26

O Menino no Alto da Montanha (John Boyne)

Ficha Técnica:
Nome Original: The Boy at the Top of the Mountain
Autor: John Boyne
Tradução:Henrique de Breia e Szolnoky
País de Origem: Irlanda
Número de Páginas: 225
Ano de Lançamento: 2016
ISBN-13: 9788555340123
Editora: Seguinte
SKOOB

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 62º livro lido em 2016 e foi O Menino no Alto da Montanha (John Boyne). Este é o mais recente lançamento do Boyne e como ele é o meu autor favorito da vida, claro que assim que saiu a pré-venda, lá estava eu, encomendando e marcando no calendário, o dia em que o livro chegaria na minha casa.

O livro nos traz o Pierrot, uma garotinho francês, filho de um ex soldado alemão e de uma francesa. Pierrot adorava a sua família e apesar de não ter um pai perfeito, ele o admirava bastante. O pai do menino havia voltado da Grande Guerra extremamente traumatizado e em função disso, sua vida estava bastante miserável. A mãe tentava suavizar a vida da família, mas conforme a eminência da segunda guerra foi se tornando cada dia mais real, o pai de Pierrot foi cedendo à pressão dos próprios fantasmas. Pierrot também tinha um melhor amigo, Arshel, um garoto judeu e surdo, com quem Pierrot aprendeu a língua de sinais e este menino, escrevia histórias maravilhosas e Pierrot desde cedo, sabia que ele seria um grande escritor.


Então, após uma sequência de tragédias, Pierrot fica órfão e após um pequeno período em um orfanato no interior da França, ele segue para a Alemanha, para morar com uma tia. Esta tia trabalha na casa de um homem muito poderoso, que é ninguém menos que Adolf Hitler. E então, vemos Pierrot precisar negar e lentamente esquecer seu passado, para não ter e não causar problemas.

O livro é dividido em três partes: antes da segunda guerra, durante a segunda guerra e após a segunda guerra e em cada período destes, temos um Pierrot diferente, sofrendo os efeitos das mudanças e dos ambientes que foi obrigado a viver. Pierrot, que após se mudar para a casa da montanha, residência oficial do Hitler, passou a se chamar Pieter, passa a usufruir de um certo poder e a experimentar alguns benefícios do lugar. Ele é bem tratado pelo dono da casa e desde o início, Hitler vê nele, potencial para ser um grande homem e, infelizmente, Pieter acaba se deixando seduzir pelo poder.

Mais uma vez, como em todos os livros do autor, a leitura foi fluida e rápida. A originalidade do enredo, somado a muitos eventos históricos, deixaram o texto rico e muito interessante. Quem já estudou um pouco mais profundamente sobre a segunda guerra, reconhecerá nomes e passagens na narrativa e cada vez que isso acontecia, eu levava um susto, porque fiquei imaginando o trabalho de pesquisa que o autor fez para dar consistência para a trama.

Além disso, discretamente, ele alinhavou no texto, a narrativa do seu mais famoso livro, O Menino do Pijama Listrado, em que um dos oficiais e homens de confiança do Hitler, é um personagem importante da outra narrativa.


Porém o final do livro me deixou um pouco decepcionada. A maneira como Pierrot se desenvolve no livro e as escolhas que ele faz ao longo do seu tempo na casa da montanha, me fizeram desejar que o final dele fosse diferente. De certa forma, eu imaginava que tudo se concluiria da forma como se deu, mas ainda assim, não era desta maneira que eu queria que o livro terminasse.

John Boyne já usou o pano de fundo de guerras em vários de seus livros e eu ainda me espanto com a forma como o tema não se desgasta e com a maneira criativa em que ele consegue criar uma ficção em cima de personagens reais. O texto é enxuto, sem grandes descrições e ele desta vez, não se debruçou em detalhar sentimentos e impressões e apesar disso, o livro tem passagens tensas e angustiantes.

Várias características deste livro me agradaram: em primeiro lugar, o cenário de guerra e estar tão dentro das cabeças que causaram ao mundo, um caos tão perverso. Em segundo lugar, todo este horror, sob a perspectiva de alguém inocente, que fez da guerra, seu meio de vida e claro, a narrativa simples, mas extremamente inteligente de um escritor que sabe qual mensagem e que público quer atingir com seu texto.


