ações simples e quase nunca falam.

Um dos destaques é a expansiva Yesss, o algoritmo do fictício BuzzzTube, um concorrente do YouTube. Ela é a encarnação do glamour e busca por atenção de seus usuários, desfilando uma variedade de figurinos no melhor estilo Cruella de Vil; Ainda assim, ela não é má e ajuda Ralph e Vanellope em sua empreitada atrás do dinheiro para comprar a peça de Corrida Doce.

Entre as caras novas, talvez a mais interessante seja Shank, que no original tem a voz da atriz Gal Gadot. Ela é uma corredora do game online Corrida do Caos, a versão da Disney para a série Grand Theft Auto e a franquia Velozes e Furiosos.

Ela não é heroína nem vilã, apenas uma figura complexa com motivações e desejos como qualquer pessoa comum, que ama o que faz: dirigir perigosamente e transformar quem tenta roubar seu carro em churrasquinho de pixels. A Disney definitivamente precisa de mais personagens como Shank em seu portfólio.

Ao pular de um velho fliperama para a internet, WiFi Ralph diminui a pegada na nostalgia e se foca na relação das pessoas com a internet. Como exemplo, o eBay retratado como um enorme galpão com vários quiosques de leilão, em que os usuários dão lances frenéticos nas coisas mais esquisitas e aparentemente inúteis do mundo, mas que valem alguma coisa para alguém.


Ralph faz de tudo para conseguir o dinheiro para consertar a máquina de Vanellope e isso inclui fazer versões próprias de todos os vídeos que viralizam no YouTube: de cabras a abelhas, unboxings, receitas e muito mais. E para seu azar, o grandão quebrou a regra número um da internet: "nunca leia os comentários".

A Disney também aproveitou para criticar sua própria forma de fazer filmes, na cena em que Vanellope invade a sala das princesas da casa do Mickey. Por anos elas foram criticadas por serem personagens rasos, com motivações fracas e que precisam de um homem para serem salvas e o filme joga isso na cara do espectador, como já visto no trailer.

Por baixo de tudo isso, é de um filme da Disney que estamos falando e WiFi Ralph também possui sua liçãozinha de moral. Se no primeiro filme Ralph era o vilão que não se aceitava como era, aqui ele quer que tudo permaneça igual, incluindo sua amizade com Vanellope e tem ataques enormes de ciúme quando a nanica começa a se afeiçoar com Shank.

Como um "pai" superprotetor, Ralph não dá espaço à Vanellope, que quer ter mais independência e já não precisa de um vilão de jogo antigo ao seu lado o tempo todo, como um grude insuportável. E isso leva ao plot final do filme, com consequências desastrosas para todos e para a internet.

É aí que o filme "perde a conexão": a trama poderia muito bem ser conduzida sem um vilão acessório.

Concluindo, WiFi Ralph não é perfeito, mas tecnicamente enche os olhos. O contraste entre personagens caricatos como Ralph e Vanellope, com outros mais realistas como Shank ou mesmo as princesas é algo legal de se ver, sendo que todo mundo já se pegou imaginando como a internet seria se fosse um lugar que pudéssemos visitar, mesmo como NPCs de cabeças quadradas.

No fim, WiFi Ralph — Quebrando a Internet não é genial como Detona Ralph, mas diverte ao imaginar a web como uma cidade real, com cidadãos dos mais diversos e únicos, como são seus usuários.

Confira o Trailer:

13 comentários:

  1. Caramba, que resenha mais perfeita! Amei.
    Eu não assisti ao filme ainda, mas só de mencionar que tem inspirações de Cruela de Vil, já quero!
    O bacana é que dá pra ver com a família toda numa daquelas "Sessão Pipoca" né?
    Adorei.

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Ainda não sabia do lançamento desse filme (ando meio perdida em relação a filmes, hehe), mas adorei saber tua opinião. Parece ser muito divertido, sem dúvidas vou assistir!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  3. Oii, tudo bem?

    Eu ainda não assisti o novo filme, na verdade, nem sabia do lançamento kkkk Mas como eu sou apaixonada pelo Ralph e com a Vanellope, lógico que vou assistir.

    Obrigada por compartilhar!!
    Beijinhos!!

    ResponderExcluir
  4. Hahahahaha, eu vendo os personagens famosos e pensando como é hilário eles se encontrando. Eu vi o primeiro filme no cinema e achei mais ou menos. Claro que por filme infantil é ótimo, a menina é uma amorzinho.

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem? Lendo seu post eu percebo como estou totalmente desatualizada dos filmes da Disney e até mesmo das animações, acredita? Ainda assim, é um filme que pretendo ver assim que tiver um tempinho, acho que vale a pena e Ralph me parece engraçado ao seu modo.

    ResponderExcluir
  6. esta todo mundo falando desse filme, eu amo filme em desenho animado mais sou fã dos antigão confesso mais si surgi a oportunidade de assistir esse, não pretendo perde

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Acho tão lindinho esses filmes, as animações tem um colorido e os personagens devem estar em uma grande aventura.
    Não assisti ainda mas quero muito conhecer o Ralph e sua turma.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  8. Oi, Ivi!
    Assisti Wifi Ralph esses dias e achei a história com boas ligações ao filme anterior e alguns pontos bem válidos. A questão da necessidade de um vilão me irritou também, foi mais ou menos a mesma jogada do filme anterior, mas não funcionou nesse porque realmente só ocupou espaço. Mas no geral, traz um bom entretenimento. Adorei a crítica!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    Eu vi o primeiro filme e gostei bastante, foi bem divertido. Agora lendo seu post eu fiquei bem animada, porque li uma crítica dizendo que o filme não era tão legal, mas pelos seus comentários esta é uma ótima produção cheia de críticas interessantes. Enfim, acredito que é uma animação que me conquistaria bastante, vou ver qualquer hora.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?
    Eu tenho visto muitos comentários sobre esse filme e quase todos falam que, apesar de um bom filme, ele não é tão brilhante como o antecessor. Confesso que não assisti nem o primeiro e os comentários me deixaram com uma certa preguiça de assistir esse.
    No entanto, adorei o seu post e fico feliz que, mesmo não sendo tão bom quanto o anterior, você se divertiu assistindo esse. Eu não fiquei muito curiosa para ver, mas pretendo assistir Detona Ralph.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Oi, Ivy!
    Sabe, às vezes eu acho que alguns filmes não precisam de continuação (Pocahontas 2 foi um erro) e pelo que vi, esse é um desses filmes... Não sei se vou assistir, talvez apenas quando estiver disponível online..
    bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  12. Deve ser uma aventura e tanto. Ainda não assisti, mas depois do que li na resenha, fiquei bem curioso para saber de toda a história.

    ResponderExcluir
  13. Que bom que achou divertido!! Ainda não vi o outro filme, mas esse já vi uns trailer e críticas que né animaram a assistir! Adoro desenhos divertidos, é espero gostar desde.

    ResponderExcluir