24

O Cavaleiro de Bronze (Paullina Simons)

Ficha Técnica:
Nome Original: The Bronze Horseman
Autora: Pauliina Simons
Tradução: 
País de Origem: Russia
Número de Páginas: 504
Ano de Lançamento: 2013
ISBN-13: 9788542800616
Editora: Novo Século

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 73º livro lido em 2016 e foi O Cavaleiro de Bronze (Paullina Simons). Quando fiz o sorteio da TBR Jar, o segundo livro desta série foi o sorteado, mas como não tinha lido o primeiro volume, que é este livro aqui, claro que tratei de ler o primeiro livro.

O livro nos traz Tatiana, uma jovem de 17 anos, vivendo em plena segunda guerra mundial em Leningrado, na Rússia. Tatiana é de uma família humilde, tem uma irmã mais velha, a Dasha, e um irmão gêmeo, o Pasha, que está no exército. Sua família vive com o básico, mas de certa forma, em paz. Certo dia, com os russos, enfrentado o racionamento, Tatiana vai as compras e conhece o Alexander, um soldado e assim que um coloca os olhos no outro, algo forte nasce neles. Porém, mais tarde daquele mesmo dia, Tatiana descobre que a sua irmã, jé estava apaixonada por ele e assim, Tatiana decide manter seus sentimentos em segredo, mesmo sabendo que é correspondida.


O livro se desenvolve então neste romance proibido. Não se trata de uma paixão tórrida e descontrolada, corpórea e sensual, muito pelo contrário. O amor entre Alexander e Tatiana é inocente e puro. Mas o romance em si, é apenas uma pequena fatia de uma história que envolve uma guerra sangrenta e de proporções catastróficas e durante o livro, temos as tropas invadindo a Rússia e com ela, trazendo a fome, e a morte, em um cenário gelado, com muita dor.

A narrativa da Paullina Simons é simples. Ela se propõe a contar uma história e ela faz isso, sem floreios, sem artifícios e sem mesmo uma linguagem poética ou sentimental. Ela apresenta os personagens e os amarra em uma trama forte, intensa e bem crua. Não existem momentos filosóficos ou devaneio no texto. A autora é direta e seca, e ainda assim, emocionante. Isso foi o que mais me chamou a atenção na trama, porque a intensidade dos parágrafos e diálogos era tão forte que eu quase ouvia a autora narrando cada cena e sentimento e foi um a experiência única passar por isso.


Em contrapartida, ela nos conta esta história, quase como um relato diário da vida dos personagens e isso em alguns momentos da leitura, me causou um puco de cansaço. Acho que algumas situações poderiam ter sido suprimidas do enredo, por não acrescentarem tanto à relevância da história.


O livro tem um final bem aberto e que deixará o leitor um pouco enervado pela circunstância, porém, não culpem a autora por causa disso, porque na verdade, isso é de total responsabilidade da editora que publicou o livro aqui no Brasil. Este primeiro volume é o resultado de uma divisão que a editora Novo Século fez do livro original que tem mais de 900 páginas. 


Apesar de ter gostado da história e ter ficado impressionada com algumas cenas muito bem descritas, não me sinto muito animada em encarar a segunda parte desta história, imediatamente. O fim deste volume é bem pouco revelador e bastante sufocante, mas não me sinto compelida a ler sua sequencia ainda. Sei que farei a leitura em algum momento, mas não será breve.

Recomendo para quem gosta de romance, com uma grande dose de drama e fatos históricos inseridos na narrativa. A escrita da autora é fluida e boa. Sem grandes floreios, ela nos apresenta os personagens e os faz sofrer, superar, cair e amar. É uma história bonita e que encarantará o coração dos apaixonados. Mas recomendo que faça a leitura, já com o segundo livro em mãos, porque o primeiro volume, termina de forma aberta e inconclusiva.

Gostei bastante.

Observação: A leitura deste livro cumpre com o item 01 do Desafio Literário 2016. O item 01 seria a leitura de um livro que tivesse mais de 500 páginas e este aqui tem 504. Se vocês tiverem sugestões para os outros itens que eu ainda não cumpri, aguardo ansiosamente!!! 


Um pouco sobre a autora: Paullina Simons nasceu em 1963 em Leninegrado, na antiga União Soviética, e emigrou para os Estados Unidos aos dez anos. Durante a sua infância sonhava em ser escritora. Após concluir o seu curso universitário em Ciências Políticas, trabalhou como jornalista financeira e tradutora, até concretizar o seu sonho de menina. O seu primeiro romance foi publicado e tornou-se imediatamente num sucesso internacional. Vive atualmente em Nova Iorque com o marido e os quatro filhos. Seus livros publicados no Brasil, são:
  • O Cavaleiro de Bronze
  • O Cavaleiro de Bronze e o Portão Dourado
  • Tatiana e Alexander 
Comentários
24 Comentários

24 comentários:

  1. Oi, Ivi. Estou com esse livro pra ler em casa. A principio, pensei que fosse literatura fantasticas, mas, lendo sua resenha, estou enganado. Gosto de um bom romance com um bom drama e essa pegada histórica me incentiva mais ainda. Uma boa resenha.

    http://porredelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Adorei poder conferir suas impressões. Acho a capa desse livro linda e sempre tive vontade de conferir, especialmente por ter uma ambientação que eu gosto bastante, justamente pelo lado historico. Sua resenha me deixou bem motivada para conferir e realmente espero ter a oportunidade de poder ler também.
    Boas leituras!
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  3. Oii! Que livro interessante hein..!Eu que adoro romances históricos fiquei doidinha de vontade de ler - principalmente com um cenário de guerra como esse. Essa divisão feita pela editora me desmotivou um pouco, mas ainda sim pretendo lê-lo futuramente.
    Beijos, Isa!
    www.belacultblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Ivi!
    Eu não conhecia o livro, mas me interessei demais por ele. Gosto de romances, principalmente quando tem essa parte histórica junto. Achei também bem interessante se passar na Rússia (ser um livro russo). Não é um local que estamos tão acostumados a ler...
    O maior problema dele é o tamanho. 500 páginas é meio grossinho, rsrs. E ainda tem o volume dois... Tem que ter paciência para ler, até porque parece ser mais devagar.
    Dica já anotada!!!
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá, gosto de romances com uma grande dose de drama, mas confesso que não sei se leria esse. O número de páginas e saber que a leitura é um pouco cansativa me desestimulou.
    Parabéns pelo desafio literário e pela resenha muito bem escrita!
    Bjs,
    http://contosdacabana.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá, gosto de romances com uma grande dose de drama, mas confesso que não sei se leria esse. O número de páginas e saber que a leitura é um pouco cansativa me desestimulou.
    Parabéns pelo desafio literário e pela resenha muito bem escrita!
    Bjs,
    http://contosdacabana.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Isso que dá a gente ficar julgando o livro pela capa e nem se dá o trabalho de ler a sinopse. Eu achava que o livro tratava apenas de mais um triangulo amoroso. Até que em sua resenha você cita as palavras certas que me chamaram a atenção: Segunda guerra mundial. Amo demais livros com essa temática. E gostei de conhece-lo através de sua resenha.
    Vou ler, sem duvida!
    Abs
    Ni
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  8. Oi, Ivi

    Que coincidência, terminei um livro ontem que tem a mesma modelo na capa! Heheh
    Sabe que eu nem conhecia o livro?! Confesso que a única coisa que me chamou atenção nele foi a ambientação, nunca li nada ambientado na Rússia,mas fora isso não fui conquistada.
    Achei bem estranho esse negócio de Pasha e Dasha, viu? O da Tatiana deveria ser Tasha!
    Piadinha infame...releve! Hahahahah

    Beijo
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem com você? Não conhecia o livro e nem a autora. Apesar de não costumar ler esse tipo de livro, a premissa me interessou bastante. Uma história ambientada na Rússia e um romance proibido em meio a guerra? Parece ser um prato cheio de emoção. Obrigada pela dica, beijos.

    ResponderExcluir
  10. Olá,
    Desconhecia a obra e fiquei bastante interessada pelo fato de manter uma abordagem em relação à guerra e as consequências que ela desencadeia para a população.
    Fiquei bastante curiosa em como Tatiana irá lidar com esse sentimento que mesmo proibido é correspondido por Alexander e se eles irão ficar juntos em meio a esse caos.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá Ivi,
    Morro de vontade de ler esse livro há bastante tempo. Não sabia que a editora havia feito uma ruptura no livro para publicar em duas vezes, que péssimo isso.
    Achei a sua resenha bem interessante e gostei de saber que o amor entre os protagonistas é inocente. Estou meio cansada de livros com romances arrebatadores.
    Vou tentar encaixar essa leitura para logo, pois estou bem ansiosa.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  12. Olá,
    A proposta do livro me pareceu ótima e para o leitor deve ser ainda mais envolvente acompanhar um amor proibido. Os outros elementos que compõe a história além do amor e esse cenário de guerra, deve tornar a leitura ainda mais instigante. Adorei conhecer o livro!
    http://www.virandoamor.com/

    ResponderExcluir
  13. Olá
    900 páginas!? Há tempos não leio um livro tão grande assim. Nunca tinha visto uma resenha desse livro, mas adorei conhecer mais detalhes. Gosto de romances com detalhes históricos e guerras. Esse me pareceu bem interessante. Adorei sua resenha e já anotei a dica.