Recomendo para quem gosta de livros assim, com guerra no enredo e com personagens críveis, que te farão amar e odiar, desejar punição e compaixão. O final, apesar de abaixo da minha expectativa, foi relevante e não desmerece todo o trabalho do livro e por isso, foi mais uma maravilhosa aventura, ler um livro daquele que para mim, é o melhor escritor da atualidade.

Eu gostei demais!!!


Um pouco sobre o autor: John Boyne nasceu na Irlanda em 30 de abril de 1971, foi professor de inglês em instituições importantes no Reino Unido, mas foi na escrita que se encontrou como profissional. Seus livros publicados no Brasil são:

O Menino do Pijama Listrado
O Garoto do Convés
O Palácio de Inverno
Noah Foge de Casa
O Pacifista
O Ladrão do Tempo
Tormento
A Coisa Terrível Que Aconteceu com Barbaby Brocket
Fique Onde Você Está e Então Corra
Dia de Folga (Conto)
A Casa Assombrada
Uma História de Solidão
O Menino no Alto da Montanha 

Mais sobre o autor AQUI
Comentários
26 Comentários

26 comentários:

  1. Oie, ivi, eu também gosto muito do john boyne e estou curiosa para ler esse enredo. Que pena que o final não foi bem o que você esperava, mas gostei muito de saber que o autor fez uma boa pesquisa e essas três partes onde podemos ver o antes o guerra e o pós-guerra do protagonista. Também achei bacana você dizer que ele encaixou algo sobre o menino do pijama listrado ali. Está aqui para ser lido e espero poder fazer isso em breve, ainda estou com o outro lançamento do autor que teve essa ano na fila de livros.

    ResponderExcluir
  2. Oi Ivi
    O único livro que li do autor foi O menino do pijama listrado e é claro que adorei seu estilo de narrativa. Não conhecia a maioria dos seus outros títulos publicados por aqui, e nem esse, mas já vou tentar fazer o possível para ler alguns. É um estilo que me agrada muito e sua resenha me deixou bem motivada. Esse cenário envolvendo a guerra me intriga bastante, e claro que fiquei bem curiosa sobre outras características que você citou sobre o enredo.
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  3. Eu goto muito dele. Meu primeiro encontro foi com O Menino do Pijama Listrado e esse livro é simplesmente maravilhoso.
    Mas eu tive uma certa decepção ao ler A Casa Assombrada. Acho que Boyne saiu um pouco de seu meio de conforto e arriscou uma coisa nova, mas infelizmente, não deu.
    Depois disso eu fiquei meio com o pé atrás de voltar a ler algo dele, mas depois de ler sua resenha eu vi que o meio dele de conforto é isso aí mesmo. Histórias com temas de guerra como pano de fundo sendo abordado. Personagens que viveram em meio a essa caos. E nisso, ele realmente manda muito bem.
    Vamos voltar a John Boyne então! =)

    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Ivi. Tudo bem? Assim como você, amo o Boyne, sempre digo que foi ele que me jogou no mundo literário com o Menino do pijama listrado, o meu livro favorito. Inslusive, estou com O menino do alto da montanha em casa e só digo uma coisa: estou pronto pra lê-lo. Sua resenha está ótima, aborda pontos importantes dentro do enredo e, aparentemente, não conta nenhum spoilers. Só desse livro tem uma relação com o Menino do pijama listrado, já fico com mais vontade de lê-lo. Espero gostar e espero muito que o final não me decepcione, assim como te decepcionou.

    http://porredelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá, nossa esse livro parece ter uma caraga emocional muito densa algo que agrada muito. quando li o Menino do Pijama Listrado fiquei em ressaca literária um bom tempo, e quando você disse que o menino faz amizade com um judeu surdo pude assimilar um pouco com o livro do Menino do Pijama Listrado.Acho bacana esse tema que ele aborda "Guerra" para as pessoas terem só um pouco de noção o que se passa na cabeça de uma criança quando um pais está em guerra acho que esse livros deveriam ser obrigado leitura na escola. Sua resenha me fisgou de uma certa maneira que até enviei mensagem para minha mãe vê se acha ele para mim, sei que vou chorar muito ♥Muito obrigada por essa dica maravilhosa de leitura ♥

    ResponderExcluir
  6. Olá
    Eu já tinha visto esse livro por aí e me interessado. Agora estou ansioso para adquirir e ler essa obra. Adoro livros com pano de fundo de guerra. Com certeza deve ser um livro com um bom enredo, risos, mas eu sou um pouco suspeito para falar isso. Já li livros desse autor então sei que a escrita não me decepcionará. Adorei a sua resenha, o que também me insira quando vou escrever, você é bem organizada e aborda todos os tópicos necessários (eu sempre esqueço de alguns desses pontos).
    Aquele abraço...

    ResponderExcluir
  7. Oi, Ivi.
    Eu não conhecia o livro mas ele já me fascinou pelo seu enredo. Eu gosto muito de obras com esse conteúdo e me interesse bastante. Parece ser um livro realmente fascinante e fiquei com vontade de ler. espero que eu também não me decepcione com o final mas acho que toda a leitura será muito válida, mesmo se o final não me agradar tanto.

    ResponderExcluir
  8. Olá Ivi,
    Não posso dizer que o Boyne é meu autor favorito da vida, mas ele é um dos meus queridinhos. Sou louca para ler todas as suas obras, inclusive essa.
    Gostei muito de conhecer a obra e deve ser fascinante estar ao lado de quem causou tamanho transtorno para os Judeus e quem causou a guerra. Fico imaginando como as coisas sobem à cabeça de Pierrot e como ele lida com isso.
    Dica mais do que anotada. Será que consigo comprar na Bienal?
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  9. Apesar de gostar de estudar A Segunda Guerra Mundial e perceber que o autor tem uma ótima escrita, não curto muito livros que se passem nesse cenário. Um dos motivos por não ter lido (nem visto o filme) é todo o sofrimento que é mostrado, e por ser muito empático sofro muito com os personagens. O menino no alto da montanha, me parece uma ótima narrativa para quem gosta tanto do autor quanto do gênero.

    ResponderExcluir
  10. Oi Ivi, tudo bem?
    Único livro do John Boyne que li foi "O menino do pijama listrado" e amei ele, desde então tenho muita curiosidade em conhecer suas outras obras, já que a Segunda Guerra Mundial é um dos poucos temas de História que me agrada bastante nas histórias. Esse livro parece ser incrível e o autor realmente deve ter pesquisado bastante para usar as referências daquela época com tanta credibilidade. Estou ansiosa para conferir o livro, Pierrot me parece ser um menino incrível.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  11. Oi Ivi, sua linda tudo bem? O único livro que já li do autor foi o menino de pijama listrado que por sinal eu amei e me comoveu muito.
    Achei o enredo desse bem interessante também é me parece que a história rende lágrimas também. Eu quero ler esse livro logo. Adorei sua dica pois eu nem sabia da existência desse livro ainda.
    Bjs lindona.

    ResponderExcluir
  12. Menina, logo de inicio já percebi a semelhança com O menino do pijama listrado, até mesmo a capa.
    Eu amo estudar sobre guerras, ler histórias sobre guerras, são sempre fascinantes.
    Que bom que a narrativa te cativou, e acredito que eu choraria com esse livro kkkkk.
    Achei super bacana você ter percebido o trabalho de pesquisa do autor para escrever.
    bjs.

    ResponderExcluir
  13. Oi, Ivi, tudo bem?

    Sua resenha está maravilhosa, se o tema me interessasse certamente eu leria, mas não curto livros ambientados durante as guerras. Eu até leio, mas alguns realmente me incomodam demais. O fato de Hitler ser um personagem desse livro me causa até repulsa, pois como meu namorado é alemão, pude ouvir da família dele relatos das barbáries desse homem, e ouvir pessoas que perderam familiares falando desses horrores olhando nos nossos olhos é terrível. Eu sei que é ficção, mas realmente me incomoda, por isso não leria.
    Que bom que, apesar do final, você curtiu.

