Torto Arado (Itamar Vieira Jr.)

segunda-feira, 6 de junho de 2022


Ficha Técnica:

Nome Original: Torto Arado
Autora: Itamar Vieira Jr.
País de Origem: Brasil
Número de Páginas: 264
Ano de Lançamento: 2018
ISBN-13: 9786580309313
Editora: Todavia
SKOOB | GOODREADS | Compre na AMAZON

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 38º livro lido em 2022 e foi Torto Arado (Itamar Vieira Jr.). Esse livro foi o vencedor do Prêmio Jabuti em 2019 e de lá para cá, várias pessoas o indicaram. Com essa boa fama, eu me senti na obrigação de ler.

O livro nos traz duas irmãs, Bibiana e Belonísia que desde cedo têm uma conexão muito intensa entre si e um acidente as une ainda mais quando uma delas corta a língua e perde a capacidade de fala e a outra irmã passa a ser a sua voz a partir daquele dia. As duas, filhas de uma família humilde, com pessoas que vivem da lavoura, conhecem pouco da vida e dos limites que cercam aquelas terras. Sua família trabalha em uma fazenda, mas não recebe salário, apenas a possibilidade de cultivar o alimento para o próprio consumo e essas relações entre outras famílias iguais estabelece um comércio informal entre eles.

A narrativa é revezada entre as duas irmãs – na verdade, entre três personagens, porque o último capítulo traz uma surpresa de voz – mas entrelaça as narrativas de muitos personagens. É trama de desigualdade, porque os donos da terra não pegam na enxada. É trama de violências, fome, falta, seca, agressão familiar, perda medo. Sobretudo, é história de forças que brotam do solo, ancestralidade, luta e união. 

Toda a complexa rede de relações é costurada por meio de segredos compartilhados entre “brincadeiras de jarê”, cuja potência se descobre ao longo dos acontecimentos que as páginas do livro paulatinamente revelam. As dores, os encostos, as aflições, as doenças são todas levadas à mão de Zeca Chapéu Grande, pai das irmãs e curador do jarê, pois naquela terra não chegava médico nem remédio. As vidas de Água Negra, nome da região em que a história acontece, por sua vez, surgem das mãos de Salustiana, mãe das irmãs e parteira das mulheres da região. 

No caminho à maturidade, as duas meninas deparam-se com uma bifurcação de trajetória: Belonísia torna-se personagem da vida da fazenda, enquanto para Bibiana, as injustiças daquela vida parecem injustas. Belonísia mistura-se à terra arada, tortamente arada; Bibiana junta-se à luta pela emancipação e pelo direito à terra.

Acompanhando as duas irmãs em suas jornadas, experimentei sentimentos que, de tão bem descritos pelo autor se costuraram também em mim. Senti em minhas mãos terra, milho debulhado, feijão catado; pesquei no Rio Santo Antônio; acendi candeeiros e velas; vivenciei noites de jarê; avistei vaga-lumes; dancei festas de santos ao som de pífaro e atabaque; abriguei-me embaixo de umbuzeiro; vi plantações secarem: as vagens, os pés de tomate, quiabo e abóbora; tornei-me também ciúmes, raiva, dor, falta, fome, encantamento, amor, ódio. Tudo como se as descobertas delas fossem minhas em igual medida.

A conclusão é surpreendente e extremamente consistente com toda a narrativa desenvolvida pelo autor. Forte, pertinente e muito significativa para os tempos atuais em que a cada dia, se descobre pessoas vivendo de forma análoga à escravidão.

Eu gostei muito!


Um pouco sobre o autor: Itamar Vieira Junior nasceu em Salvador, em 1979. Formou-se em Geografia na Universidade Federal da Bahia, onde também concluiu mestrado. É doutor em Estudos Étnicos e Africanos pela Universidade Federal da Bahia com estudo sobre a formação de comunidades quilombolas no interior do Nordeste brasileiro. 

Seus livros publicados no Brasil são:

A Oração do Carrasco
Torto Arado
Torto Arado
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ivi Campos

46 anos. De todas as coisas que ela é, ser a mãe do André é a que mais a faz feliz. Funcionária Pública e Escritora. Apaixonada por música latina e obcecada por Ricky Martin, Tommy Torres, Pablo Alboran e Maluma! Bookaholic sem esperanças de cura, blogueira por opção e gremista porque nasceu para ser IMORTAL! Alguém que procura concretizar nas palavras o abstrato do coração.




.

Colunistas

sq-sample3
Kesy
sq-sample3
Kelly
sq-sample3
Laís

Facebook

Instagram

Resenhas

Filmes

Meus Livros

Músicas

Youtube


Arquivos

Twitter

Filmes

Mais lidos

Link-me

Meu amor pelos livros
Todas as postagens e fotos são feitas para uso do Meu amor por livros. Quando for postado alguma informação ou foto que não é de autoria do blog, será sinalizado com os devidos créditos. Não faça nenhuma cópia, porque isso é crime federal.
Tecnologia do Blogger.