25.10.18

Filme da Vez #80 Buscando...

FICHA TÉCNICA:
Título Original: Searching
Ano de Produção: 2018
Lançamento no Brasil:  20 de Setembro de 2018
Duração: 102 minutos  
Gênero:  Suspense, Drama
País de Origem: EUA
Classificação Etária: 14 anos
Direção: Aneesh Chaganty
Elenco: John Cho, Debra Messing, Joseph Lee, Michelle La.
Distribuidora: Sony Pictures
Sinopse: Depois que Margot (Michelle La), a filha de 16 anos de David Kim (John Cho) desaparece, uma investigação local é aberta e uma detetive é designada ao caso. Mas 37 horas depois e sem pistas, David decide buscar no único lugar em que ninguém olhou ainda, onde todos os segredos são mantidos: no laptop de sua filha. Em um suspense hiper-moderno contado a partir dos aparelhos que usamos no nosso cotidiano para nos comunicarmos, David vai traçar as pistas digitais deixadas por sua filha antes que ela desapareça para sempre.
Reconheço que não conhecia esse filme e o escolhi simplesmente pelo horário que era mais favorável para mim e para meu amigo numa segunda-feira à noite. Após conferir o trailer, já fiquei curiosa para desvendar ou simplesmente acompanhar a investigação sobre o desaparecimento de Margot (Michelle La).

Ela é filha de David (John Cho), que a cria sozinho após a morte da esposa por um câncer. Ao pesquisar pistas sobre o paradeiro de Margot em seu computador, as cenas são bastante originais, pois só é mostrada a tela do computador e os resultados das pesquisas feitas por David, como se estivéssemos ao lado dele na pesquisa. A detetive Rosemary Vick (Debra Messing) é designada para investigar o caso e tenta ajudá-lo, assim como seu irmão Peter (Joseph Lee).


Em meio a situação dramática pelo desaparecimento e o suspense para desvendar o caso, também há tempo para retratar o mundo da internet como ele é, com direito a reações e opiniões exageradas após exibição do caso na mídia, divulgação de vídeos com títulos sensacionalistas e até a criação de alguns “memes”, demonstrando a capacidade de encontrar lado engraçado ou irônico independentemente da situação.

No decorrer da história, pensei em várias situações para o desfecho, já que várias pessoas podem estar envolvidas no desaparecimento de Margot, mas mesmo com tantas reviravoltas e hipóteses, nada me preparou para o que realmente aconteceu: o final é surpreendente, inteligente e original.  



A mensagem do filme demonstra a influência das redes sociais atualmente, o amor entre pais e filhos e até onde é possível chegar por esse amor. Um detalhe me fez lembrar das investigações do programa “Catfish”, exibido semanalmente pela MTV e acrescentou uma dose a mais de suspense e originalidade no filme.

Para quem gosta de suspense, super recomendo, adorei!

Trailer: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário