Senhorita Aurora (Babi A. Sette)

terça-feira, 13 de novembro de 2018

Ficha Técnica:
Autora: Babbi A. Sette
País de Origem: Brasil
Editora: Verus
Número de páginas: 454
Ano de publicação: 2018
ISBN-13: 9788576866817
SKOOB | AMAZON

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 68º livro lido em 2018 e foi Senhorita Aurora (Babi A. Sette). Eu comprei este livro em 2016 quando ele existia apenas em e-book e com o relançamento com formato físico pela Verus editora, me senti mais animada para conhecer esta história.

O livro nos traz a jovem Nicole Alves que sempre teve uma infância muito difícil, pois sua mãe passava horas trabalhando para que ela pudesse realizar o seu sonho de ser bailarina. Criada apenas pela mãe, Nicole passa a infância vendo-a remendar suas sapatilhas porque nem sempre sobra para que novas sejam compradas, mas, ainda assim, ela não desiste do sonho de se tornar bailarina profissional e viver daquilo que ela ama fazer: dançar. O livro começa com Nicole embarcando em um avião sozinha para tornar real aquilo que sempre quis. Ela irá para Londres e fará parte de uma companhia de balé renomada. Porém, um homem lindo senta ao seu lado e ainda que ele seja o ser humano mais arrogante e mal educado que ela já tenha visto na face da terra, adormece em seu ombro durante o voo.

Temos um intervalo de tempo de 3 anos ainda no começo do livro e reencontramos Nicole compondo o corpo de balé profissional da Companhia de Londres. Ela se tornou solista na equipe e agora está prestes a fazer uma audição para conseguir o papel principal de Aurora na peça de A Bela Adormecida, que será montada em alguns meses. A peça será regida por um dos principais maestros do mundo, Daniel Hunter, que também fará parte do banco de jurados. E então Nicole reencontra o homem lindo do avião, ele é o maestro.

O livro então irá se desenvolver no interesse mútuo deles, porém em uma relação de hostilidade, porque Daniel é grosseiro e Nicole tenta a todo custo se manter profissional dentro daquela relação desgastante, só que ambos começam a se apaixonar. Mas Daniel possui segredos muito sérios sobre si mesmo e tenta manter qualquer relação mais íntima longe dele e Nicole terá que se anular em muitos momentos para conquistar o coração duro e frio do maestro.

Eu estava pronta para a amar o livro. Gostei desta ambientação de uma personagem brasileira em Londres e como a autora tratou suas relações no enredo. Nicole tem uma melhor amiga maravilhosa e eu amo este tipo de amizade nos livros. Porém, em nenhum momento eu consegui torcer pelo casal protagonista da história. Daniel é extremamente insuportável e arrogante e eu problematizo sempre este tipo de relação em que um ser humano adulto precisa se apaixonar para começar a ser gente de verdade.

Sabemos que ele tem um segredo que a razão principal do fato dele ser tão cruel para com as pessoas ao seu redor e conforme algumas pistas que a autora dá durante a narrativa, é fácil adivinhar este mistério e quando ele é revelado, pelo menos para mim, não foi o suficiente para perdoar ou aceitar as atitudes que o personagem tomou durante a história. Aliás, foi uma problemática maior para mim o casal se manter firme e consistente após essa revelação.

E isso não é tudo. Os últimos capítulos do livro trazem uma dose bem pesada de drama que eu achei desnecessária para o enredo. Já tínhamos ali muitos elementos sérios e complicados para refletir, mas, ainda assim, a autora inseriu um novo problema e isso me deixou um pouco cansada.

Apesar da premissa do livro não me seduzir, a escrita da autora é excelente. As descrições são maravilhosas, não apenas dos lugares, mas dos sentimentos que estão em jogo e é fácil imaginar os personagens em função do desenvolvimento que ela deu para cada um.

Sei que o livro é muito amado, mas eu quero ler outra coisa da autora e ter uma opinião mais consistente do seu trabalho, porque eu concluí esta história com um toque de desapontamento.


