17

A Thousand Boy Kisses (Tillie Cole)

FICHA TÉCNICA               
Nome Original: A Thousand Boy
Autora: Tillie Cole
País de origem: Estados Unidos
Número de páginas:353
Ano de lançamento: 2016
ISBN: B0000FVMDQ30
Editora: Tillie Cole Ltd

Conheci o livro por indicação em um grupo literário e gostei da frase: “Um beijo dura um instante, mas mil beijos podem durar uma vida” no início, além de ficar curiosa sobre os motivos que separaram o casal principal e poderiam causar dor como descrita na sinopse.


A narração é alternada entre o casal protagonista e começa com Rune, que explica na primeira página que quatro momentos definiram a sua vida. O primeiro ocorreu quando ele tinha 5 anos e estava chateado por deixar a Noruega e viver nos Estados Unidos, até que sua vizinha se apresenta. Ela é a aventureira Poppy, que logo propõe que eles sejam melhores amigos.
“Este frasco é para você gravar seus beijos de menino, Poppy. Todos os beijos que fazem seu coração quase explodir, os que são os mais especiais, os que você quer se lembrar quando você estiver velha como eu. Os que vão fazer você sorrir quando você se lembrar deles.” – Página 26.
O próximo capítulo é narrado por Poppy, que aos 8 anos se despede da avó, sua melhor amiga e companheira de aventuras. A avó deixa uma última aventura para Poppy, um pote com corações de papel, no qual deve escrever os mil beijos mais importantes de sua vida, tal como a avó havia descrito os beijos com o marido - avô de Poppy - e promete que a verá em sonhos. Rune a chama de Poppymin (“minha Poppy” em norueguês), a consola pela morte da avó e quando Poppy conta sobre a proposta dela, Rune afirma que ele será o único a beijá-la. Ele é apaixonado por fotografia enquanto Poppy pela música (violoncelista), os dois namoram desde a infância e ela continua descrevendo beijos importantes. Tudo pareceria perfeito se o pai de Rune não fosse convocado pela empresa a voltar para a Noruega.

O clima dramático do livro começa aí: O casal sofre pela separação, pela distância e Rune culpa o pai por afastá-lo da namorada; a relação dele com os pais se torna difícil. Após 2 meses de Rune na Noruega, Poppy não faz mais nenhum contato nem atende as ligações de Rune, o que representa o segundo momento em sua vida: estar sem ela.

Dois anos depois, Rune e a família voltam aos Estados Unidos e Poppy percebe que o garoto que ela conheceu e amou desapareceu. Mesmo com alguns trechos que fazem o leitor perceber o motivo do “desaparecimento” de Poppy da vida de Rune, o momento em que ela finalmente conta a ele é extremamente tenso e dramático, algo que ele jamais imaginaria e que vem a ser o terceiro momento que define sua vida. Ele deseja reconquistá-la e viver novas aventuras ao lado dela, mas vários fatores podem impedi-lo disso.

O esforço de Rune para reconquistar Poppy e agradá-la em todos os sentidos é tocante, torci e sofri por eles até o momento do beijo de número mil. Só não gostei do epílogo, por mais que tenha algum sentido, achei desnecessário e mal explicado.

Mesmo assim, o livro é lindo e extremamente triste. Durante a história, vi semelhanças com outros livros, como “Métrica”, “Um amor para recordar” e “A culpa é das estrelas” e devo dizer que me emocionei em várias partes, foi o livro que mais me fez chorar até hoje, conseguiu ser mais dramático e tocante do que meu adorado “Como eu era antes de você”. A menção do poema “Pegadas na Areia” é linda e tem tudo a ver com a história, já que Rune e Poppy se ajudam a todo momento, mesmo que de formas diferentes. 

A mensagem é de valorizar a vida, as coisas simples e os pequenos momentos (como ver o nascer do sol ou estar a sombra de uma cerejeira) e viver cada dia ao máximo, da melhor forma possível, além de aprender a perdoar, a amar, realizar sonhos e alcançar objetivos. 
“Eu não sei porque, mas capturar momentos me fascinava. Talvez fosse porque às vezes tudo o que obtemos são momentos. Não há como fazer de novo; tudo o que acontece em um momento define a vida, talvez é a vida”.   – Página 55.
Nos agradecimentos é possível perceber que há muito da vida da autora (também violoncelista) no livro, já que ela agradece aos pais pelas experiências e a avó também é sua melhor amiga. Há playlist dividida por artistas (várias da banda One Direction, tema em um momento decisivo do casal). Rune e Poppy são determinados e fortes à maneira deles e é impossível não se encantar com suas atitudes e se emocionar com o livro. 

SUPER RECOMENDO! 


Um pouco sobre a autora: Tillie Cole nasceu em uma pequena cidade na Inglaterra. Cresceu em uma fazenda, com a mãe inglesa, o pai escocês, a irmã e vários animais resgatados. Após se formar na universidade, acompanhou o marido jogador de rugby e foi professora por sete anos. Tillie escreve romances contemporâneos, Young Adult e New Adult, mostrando personagens fortes aos leitores.
Quando não está escrevendo, Tillie gosta de cantar, ler, andar a cavalo, ouvir música e passar o tempo com amigos ou familiares. Ainda não tem nenhum livro publicado no Brasil.
Comentários
17 Comentários

17 comentários:

  1. Kelly, esse livro deve mesmo ser muito emocionante e não sei como ainda não tinha ouvido falar nada a seu respeito. Achei interessante sobre guardar os beijos importantes, assim como fiquei curiosa sobre a causa do afastamento do casal. Só por ter características semelhantes a Metrica e Um amor para recordar já chama totalmente a minha atenção. Mais dramático do que Como eu era antes de você? Nossa, preciso conferir isso. Muito obrigada pela indicação.
    Beijos, Fer ♡♡♡♡

    ResponderExcluir
  2. Olá linda,
    Já fiquei emocionada só de ler sua resenha e imagina lendo esse livro?
    Vou chorar muito com Rune e Poppy.
    O crescimento e o amadurecimento dos personagens deve ser essencial para a narrativa e tenho certeza que o final deve triste e devastador.

