Cidade de Deus (Paulo Lins)

segunda-feira, 18 de abril de 2022

Ficha Técnica:

Nome Original: Cidade de Deus
Autor: Paulo Lins
País de Origem: Brasil
Número de Páginas: 400
Ano de Lançamento: 2007
Publicação original: 1997
ISBN-13: 9788535902808
Editora: Companhia das Letras
SKOOB | GOODREADS | Compre na AMAZON

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 29º livro lido em 2022 e foi Cidade de Deus (Paulo Lins). Até mês passado eu desconhecia a existência deste livro que baseou um dos filmes de maior sucesso do Brasil, inclusive, um dos meus filmes favoritos da vida. Sabendo do livro, tratei de providenciar a leitura.

Cidade de Deus é um romance da literatura contemporânea escrito por Paulo Lins em 1997 e baseado em fatos reais, o autor desenvolveu os projetos de pesquisa antropológica intitulado Crime e Criminalidade do Rio de Janeiro com o apoio da Finep e Justiça e Classes Populares com o apoio da Faperj e Funcamp. Tendo morado na Cidade de Deus, bairro da Zona Oeste no Rio de Janeiro, Paulo Lins fez uma expansão de histórias do cotidiano com personagens reais e fictícios mostrando o impacto social na vida das pessoas durante a década de 60 até os anos 90 com o crescimento do crime organizado e domínio do tráfico de drogas.


O romance é dividido em três partes: A História de Inferninho, A História de Pardalzinho e A História de Zé Miúdo. Para quem assistiu apenas ao filme, Inferninho é o personagem Cabeleira, Pardalzinho é o Bené e o Miúdo é o Zé Pequeno. A primeira parte do romance começa mostrando a criação da Cidade de Deus com a população que sofreu com as enchentes nos anos 60. O leitor acompanha o surgimento das quadrilhas, os pequenos assaltos em busca de melhoria de vida e roubos aos caminhões do gás praticados pelo trio Tutuca, Inferninho e Martelo e pelo outro trio, Passistinha, Pelé e Pará. 

Além da história de Inferninho e seus amigos, o narrador também apresenta outras histórias paralelas dos moradores do novo bairro. Inferninho assassina um morador da Cidade de Deus por vingança e após cometer o crime, é perseguido por policiais. No decorrer da narrativa e com o passar dos anos, outros personagens são incluídos na história da Cidade de Deus. Alguns deles são Buscapé, Barbantinho, Inho, Ferroada, Pardalzinho, Sandro Cenoura, Chinelo Virado, Tê e Miguelão.

De forma bem fluída, Paulo Lins conduz o leitor para a segunda parte da obra com A História de Pardalzinho. Com a nova geração de criminosos e o tráfico de drogas, a nova fase na Cidade de Deus é marcada pelo poder e o comando das bocas de fumo dos blocos de apartamentos e brigas com rivais. Pardalzinho e Inho, que passou a se chamar Miúdo, passaram a administrar o tráfico de drogas e proteger os moradores da região, enquanto levavam uma vida abarrotada de assaltos e assassinatos fora da Cidade de Deus. Durante uma briga num bar da região, Pardalzinho é ferido e hospitalizado. Após sua recuperação, Pardalzinho casou-se com Mosca e continuou administrando o tráfico junto com Miúdo, mas decidiu mudar de visual e ampliou seu grupo de amigos entrando na turma dos cocotas e nos grupos de samba, porque era um rapaz muito alegre, festeiro, com várias amizades e adorava dançar.


Entretanto Pardalzinho foi preso e sem a presença dele, Miúdo chegou ao extremo da violência e sede de poder. Após ser rejeitado pela noiva de Zé Bonito, Miúdo a estupra e mata o avô de Zé Bonito. Todos da família de Zé bonito eram pessoas trabalhadoras e honestas da Cidade de Deus, nenhum deles tinha envolvimento com a criminalidade e com o tráfico de drogas. Em busca de vingança, Zé Bonito abandonou o conceito de integridade e dignidade que conquistou com uma vida honesta e no exército. Com sede de vingança, também é iniciada uma guerra contra Miúdo, com Sandro Cenoura e outros aliados inimigos de Miúdo ao seu favor. Dessa maneira, as duas quadrilhas transformam a Cidade de Deus num palco de assassinatos a qualquer hora do dia e da noite.

Todos esses detalhes que mencionei são apenas um resumo da obra. Cidade de Deus é um romance forte onde a violência torna-se um personagem principal de todas as histórias dentro da comunidade. 

Ao contrário do filme, na versão literária as histórias de Cidade de Deus não são contadas pelo ponto de vista de Buscapé. Paulo Lins retrata a criminalidade, a desigualdade social, a diversidade cultural, religiosa, a corrupção no sistema carcerário e vários assuntos e problemas sociais com descrição bastante rica nos detalhes. Apresentando as histórias numa narrativa em terceira pessoa, o autor oferece uma obra recheada de linguagens populares utilizadas em situações informais e bem realistas. A velocidade de leitura é formidável, se for habituado ao gênero literário.


Cidade de Deus foi adaptada para o cinema em 2002, sendo considerado um dos filmes mais importantes do cinema nacional e recebeu quatro indicações ao Oscar nas categorias de melhor diretor, melhor roteiro adaptado, melhor edição e melhor fotografia. Foi ainda indicado ao Globo de Ouro na categoria de melhor filme estrangeiro. 

Enfim, adorei a leitura e foi uma experiência grandiosa!


Um pouco sobre o autor:
Paulo Lins é um escritor brasileiro que ganhou fama com a publicação, em 1997, do livro Cidade de Deus, sobre a vida nas favelas do Rio de Janeiro. Começou como poeta nos anos 1980 como integrante do grupo Cooperativa de Poetas, por onde publicou seu primeiro livro de poesia. Graduado no curso de Letras, foi contemplado – em 1995 – com a Bolsa Vitae de Literatura.

Alguns de seus livros publicados são:
  • Dois amores
  • Era uma vez... Eu
  • Desde que o samba é samba
  • Cidade de Deus
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ivi Campos

46 anos. De todas as coisas que ela é, ser a mãe do André é a que mais a faz feliz. Funcionária Pública e Escritora. Apaixonada por música latina e obcecada por Ricky Martin, Tommy Torres, Pablo Alboran e Maluma! Bookaholic sem esperanças de cura, blogueira por opção e gremista porque nasceu para ser IMORTAL! Alguém que procura concretizar nas palavras o abstrato do coração.




.

Colunistas

sq-sample3
Kesy
sq-sample3
Kelly
sq-sample3
Laís

Facebook

Instagram

Resenhas

Filmes

Meus Livros

Músicas

Youtube


Arquivos

Twitter

Filmes

Mais lidos

Link-me

Meu amor pelos livros
Todas as postagens e fotos são feitas para uso do Meu amor por livros. Quando for postado alguma informação ou foto que não é de autoria do blog, será sinalizado com os devidos créditos. Não faça nenhuma cópia, porque isso é crime federal.
Tecnologia do Blogger.