Lance Armstrong: MINHA JORNADA DE VOLTA A VIDA (Lance Armstrong e Sally Jenkins)

segunda-feira, 25 de março de 2013


Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha da 17ª leitura de 2013 e foi a autobiografia do Lance Armstrong: MINHA JORNADA DE VOLTA A VIDA (Lance Armstrong e Sally Jenkins). Em primeiro lugar, amo biografias; Em segundo lugar, nunca tinha ouvido falar do Lance Armstrong e para os amantes de ciclismo, meu perdão, mas eu não o conhecia mesmo. Porém esse livro chegou até minhas mãos através de uma amiga que é admiradora dele e do esporte em si e então me aventurei a pegar emprestado o livro e ler. Algumas semanas depois de pegar o livro emprestado, fui surpreendida por uma reportagem sobre ele na TV dizendo que então assumia ter feito uso de doping durante as competições. Isso fez com que eu perdesse completamente a vontade de ler o livro e então, o mesmo ficou na prateleira de "não lidos" até que semana passada, passei a mão no livro e pensei: “Já leio tanta ficção, porque não mais uma?” E não me arrependo da leitura.
O livro traz a história do esportista Lance Armstrong desde a infância pobre no subúrbio de Austin, sua paixão pelo esporte, começando pelo triatlo e depois se profissionalizando no ciclismo. Sua luta contra o câncer, a criação de uma fundação de ajuda a pessoas que estão passando pela doença que ele enfrentou e o retorno dele ao esporte. O livro é delicioso de ler, e encontramos um homem que fala de si mesmo com uma dose estranha de arrogância e auto suficiência que em alguns momentos da leitura eu me questionei se ele realmente se achava aquilo tudo, até porque, tendenciosamente, quando vemos alguém falando de si mesmo, é natural e politicamente correto que a humildade permeie todas as suas palavras, mas isso não aconteceu com o Lance Armstrong, ele simplesmente fala de si mesmo sabendo que era muito bom no que ele fazia.
Quando aos 25 anos, jovem, em um momento maravilhoso da sua carreira, ele é diagnosticado com câncer, luta bravamente contra a doença, não apenas se sujeitando ao tratamento, mas pesquisando sobre tudo o que existia a respeito disso. Buscando os caminhos que podiam levá-lo à cura e fazendo sua parte para que o prognóstico seja positivo. Ele descreveu seu tratamento de uma maneira tão bem feita, que o mais leigo dos seres humanos é capaz de entender os métodos clínicos usados em seu tratamento.
A relação dele com a mãe também é belamente descrita com um carinho e um respeito maravilhoso. Uma cumplicidade desenvolvida através de confiança e muito amor. O livro ainda traz o desejo forte de ser pai e como ele usou de todos os recursos para que este sonho fosse realizado ao lado da esposa. E mais uma vez, Lance Armstrong descreve, com riquezas de detalhes todo o tratamento que a esposa se submeteu para engravidar. E quando após vencer a doença, ele retorna ao esporte, vencendo por duas vezes uma das corridas mais difíceis de sua modalidade, provando ao mundo e a si mesmo que ele estava curado.
Quando o livro foi publicado, ele ainda se defendia e alegava inocência quanto ao doping, porém na narrativa já vemos o quanto a imprensa o pressionava em relação ao seu fabuloso desempenho nas competições, fato que na época já deixava todo o mundo do esporte com sérias dúvidas quanto à ele. Infelizmente, as dúvidas procediam e ele veio a público falar que de fato era culpado e teve que devolver títulos e hoje se encontra ainda explicando muita coisa, o que é vergonhoso, porque com a vitória sobre o câncer, ele já poderia se considerar mais que um vencedor, e sim um milagre.
Não é uma leitura que eu recomende, uma vez que biografias possui um público severamente segmentado, mas para mim, foi uma leitura válida e eu termino a resenha transcrevendo a opinião do jornalista do Cincinnati Enquirer que disse: “Maravilhoso... Este é um livro para os fãs de esportes e para quem odeia esportes; para os entusiastas do ciclismo e para quem não anda de bicicleta; para os pacientes de câncer e para quem está vendendo saúde. Para todo mundo que já tenha enfrentado e vencido alguma espécie de risco... Não é sobre ciclismo, sobre esporte ou sobre saúde. É sobre alma”

obs.: É claro que o Lance Armstrong não vai ler meu blog, mas vou deixar um recado pra ele: "Reescreva o livro e agora, conte ao mundo, com a mesma riqueza de detalhes que você descreveu seu tratamento contra o câncer e a fertilização in vitro de sua esposa, como e porque usou medicações para aumentar sua resistência nas competições que ganhou. As que você perdeu, não precisa entrar em detalhes."



Um pouco sobre os autores: Lance Armstrong, ciclista profissional e Sally Jenkins, jornalista americana, especialista em crônica esportiva.

Comentários
3 Comentários

3 comentários :

  1. Eu não me interessaria pela leitura desse livro mas o tempo todo fiquei lembrando que meu pai adora ciclismo e ele certamente apreciaria a leitura. Ótima resenha!

    Beijo:*
    Naty.

    ResponderExcluir
  2. É um ótimo presente...!
    Adorei a resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Não me interessei muito pelo livro, mas seria um presente perfeito para que gosta de esportes mesmo

    ResponderExcluir

Ivi Campos

46 anos. De todas as coisas que ela é, ser a mãe do André é a que mais a faz feliz. Funcionária Pública e Escritora. Apaixonada por música latina e obcecada por Ricky Martin, Tommy Torres, Pablo Alboran e Maluma! Bookaholic sem esperanças de cura, blogueira por opção e gremista porque nasceu para ser IMORTAL! Alguém que procura concretizar nas palavras o abstrato do coração.




.

Colunistas

sq-sample3
Kesy
sq-sample3
Kelly
sq-sample3
Laís

Facebook

Instagram

Resenhas

Filmes

Meus Livros

Músicas

Youtube


Arquivos

Twitter

Filmes

Mais lidos

Link-me

Meu amor pelos livros
Todas as postagens e fotos são feitas para uso do Meu amor por livros. Quando for postado alguma informação ou foto que não é de autoria do blog, será sinalizado com os devidos créditos. Não faça nenhuma cópia, porque isso é crime federal.
Tecnologia do Blogger.