24

Outro Dia (David Levithan)

Ficha Técnica:
Nome Original: Another Day
Autores: David Levithan
Tradução: Ana Resende
País de Origem: Estados Unidos
Número de Páginas: 320
Ano de Lançamento: 2016
ISBN-13: 9788501106834
Editora: Galera Record

Oi gente que ama livros, hoje eu venho com a resenha do 87º livro lido em 2016 e foi Outro Dia (David Levithan). Em 2013 eu li o livro Todo Dia, do mesmo autor e foi uma das melhores leituras que eu fiz naquele ano e arrisco dizer que na vida, em função da originalidade do protagonista, bem como da mensagem que o livro trazia. Então, quando vi que o autor havia escrito a mesma história sob o ponto de vista de outra personagem, fiquei curiosa, mas também fiquei apreensiva se este livro não apagaria o brilho que o primeiro livro havia acendido.
É isso o que faz da minha casa um lar – a sensação de que parte de mim sempre me espera lá, quando não estou em casa. E que reencontrar esta parte, me completa em mutos sentidos, ainda que não seja o melhor lugar do mundo. Página 185
O livro nos traz a mesmíssima história do primeiro livro, porém sob o ponto de vista da Rhiannon. Se você não sabe do que estou falando, te digo que a história é sobre o A, uma pessoa que todos os dias acorda em um corpo diferente, desde o dia em que nasceu. Porém, em um dia especifico, quando ele está com 16 anos, ele acorda no corpo de Justin, e este garoto tem uma namorada chamada Rhiannon e o A, acaba se apaixonando por ela, então a partir deste dia, todos os corpos que ele passa a ocupar, ele faz com que vá pra perto da Rhiannon, com a esperança de ser correspondido também.


O livro então se desenvolve em A se mostrar para a Rhiannon, contar a sua verdade e tentar fazê-la entender. Isso é extremamente desgastante, primeiro porque nem todos os corpos que A ocupa, são meninos e nem sempre, estes corpos moram na mesma cidade da Rhiannon, mas ele não desiste.

Gostei muito de reencontrar esta história e de entender a dificuldade que a Rhiannon sentiu ao tentar um relacionamento com um ser que não tinha corpo. A escrita do Levithan é intensa, melancólica e muito tocante e em muitos momentos, senti compaixão dos personagens. Além de perceber que muitos temas pertinentes são inseridos na narrativa de forma inteligente e fluida. 
“- Eu posso chamá-la de 'vadia negra' se ela for negra e agir como uma vadia.
 – Não fale besteiras. O fato dela ser negra não tem nada a ver com o fato de você ser um babaca.
 – E porque não tem problema você me chamar de babaca?
 – Note que eu não estou te chamando de babaca branco, porque embora eu tenha certeza que o fato de você ser branco aumente sua arrogância, estou disposta a ignorar isso e me concentrar no fato que você é um babaca universal” página 160
A mensagem que o livro traz é uma das mais importantes do universo: amamos o ser e não o corpo. Podemos nos sentir atraídos por esse ou por aquele, mas é a alma das pessoas que se conectam, ainda que necessitem de corpos físicos para viverem este sentimento com plenitude.


O livro me deixou com a sensação que talvez, um outro livro seja escrito, pois terminou com uma ponta aberta que eu não senti na publicação original. Esta leitura também me deixou curiosa quanto ao ponto de vista do Justin e o que ele de fato sentia pela Rhiannon e se ele era mesmo o babaca egoísta que o enredo nos leva a entender.

Mas de uma forma geral, foi uma leitura proveitosa, rica em muitos aspectos e que me deixou reflexiva quanto as limitações que todos temos quando olhamos para o próximo.


Acredito porém que a leitura deste livro não deva ser feita sem conhecer integralmente a história do primeiro livro, porque esse livro aqui depende diretamente de uma compreensão total do livro Todo Dia.

Eu gostei muito!!!