    Beijos,
    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/04/resenha-simplesmente-irresistivel.html

    ResponderExcluir
  3. Achei a capa dele muito linda e espero que alguma editora publique por aqui. Ainda dando os primeiros passos em ler em inglês então poder demorar para eu correr atras dele.
    Achei a premissa interessante se como você disse que ele lembra a livros como Métrica, pode ser que eu curta essa leitura também.

    Muito curiosa para saber o que fez a Poppy "desaparecer"

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
  4. Nossa! que história.
    A capa é linda, a história parece ser maravilhosa mas extremamente triste. Eu acho que precisaria de pelo menos uma caixa de lenços para fazer a leitura mas ainda assim, fiquei muito curiosa e gostaria muito de ler. Ele é em inglês né? bom, espero que seja publicado por aqui para eu poder ler.

    ResponderExcluir
  5. Olá Kelly,
    Adorei sua resenha e a premissa do livro. Achei legal o fato de a mensagem ser valorizar a vida. Não são muitas pessoas que a valorizam, de fato. Acho que a semelhança com Um Amor para Recordar está presente sim e que isso, até certo ponto, é bom.
    Já anotei a dica e espero ter a oportunidade de ler em breve.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  6. Ahhhh, eu já achei fofa demais a capa né, é impossível não gostar. Mas o livro é bem delicinha pelo que li na resenha apesar de ter as partes tristes. Claro que uma separação desta forma dói demais, mas acho que é isto que transforma a história super bonita!

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  7. Oie!
    Confesso que não sabia que o livro tinha uma carga emocional tão grande assim. Eu gostei bastante da capa escolhida, tão fofinha. E pelo que vi, vou chorar em vários momentos da história. Gostei bastante dessa indicação.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  8. Esse livro ser mais tocante do que Como eu era antes de você além do fato de remeter a outros livros tão sensíveis me fez ver o porque você se emocionou tanto. Menina ele deve ser ótimo apesar do final. Saber que ele passa essa mensagem de que devemos valorizar as pequenas coisas da vida também é uma coisa muito boa se ser explorada. Eu gostaria de ler, mas, acho que não foi lançado em português no Brasil né? Uma pena. :(

    Beijos
    Vento Literário / No Facebook / No Twitter

    ResponderExcluir
  9. Oiee ^^
    Também gostei dessa frase ♥ ainda não conhecia esse livro, mas já quero...hehe' Saber que ele é tão triste, e que conseguiu mexer tanto com você me deixou ainda mais curiosa para lê-lo, principalmente porque eu sou doida e apaixonada por histórias dramáticas com uma carga emocional daquelas...hehe' Vou deixar anotado aqui :)
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Já tinha gostado muito da premissa do livro, mas falar que é parecido com Métrica é sacanagem, pois acabei de ler e me acabei de amores. Sendo que conseguir ser mais tocante do que Como eu Era Antes de Você já apareceu um sinal na cabeça: me dá o livro.

    Essa proposta dos mil beijos e toda a história atrás dela (culpa da avó ou do mozão) é muito linda!

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Que livro lindo! Parece ser uma narrativa muito tocante. Gosto muito dessas histórias em que podemos acompanhar o ponto de vista dos dois protagonistas. E se há uma mensagem positiva, melhor ainda. A premissa da obra é excelente, já anotei a dica, certamente farei a leitura desse livro.

    Tatiana

    ResponderExcluir
  12. Oi Ivi
    Tinha visto esse livro, mas não tinha noção do quanto era bom!
    Fiquei morrendo de vontade de conhecer mais detalhes dessa história triste e envolvente.
    Com certeza quero ler.
    Adorei suas impressões e parabéns pela resenha incrível.
    A Thousand Boy Kisses

    ResponderExcluir
  13. Gente, esse livro é triste de mais hahaha. Ele é um daqueles que deviria vir com uma caixa de lenços e um remédio pra enxaqueca depois, pois eu chorei da primeira a última página nele.
    A mensagem de Poppy é muito linda, e o jeito que ela encara a vida também, achei linda a forma que ela consegue trazer o antigo Rune de volta naquele momento trágico. E como você também não gostei do epílogo, achei meio desnecessário, principalmente em um curto período de tempo e sem mais explicações.

    ResponderExcluir
  14. Li esse livro. É simplesmente lindo e emocionte. Me apaixonei por Poppy e Rune. ❤

    ResponderExcluir
  15. Li esse livro. É simplesmente lindo e emocionte. Me apaixonei por Poppy e Rune. ❤

    ResponderExcluir
  16. Esse livro é muito Maravilhoso e emocionante mesmo,chorei horrores lendo mais valeu a pena e ainda te faz repensar algumas coisas da vida.Tambem não curti muito o epílogo não mas o restante do livro é simplesmente maravilhoso ❤
    Você já leu Bright Side? Se não leu deveria é um dos livros mais emocionantes que eu já li e um dos meus favoritos.
    Adorei a Resenha.

    ResponderExcluir
  17. "Meu coração quase explodiu"
    Foi o livro mais lindo e emocionante que li no ano passado, fiquei com uma ressaca literária de mas de 1 mês, não conseguia achar nada que superasse, ele é lindo, não gosto muito de chorar quando leio, mas este valeu cada lágrima.

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014