    ResponderExcluir
  14. Oi Ivy, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia o livro, mas fiquei bem interessada. Gosto bastante de livros que contam um pouco da segunda guerra, ainda que só como um pano de fundo :)
    E fico feliz que o romance não seja aquela pegação doida hahah. Gosto de romances mais delicados :)
    Talvez eu confira sim a obra, mas o número de páginas me assusta e pensar que são dois volumes... aiaiiaiai
    hahahha
    Beijoooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Nossa, não sabia que era um livro que a editora dividiu em dois... Me sinto enganada quando fazem isso, normalmente precisamos gastar mais. Tenho o livro, mas não tenho o segundo, e agora fiquei dividida entre comprar logo o outro ou me desfazer desse... Relatos desnecessários além de me cansarem me irritam.

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    eu não conhecia o livro e fiquei imaginando o que Tatiana passou amando um homem e sabendo que sua irmã também o amava. Abrir mão dele não deve ter sido muito fácil. Não sei como foi dividido a história, mas 900 páginas é muita coisa. A história me parece básica sem grandes novidades, mas se um dia tiver oportunidade quero ler.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  17. Embora o contexto de guerra do livro tenha me interessado não sei se leria agora. Parece ser uma história um pouco densa e isso de autora ter uma escrita crua não me chamou muito a atenção. Sem contar o tamanho do livro rs dá até medo.
    Mas a resenha ficou ótima, bem esclarecedora. Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Oi, Ivi! Gostei muito da sua resenha! A ideia de um romance com pano de fundo histórico e esse amor "proibido" me passam a impressão de uma boa história. Apesar das observações que vocês traz, fiquei curiosa para conhecer o livro. ;)

    BJs,
    Yohana Sanfer
    http://www.papelpalavracoracao.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Ainda não conhecia o livro, mas já estou bastante interessada por ele. Gosto muito de romance, embora você tenha deixado claro que este não é foco do livro.
    Mesmo assim, sou masoquista e sempre acabo lendo algum drama. E dramas de guerras são os melhores.
    Mas tenho leve a sensação de que, por conta da escrita da autora, esse livro me cansará.
    Não sei. Talvez eu deva arriscar.
    Bjs, Mila

    http://a-viagem-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Olá, tudo bom? Adorei a premissa do livro, amo histórias de amor que contenham muito drama, e todo o lado histórico do período me interessou bastante. Ainda não conhecia o livro, apesar de me parecer um pouco longo d+, fiquei bem interessada em começar a lê-lo. Bem interessante também a forma que a autora escreve, acho que vou gostar. Desafogando minha lista ele com certeza entrará logo kk.
    Beijos.

    EuVocê&oslivros

    ResponderExcluir
  21. Oii!
    Eu comprei esse livro na bienal justamente porque sempre vejo youtubers americanas falar dele e fiquei bem curiosa. Acho que assim como você, elas dizem que ele é um livro bom mas muuito grande e cansativo.
    Não sabia que a editora tinha dividido o primeiro livro em dois volumes por causa da tradução e tenho que admitir que isso me deixa um pouco desmotivada haha já achava que esse primeiro tinha um tamanho bom o suficiente.
    Mesmo assim, vou tentar fazer a leitura por gostar muito de romances históricos, espero ter coragem! haha
    Beijos!

    www.beyondbluedoors.com

    ResponderExcluir
  22. Olá, não conhecia o livro, mas 900 páginas? jesus amado, é uma historia que rende ein.
    Também estou fazendo o book jar e estou tirando livros que estavam empacados a anos, é bem legal, confesso que o livro não me chamou muita atenção pela história mas sim por se passar na rússia, seria legal ver o lado da guerra por outros paises

    ResponderExcluir
  23. Olá...
    Adorei conhecer um pouco mais sobre essa obra e apesar de você não ter gostado taaaanto assim, fiquei com vontade de ler, pois, amo romances com pitadas de dramas e o fato de ter esse lado histórico muito me agradou. Quero ler!

    ResponderExcluir
  24. Olá, tudo bom?
    Nunca tinha ouvido falar desse livro, mas, só por se passar na segunda guerra já fiquei animada em realizar a leitura. Amo romances com essa temática, que abordem o período histórico, e que tem romance e drama para acompanhar. Gostei de saber também que o romance não surge entre os personagens de forma exagerada e que o mesmo é só uma fatia da história. Sugestão mais que anotada!


    Beijos!
    @PollyanaCampos
    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014