Um pouco sobre o autor: David Levithan é um escritor norte americano que nasceu em 07 de setembro de 1972 em New Jersey. Seus livros publicados no Brasil são:
  • Will & Will (Resenha AQUI)
  • Todo Dia (Resenha AQUI)
  • Invisivel (Resenha AQUI)
  • Dois Garotos Se Beijando (Resenha AQUI)
  • O Caderninho de Desafios de Dash & Lily (Resenha AQUI)
  • Outro Dia
  • Nick & Norah
  • Garoto Encontra Garoto
  • Naomi e Ely e a Lista do Não Beijo
  • Me Abrace Mais Forte




Comentários
24 Comentários

24 comentários:

  1. Olá Ivi
    Eu também já fiz essa leitura, e sou bem suspeita em comentar, porque eu adorei a leitura de Todo dia e Outro dia. Realmente é uma leitura bem proveitosa, e pode ser mesmo que haja uma ponta solta no final, seria interessante eu acredito. A questão da mensagem é mesmo muito especial, sobre amar o ser e não o corpo em si, dar importância aos valores únicos sabe... Enfim, é uma história sensacional!
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Eu ainda não li nenhuma dessas histórias, mas eu achei interessante e fiquei com uma grande vontade de ler essa história.
    Amei muito a resenha.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Já tinha visto os livros desse autor no facebook, mas nunca achei interessante. Ah quem diga que são ótimos. Gostei da sua resenha, soube falar bem do livro sem spoliers!

    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Olá, Ivi! Tenho alguns livros do David Levithan, porém, ainda não tive a chance de ler "Todo dia" nem "Outro dia". Mas sou louca para ler ambos, pois acho a sinopse deles muito curiosa e emocionante. Adorei sua resenha, a forma sensível que você fala do livro, passando ao leitor as mensagens trazidas pela obra... Gostei de verdade. Fiquei com mais vontade ainda de ler, pele menos, "Todo dia". Beijos.


    thehouseofstorie.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Ivi, estou cobiçando esse livro há séculos. Nunca li nada do autor mas sempre ouço maravilhas das obras dele.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  6. Olá
    Eu já vi diversos elogios sobre esse autor, mas ainda não li nenhuma de suas obra até o momento. Confesso que acho trazer um livro igual apenas com um ponto de vista diferente desnecessario, afinal é a mesma histórias. Mas ao término de sua resenha vi que esse tem um que diferente, pois você disse que esse livro deixou uma ponta douta que o livro original não teve né? Enfim, espero poder ler os dois em breve. Até mais ver
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Oi Ivi.
    Eu não conhecia o primeiro livro, todo dia, e me interessei muito pelo enredo.
    E normalmente não gosto de livros que contam a estória através do ponto de vista de outro personagem, interessante saber que esse tem um final que dá abertura a um novo livro.
    Melhor livro da vida?
    Uau.
    Foi para a lista?

    ResponderExcluir
  8. Eu estou muito curiosa para ler esses dois livros, a premissa é completamente instigante e eu fiquei curiosa. O fato de terminar com essa sensação de que talvez outro possa ser escrito é uma coisa que deixa a gente morendo de vontade de saber se vai mesmo ou não. Acho que isso é maldade dos autores kkkk

    ResponderExcluir
  9. Eu não gostei desse livro por causa do final dele. É impossível dizer que a leitura do David e ruimz não é. Mas não gosto dos temas que ele trabalho. Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi!
    Todo dia está na minha lista desde 2013 e ainda não tive a oportunidade de ler, fico feliz que agora tenha o segundo livro e talvez um terceiro, pois sinto que a história vai me prender muito e os personagens também, adoro a proposta desse livro, mostrar que amamos o ser e não o corpo, espero que tenha o terceiro livro para responder suas perguntas e que você traga a resenha. Espero ler esse livro o mais rápido possível.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Oi Ivi!
    Aí meu coração ao ler essa resenha. Estou louca por esse livro desde o lançamento, mas ainda não comprei meu exemplar.
    Gostei de saber que o livro te agradou e que foi melancólico, pois nao esperava algo diferente, mas fiquei receosa por saber desse ponto que ficou solto 😏
    Vou ler em breve - porque vou comprar na BF - e espero gostar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Ivi!
    Infelizmente ainda não tive oportunidade de conferir esses livros do Levithan, mas só escuto bons comentários, que são livros que não devem deixar de serem lidos e coisas do tipo, por isso tenho grande curiosidade.
    “Só a mágoa deveria ser a instrutora dos sábios; Tristeza é saber.”(George Lord Byron)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de NOVEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  13. Oi Ivi...
    Acredita que eu não dava nada por Todo Dia e fiquei completamente apaixonada quando o li? e foi ele o responsável por me fazer querer ler todos os livros do autor - que como todos tem uns melhores do que outros, mas Todo Dia é um dos melhores, com uma das mensagens mais lindas!!!!
    Dito isso, estava com a mesma sensação que você, de que esse livro poderia estragar ou apagar um pouco do brilho do primeiro... Ler sua resenha me deixou encantada e me fez perder o medo de arriscar a leitura. sim, eu ainda estou enrolando para começar esse livro.
    E, realmente, é tocante perceber que a gente até sente atração por um corpo, mas amor mesmo é pelo que temos por dentro, pelo nosso jeito, nossa alma...
    Amei sua resenha :)
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Na verdade eu ainda não conhecia nenhum destes dois livros, o que é uma pena porque eu achei a premissa muito interessante e uma mensagem muito bonita. Fiquei bem curiosa em saber o ponto de vista de Rhiannon, ainda mais porque não conheço a história original.
    Amei a sua resenha!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Oie!
    Eu já li o livro, e gostei bastante dessa história. Também senti que pode ter uma continuação, que algo ficou no ar. Espero que realmente tenha uma continuação, pois a história é muito boa.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  16. Já ouvi muito sobre autor, mas nunca li nada dele. Nem ao menos uma resenha. Mas essa me conquistou.
    Gostei bastante da história, toda a originalidade da obra me conquistou. Sua resenha também soube explicar os detalhes com perfeição, e acredito que sem spoiler algum.
    Ainda não li o primeiro livro, mas estou tentada a conhecê-lo.
    Bjs, Mila