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Eu li o menino do pijama listrado e confesso que foi um livro que mexeu bastante comigo. O menino no alto da montanha ainda é uma novidade para mim. Pela resenha, que você escreveu muito bem, parece despertar emoções fortes mesmo. Eu gosto desta temática e da escrita do autor, apesar de abalar bastante o emocional.
    Certamente é um livro que merece estar na minha lista de futuras leituras.
    bjs

    ResponderExcluir
  15. Olá,
    Amo os livtros de Boyne e a temática abordada neles.
    O meu preferido por enquanto é O menino de Pijama Listrado.
    Adorei a resenha e a trama do livro parece ser incrível.
    Mal posso esperar para ler.

    https://www.facebook.com/leitura.descontrolada/

    ResponderExcluir
  16. Oi Ivi, tudo bem?
    Eu não conhecia esse livro ainda e devo admitir que chamou muito minha atenção, eu nunca li nada do autor, mas ver tantos elogios assim é difícil passar despercebido. O livro parece ser comovente e intrigante, gostei mesmo de saber mais do enredo dele e saber que trata sobre a guerra e esses assuntos mais sérios que me interessa. Com certeza lerei em breve.

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  17. OI, Ivy! Tudo bem?

    Eu quero muito ler esse livro, o autor sempre tem essa pegada histórica com ficção que funciona muito bem. E a emoção que ele coloca no texto é excepcional.
    Parabéns pela leitura. Breve vou ler também.

    Bjão.
    Diego, Blog Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Olá, Ivi.
    Impossível ler alguma obra do autor e não gostar e já prevejo as lágrimas. Fico feliz em saber
    que mesmo sendo variações do mesmo tema o autor consegue manter a originalidade e fluídez em seus livros.
    Ótima resenha e as fotos ficaram lindas, o cénario de fundo é lindo.

    Beijos.
    Participe do sorteio:
    http://cabinedeleitura.com.br/2016/08/27/openultimocapitulo

    ResponderExcluir
  19. Oi Ivi, tudo bem?

    Poxa, eu nunca li nada do autor, mas parece ter uma temática incrível. Pena que o final não te agradou muito, mas ainda assim bateu a curiosidade. E ah, as fotos ficaram ótimas, principalmente a primeira, sensacional. Parabéns!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  20. Oláá! Não sou adepta a ler livros com a temática de Guerra Mundial, gosto do tema para estudar, agora ler não me agrada muito, sabe. A premissa parece ser boa e triste já que se passa na guerra Pena que o final não lhe agradou como era esperado!!

    Visite o BD > http://brilliantdiamond-bg.blogspot.com.br/
    Bjos!

    ResponderExcluir
  21. Olá ivi!
    Amei a resenha. Mesmo não sendo muito fã desse gênero me interessei para saber mais sobre o livro.

    Beijos!
    https://blogparadaliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Olá, Ivi!
    Li apenas um livro do John Boyne, O Menino do Pijama Listrado. Atualmente, não tenho muito interesse em ler livros ambientados em guerras, sempre fico muito mal quando leio, mas sua resenha ficou maravilhosa, parabéns!
    Abraço!
    apenasumaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  23. Oi, Ivi!
    Eu também gosto muito do autor, todos os livros dele entram para a minha lista de desejados. Quando fui lendo sua resenha, estava pensando exatamente o que escreveu mais para o fim: mesmo tendo escrito vários livros usando a Guerra como pano de fundo, ele consegue abordar o tema de forma diferente - e brilhante - em todos eles.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  24. Olá, tudo bem?
    Não sei se leria esse livro, as obras desse autor não me chamam muito a atenção. Vou deixar pra próxima, obrigado pela dica.
    Parabéns pelo blog.
    http://oxenteleitora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  25. Oi, Ivi!
    Apesar de ter lido muitas resenhas desse autor, eu nunca peguei nada dele pra ler. Sua resenha está muito bem construída, é uma pena que o final não tenha te agradado tanto assim, mas como você falou, cada livro possui uma relevância. Já anotei ele na minha listinha, sinto que vou gostar de ler quando tiver a oportunidade.

    Beijinhos.
    Crescendo em Flor

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014