Um pouco sobre a autora: BABI A. SETTE nasceu em São Paulo, porém até os doze anos morou em quatro estados diferentes do Brasil. Ama viajar e conhecer novos lugares, e escreve sobre as cidades do mundo que teve a oportunidade de visitar. Acredita que deixa um pouco de si em todo o lugar que conhece e carrega um pouco do lugar consigo, chegando a carregar pedaços do mundo todo. Formada em Comunicação Social, sente-se metade socióloga e metade psicóloga. Isso porque ama as pessoas, as suas emoções e histórias. Alguns de seus livros publicados são:

  • Senhorita Autora
  • Não me Esqueças
  • A Sombra da Rosa
  • O Despertar do Lírio
  • Entre o Amor e o Silêncio
  • A Promessa da Rosa
Comentários
9 Comentários

9 comentários :

  1. Oiiii,

    Gente opinião é uma coisa complexa né? Eu fiquei completamente apaixonada por este livro, vi e aprendi coisas com ele que nunca tinha parado para pensar sobre a história de A Bela e a Fera. Concordo que o Daniel é insuportável, mas entendi que a mudança dele não foi só pelo fato de se apaixonar pela Nicole, é mais por ele ser a fera mesmo é em alguns pontos de um reconto não dar pra mudar. Ainda assim concordo com varios aspectos e a princípio também achei o drama final desnecessário, mas foi esse drama final que me fez ter uma perspectiva completamente diferente sobre a história como um todo, não só Senhorita Aurora, mas da própria A Bela e a Fera em si. Pena não ter funcionado tão bem pra você.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Quando li esse livro simplesmente amei e ainda nem tinha previsão de ser lançado em uma editora. Geralmente quando histórias são muito aclamadas nas redes sociais acabo me decepcionando e ainda bem que li bem antes.
    Daniel e Nicole são apaixonantes. A escrita da Babi me envolveu. Uma pena que para você não funcionou tão bem assim.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Oie!
    Eu gostei do livro, achei o tema trabalhado bem atual, e ainda diferente do que é trabalhado em outros romances. Mas concordo quando diz que tem muito drama desnecessário, algumas partes eu achei bem chatinha no livro. A narrativa da autora foi envolvente, e estou curiosa para ler livros da autora.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  5. Oi, Ivi! Eu li um trechinho desse livro e também vejo problemas quando um protagonista só muda quando se apaixona. Eu acho isso um chiclê tão perigoso, porque se o autor não souber conduzir, fica muito forçado. E achei o Daniel muito, muito escroto no começo da história para depois ser fácil assim de perdoar as atitudes dele.
    Bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  6. Eu estou meio cansada dessa coisa de personagem que trata os outros mal, depois tem uma "desculpa" por ter uma história triste e tal. Isso pra mim também não me convence para poder perdoar... Mas, como vi falarem tão bem desse livro acho que vou dar uma chance.
    beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    Eu já vi muitos comentários positivos sobre a autora, por isso tenho certa curiosidade em conhecer algum trabalho dela. Mas lendo a premissa desse livro em questão, eu confesso que não fiquei muito animada e o motivo foi porque eu também costumo problematizar esse tipo de relação onde o cara é um babaca e só depois de se apaixonar vira gente de verdade. Enfim, não é uma obra que despertou meu interesse, acredito que não iria gostar muito.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  8. Da autora eu já li Não me Esqueças e se você ainda não leu, te recomendaria ele justamente pelo final onde o mocinho tem uma atitude diferente. Ainda não li esse livro mas acho que tenho o e-book de quando existia só a versão em e-book. Fico meio com o pé atrás com esse mocinho, mas quem sabe eu leio e gosto mais do que você.

    ResponderExcluir
  9. Oi.

    Nunca li nada da autora. Eu até tenho (tinha?) vontade de ler esse livro devido aos inúmeros comentários sobre ele, mas agora me desanimei um piuco. Ainda quero ler o livro, mas sei que não devo ir com muita sede ao pote pois posso me arrepender. Adorei a resenha!

    ResponderExcluir

Ivi Campos

45 anos. De todas as coisas que ela é, ser a mãe do André é a que mais a faz feliz. Funcionária Pública e Escritora. Apaixonada por música latina e obcecada por Ricky Martin, Tommy Torres, Pablo Alboran e Maluma! Bookaholic sem esperanças de cura, blogueira por opção e gremista porque nasceu para ser IMORTAL! Alguém que procura concretizar nas palavras o abstrato do coração.




.

Colunistas

sq-sample3
Kesy
sq-sample3
Kelly
sq-sample3
Laís

Facebook

Instagram

Resenhas

Meus Livros

Músicas

Youtube


Arquivos

Filmes

Twitter

Filmes

Mais lidos

Link-me

Meu amor pelos livros
Todas as postagens e fotos são feitas para uso do Meu amor por livros. Quando for postado alguma informação ou foto que não é de autoria do blog, será sinalizado com os devidos créditos. Não faça nenhuma cópia, porque isso é crime federal.
Tecnologia do Blogger.