3096 Dias - Natascha Kampush

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

3096 DIAS (Natascha Kampusch). O 9º livro lido em 2012 foi 3096 DIAS (Natascha Kampusch). Comecei a ler o livro de maneira tranquila, porque de certa maneira, já sabia o final. O desenvolver dos acontecimentos é que me deixaram curiosa, porque afinal, rata-se do relato de uma menina que foi sequestrada aos 10 anos e só conseguiu fugir do cativeiro aos 18 anos. Acredito que Natascha narrou a história para que alguém a escrevesse, não por se tratar de uma narrativa adulta e coesa, mas porque existe uma imparcialidade concreta nas descrições e mesmo que seja profunda a maneira como é descrito sensações e sentimentos, existe uma nuvem sobre o que de fato aconteceu. Alguém que quer contar ao mundo o que aconteceu, mas que em contrpartida, acredita que pode se dar ao direito de preservar sua privacidade. essa dualidade foi o que me chamou a atenção.
A história se resume no fato que Natascha Kampusch sofreu o destino mais terrível que poderia ocorrer a uma criança: em 2 de março de 1998, aos 10 anos, foi sequestrada a caminho da escola. O sequestrador - o engenheiro de telecomunicações Wolfgang Priklopil, a manteve prisioneira em um cativeiro no porão durante 3.096 dias. Nesse período, ela foi submetida a todo tipo de abuso físico e psicológico e precisou encontrar forças dentro de si para não se entregar ao desespero.
Ela consegue fugir e tem a oportunidade de ser uma pessoa normal e tomar as rédeas da própria vida. 
Foi uma leitura tensa. Ler sobre o que lhe aconteceu é angustiante e na minha opinião, injusto o fato do sequestrador não ter pago, perante a justiça, pelo delito. Mas vale a pena ser lido, embora Natascha Kampusch tenha sido muito criticada por tudo o que aconteceu após sua fuga. Leitura válida.
Sobre a autora: Natascha Kampusch nasceu em Viena, em 17 de fevereiro de 1988. Após o sequestro, iniciou uma carreira na televisão como entrevistadora.
Comentários
5 Comentários

5 comentários :

  1. Esse livro é valido apenas pela historia da Natascha, mas o ponto que voce destaca pela narração me chama a atenção também... mais um pra lista de leituras

    http://livros-unhas-e-manias.webnode.com/

    ResponderExcluir
  2. Esse foi para minha lista!
    Parece ser muito bom!

    ResponderExcluir
  3. Eu gostei da temática do livro, ele parece ser muito bom, já foi para minha lista de desejados!
    Beijinhos, Thamires.
    http://marcaprovisoria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Vi que você comentou esse livro em algum post mais recente e decidi procurar a resenha dele. Realmente muito bom.
    Quero muito ler esse livro, que apesar de ter uma temática mais "pesada", parece ser ótimo

    ResponderExcluir
  5. Nunca tinha visto nada sobre o livro e me interessei muito pelo seu enredo. Parece ser um livro fantástico! Colocarei na lista de compras.

    ResponderExcluir

Ivi Campos

46 anos. De todas as coisas que ela é, ser a mãe do André é a que mais a faz feliz. Funcionária Pública e Escritora. Apaixonada por música latina e obcecada por Ricky Martin, Tommy Torres, Pablo Alboran e Maluma! Bookaholic sem esperanças de cura, blogueira por opção e gremista porque nasceu para ser IMORTAL! Alguém que procura concretizar nas palavras o abstrato do coração.




.

Colunistas

sq-sample3
Kesy
sq-sample3
Kelly
sq-sample3
Laís

Facebook

Instagram

Resenhas

Filmes

Meus Livros

Músicas

Youtube


Arquivos

Twitter

Filmes

Mais lidos

Link-me

Meu amor pelos livros
Todas as postagens e fotos são feitas para uso do Meu amor por livros. Quando for postado alguma informação ou foto que não é de autoria do blog, será sinalizado com os devidos créditos. Não faça nenhuma cópia, porque isso é crime federal.
Tecnologia do Blogger.