    http://a-viagem-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Todo dia é um dos meus livros preferidos da vida, saio indicando pra tudo que é gente hahahah não li Outro dia ainda, mas pretendo. Acho natural que esse tenha deixado uma ponta solta para um talvez futuro livro porque eu senti que o próprio Todo dia também precisava de uma continuação. Mal posso esperar para ter um pouquinho mais do A! Beijos,

    Luana

    ResponderExcluir
  18. Olá,

    Serio que você não sentiu a abertura ao ler Todo dia? Pois, assim que terminei já fiquei na expectativa de que o autor trouxesse uma continuação. Ainda não li Outro Dia e confesso que eu esperava pela continuação e não pela visão da Rhiannon da história, mas como vi bons comentários, estou curiosa para ler, e também porque Todo dia foi uma leitura maravilhosa.

    Beijos,
    http://entreoculoselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Olá, tambem já li todo dia e amo demais e fiquei super empolgada com esse lançamento e para falar a verdade eu acho que ficaria super legal se o autor escreve algo que explicasse que fênomeno é esse que acontece com A
    Algo como ficção cientifica ou esperitual explicando porque ele acorda todo dia em um corpo diferente porque por mais que essa historia seja maravilhosa eu não consigo tirar essa duvida da minha cabeça

    ResponderExcluir
  20. Olá Ivi!
    Eu não li o primeiro livro, mas gostei muito do enredo. Pela sua empolgação deu para ver como o autor soube trabalhar a história e o tema abordado é bem intenso. Temos que nos apaixonar pelo o interior da pessoa e não pelo físico. A matéria se vai, mas a alma é eterna.
    Adorei a sua resenha.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  21. Oi Ivi, tudo bem?
    Eu ainda não li o primeiro livro mas sei sobre o enredo e acjei bem interessante o autor fazer um segundo livro com o ponto de vista de ouyro personagem. Pretendo ler os dois em breve.
    Bjs

    ResponderExcluir
  22. Oiee Ivi ^^
    Se eu tivesse que escolher um autor favorito dentre todos os meus favoritos, esse autor seria o David Levithan ♥ "Todo dia" foi o primeiro livro dele que eu li, mas já me apaixonei com ele. Fiquei muito feliz quando vi que teríamos a mesma história mais uma vez, sob o ponto de vista da Rhiannon. Espero que tenhamos um terceiro livro por aí...hehe'
    MilkMilks ♥
    Milkshake de Palavras

    ResponderExcluir
  23. Vou confessar que não tenho muita paciência para livros do tipo, mesmo eu nunca ter lido nenhum. De qualquer maneira, a premissa da história é interessante e parece ter um ponto de fantasia, estou certa? Por causa disso, acho que eu leria, mas apenas o primeiro, que seria a história "Original".
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/
    Participe dos SORTEIOS de Natal que estão rolando lá no blog!

    ResponderExcluir
  24. Oi!
    Ainda não li nada do David Levithan e sempre tive muita curiosidade em ler Um Dia que achei uma historia bem diferente e parece ser linda, principalmente a mensagem que ela deixa. Gostei muito de saber que temos mais um livro, com certeza os fãs da historia devem ter adorado ter um pouco mais e quero muito ler, mas primeiro irei ler Um Dia !!

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014