13.11.20

Recursão (Blake Crouch)

Ficha Técnica:
Nome Original: Recursion
Autor: Blake Crouch
País de Origem: Estados Unidos
Tradução: Sheila Louzada
Número de Páginas: 448
Ano de Lançamento: 2019
ISBN-13: 9788551005378
Editora: Intrínseca

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 89º livro lido em 2020 e foi Recursão (Blake Crouch). Todo mundo elogiou o livro e eu sempre achei essa edição linda, então eu fui atrás de ter o meu livro e tratar de ler.

O livro nos traz Barry e Helena como protagonistas de uma história eletrizante e muito inteligente. A trama se passa na maior parte do tempo alternando entre os anos de 2007 e 2018, com a narrativa também alternando entre os protagonistas. Ele é um investigador de Nova York, solitário e com um passado triste, depois de perder a filha e se divorciar da mulher. A história começa com Barry indo até um prédio, onde uma mulher pretende se jogar depois de dizer ter se lembrado de toda uma vida que ela, aparentemente, nunca viveu. É a chamada SFM, síndrome da falsa memória. Já Helena é uma cientista, cujo objetivo é conseguir criar uma tecnologia capaz de armazenar memórias e permitir que sejam visitadas posteriormente. Com isso, ela sonha em conseguir amenizar os sintomas do Alzheimer, doença que está aos poucos levando sua mãe dela.


Ao começar a leitura a gente imagina que em um momento Barry e Helena se encontrarão no tempo vivido por Barry, porém o livro traz uma inteligente ida e vinda na linha temporal o que acaba fazendo com que os dois se conheçam, não exatamente no tempo de Barry.

O livro é instigante, viciante e com cenas de ação muito bem desenvolvidas. O drama também permeia a narrativa nos emocionando no momento de perdas e luto dos personagens, porém o grande trunfo do enredo está na reflexão de quanto as nossas lembranças constroem o que nós somos e como seríamos diferentes se tivesses vivido outras experiências.



Os capítulos levam o nome das datas referentes a realidade que os protagonistas estão vivendo e isso ajuda muito a não nos perdemos no tempo em que a história é contada e existe uma harmonia muito grande entre os acontecimentos e a forma como a história é desenvolvida e por mais que pareça confuso, ainda assim, a escrita do autor nos mantêm antenados entre todos os fatos apresentados.

É uma história com vilões, mocinhos, mas com esperança e com um final incrível. Fiquei extremamente satisfeita com a leitura e adorei a experiência.



É um livro intenso e original, ainda que aborde o tema de viagem no tempo, um pouco saturado dentro da ficção científica, o autor entrega uma história nova e muito envolvente, que nos faz pensar e olhar para o nosso passado como parte integrante e ativa do nosso presente.

Eu amei!


Um pouco sobre o autor:
Blake Crouch é roteirista e autor de diversos best-sellers. Seus livros já foram traduzidos para mais de trinta idiomas e venderam mais de um milhão de exemplares. Mora com a família no estado americano do Colorado. Seus livros publicados no Brasil são:
    • Matéria Escura
    • Recursão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário