1

Behind His Eyes (Consequences / Truth) - Aleatha Romig



Como prometido, mais uma vez estou por aqui para comentar sobre a série Consequences. Há dois livros com o ponto de vista de Tony, o comentado protagonista e ambos serão comentados aqui, então, a resenha possui spoiler da série.

Em Consequences narrado por Tony, o primeiro capítulo relata a primeira vez que Tony viu Claire (em 2004), seu plano para vingar o avô, a lista de pessoas envolvidas, assim como sua frieza e poder de manipulação. Para que o plano possa acontecer como ele espera, conta com a ajuda da funcionária Catherine.
                 
Nos capítulos seguintes (em 2010), Claire já está em sua casa e ao “treiná-la”, Tony se mostra surpreso pela força e coragem dela. A cada capítulo, é mencionado o capítulo correspondente no primeiro livro e a partir daí, não vi nenhuma novidade, já que as atitudes dele continuam loucas e desnecessárias

Na metade do livro, há uma nota da autora relatando que o livro com o ponto de vista dele foi um pedido dos leitores da série e tenta explicar atitude dele no “acidente” de Claire após a entrevista para Meredith. Esse era o trecho mais esperado por mim e foi decepcionante, pois a explicação não justifica em nada, principalmente depois que mesmo se mostrando arrependido, ele segue seu plano normalmente.

 Esse é o tom do livro, pois mesmo quando se envolve e percebe que está apaixonado, Tony não hesita em punir Claire, principalmente no teste final. As consequências do teste podem ser consideradas como as únicas surpresas do livro, pois o controlador Anthony Rawlings é enganado por alguém em quem sempre confiou.

Ainda assim, tive a impressão de que o protagonista é ainda pior do que aparenta no primeiro livro da série, já que não consegue se justificar direito nem em sua versão. 

Truth começa com o argumento de que Tony descobrirá que nem tudo é como parece ser; quem leu a série sabe que essa frase é bem verdadeira. Se antes Claire era absolutamente submissa, agora o enfrenta e se mostra poderosa ao negociar condições e mudar o jogo com uma opção que nenhum dos dois esperava.

O conflito de sentimentos (amor X ódio) de Tony por ela permanece durante a maior parte do livro, sendo expressos até para Catherine. As visões do avô dizendo que ele falhou em seu “objetivo” e sofrerá consequências são tensas e até um pouco assustadoras, ao mesmo tempo em que ele se questiona se Claire será capaz de lidar com a verdade.

Ao final, o sempre contraditório Anthony Rawlings permanece como o homem de palavra para cumprir as promessas como sempre foi, mas absolutamente transformado pela força de Claire, disposto a superar o passado para viver o presente e ter esperanças no futuro.  

No ponto de vista de Tony, Truth é melhor do que Consequences: conflitante, mas confiante para inverter os papéis e até reconhecer que aquele que era seu “inimigo” te ajudou quando você precisou. Ainda assim, acredito que ambos sejam desnecessários, já que não trazem grandes novidades, somente alguns fatos do teste final descrito no primeiro livro. 

É o tipo de série esticada devido a pedidos de leitores, mas que poderia ter ficado somente com os três originais e “Revealed” (quarto da série, narrado por vários), uma vez que este sim trouxe fatos inesperados.  Recomendo somente para fãs da série.

Consequences:
“É um jogo de dados. Elevados riscos produzem melhores resultados”.
“Para cada promessa há um preço a pagar”.

Truth:
“Nada é tão doloroso para a mente humana do que uma grande e súbita mudança”.
“A realidade da outra pessoa não está no que ela revela a você, mas no que ela não pode revelar”.
“O amor consiste em liberdade e poder, não em controle e posse”.

Um pouco sobre a autora: Aleatha Romig é americana. Antes de se tornar uma autora de sucesso trabalhava como higienista dentária, porém agora vive em tempo integral dos heróis e anti-heróis que ela cria. No Brasil, ainda não temos nenhum de seus livros publicados.

Comentários
1 Comentários

Um comentário:

  1. Geralmente gosto dos POV dos personagens masculinos, mas aqui é uma exceção. Saber o que ele pensava tornou - o mais cruel aos meus olhos. Eu chorei no livro 1 quando após tanto tempo ele quebra a promessa que fez de não machucar ela. Fiquei com o coração partido e saber que fez isso, mesmo amando ela, e sabendo que tava errado, que devia pedi desculpas, isso me revoltou. E qual a necessidade daquele teste final, hein? como ele queria confiança dela quando ele tinha falhado nisso? Não gostei desse 1,5. Só valeu por saber o quanto ele sofreu durante o acidente, mas isso caberia muito bem no livro 1. O 2,5 é um pouco melhor, ver como ele ta se esforçando, a se controlar, a mudar, mas também livro desnecessário. Concordo com você. Dos extras só vale pena lê o livro 4. Esse sim traz novidades.

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014