3.2.21

A Vida Secreta dos Escritores (Guillaume Musso)

Ficha Técnica:

Nome Original: La vie secrète des écrivains
Autora: Guillaume Musso
País de Origem: França
Tradução: Julia da Rosa Simões
Número de Páginas: 224
Ano de Lançamento: 2020
ISBN-13: 9782702765485
Editora: Tag Inéditos
SKOOB | GOODREADS | Compre na AMAZON

Oi gente que ama livros, hoje venho coma  resenha do 5º livro lido em 2021 e foi A Vida Secreta dos Escritores (Guillaume Musso). Esse foi o livro da Tag Inéditos referente ao mês de outubro e estava curiosa com a leitura porque o livro traz um escritor como protagonista, o que sempre me chama a atenção.

O livro nos traz Nathan Fowles, um grande escritor de sucesso no passado, com livros publicados pelo mundo inteiro e sendo considerado um dos melhores autores do século. Porém há quase vinte anos, ele decidiu se aposentar, não publicar mais nada e se recolheu em uma ilha de Beamont. Odeia ser incomodado e interage com pouquíssimas pessoas sendo atualmente conhecido como um velho ranzinza e amargo. Mas apesar de Nathan estar afastado, ele tem um fã incondicional chamado Raphael que não apenas ama seus livros, mas decidiu se tornar escritor inspirado em Nathan, porém o início de sua carreira está complicada, pois já foi rejeitado por diversas editoras. Frustrado, ele decide se mudar para Beamont, tentar se aproximar de seu ídolo e talvez ser ajudado por ele. Logo após a chegada de Raphael a ilha, um crime acontece e como se trata de uma ilha, ninguém mais pode sair ou entrar ali para que esse caso seja desvendado.


“Felizmente, a prostração nunca durava muito. Eu sempre conseguia me convencer de que os fracassos preparavam a vitória. Para acreditar nisso, apegava-me a exemplos ilustres. Stephen King sempre dizia que Carrie fora recusada por trinta editoras. Metade das editoras londrinas havia julgado o primeiro volume de Harry Potter “longo demais para crianças”. Antes de ser o romance de ficção científica mais vendido no mundo, Duna, de Frank Herbert, sofrera mais de vinte rejeições. Francis Scott Fitzgerald, por sua vez, tinha forrado as paredes de seu escritório com as 122 cartas de recusa enviadas pelas revistas a que oferecera suas novelas.” página 26
Outra personagem interessante no livro é Mathilde, que leva o cachorro de Nathan de volta após a fuga, mas isso não é casual, porque ela sabe muito sobre a vida do escritor e acredita que ele está ligado a algo sério que aconteceu com sua família no passado.
“Ser escritor é uma profissão para pessoas mentalmente saudáveis. É para esquizofrênicos. Uma atividade que requer uma dissociação mental destrutiva: para escrever, você precisa estar no mundo e, ao mesmo tempo, fora do mundo.” página 100


O enredo é enxuto, rápido e muito ágil e em poucas páginas já sabemos quem é quem, entendemos a dinâmica da narrativa e queremos esclarecer os culpados dos crimes citados. De uma forma frenética, somos entregues a reviravoltas dentro de uma escrita gostosa que envolve o cenário literário mundial, bem como a aspiração de cada ser humano que quer viver de sua arte.
“Vale a pena ser escritor porque, por um momento, nos tornamos Deus.” página 101
Os personagens são muito bem desenvolvidos e torcemos para que as histórias se esclareçam da melhor forma possível e que nenhum deles sofra por isso. A cada conclusão, uma nova reviravolta entra na narrativa.
“– Foi um erro parar de escrever – ele retomou, como se tivesse acabado de ter uma súbita revelação. – A escrita estrutura a vida e as ideias, ela organiza o caos da existência.” página 129
O livro é curto, mas a história é muito bem desenvolvida e eu a aproveitei da primeira à última página, com um final inesperado, mas muito coeso. Até a última linha de história, revelações são feitas e nem sei quantas reviravoltas o livro teve, o que para mim foi positivo porque fui surpreendida e em nenhuma das conclusões eu tinha imaginado o que aconteceria.
“Demorei para entender isso, mas nem sempre os livros são vetores de emancipação. Os livros também são fatores de separação. Os livros não apenas derrubam barreiras, eles também as constroem. Com mais frequência do que se pensa, os livros ferem, rompem e matam.” página 164
Espero poder ter a oportunidade de ler mais coisas do autor que é best-seller na França, já com muitos livros publicados.


Gostei muito!


Um pouco sobre o autor:
Nascido em 1974 em Antibes (Alpes Marítimos), Guillaume Musso se encantou pela literatura aos dez anos, graças à Agatha Christie. Aos 19 anos, Musso passou uma temporada nos Estados Unidos, e descobriu Nova York, cidade pela qual se apaixonou imediatamente. Para financiar a sua viagem, trabalhou como vendedor em Nova Jersey. Anos depois, retornou à França e passou a exercer o ofício de professor. No Brasil, apenas A Vida Secreta dos Escritores foi publicado.

4 comentários:

  1. Olá
    Fiquei bem curiosa em relação a essa obra, mesmo porque ainda não tinha lido nada a respeito. Que bom saber que tanto a história quanto os personagens são bem desenvolvidos. Ja adicionei na minha lista também.
    Beijos, Fê
    Modoliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Ivi!
    Faz tempo que não leio algo desse tipo, onde ficamos ansiosos por saber quem é o culpado.
    Adorei a resenha.
    Beijokas

    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Eu já li outra obra do autor e achei a escrita bem diferente ao que estou habituada a ler e fiquei interessada em conhecer outras obras dele. Ainda não conhecia A vida secreta dos escritores, mas com certeza é um livro que eu leria. A obra que eu li do autor é A Garota de Papel e super indico, e por coincidência -ou não- o protagonista desse livro é um autor best-seller também.

    Abraços,
    Andy - StarBooks

    ResponderExcluir
  4. Oi, Ivi! Tudo bem?
    Eu não conhecia esse livro ainda, mas amei a premissa. Também gosto muito de livros protagonizados por escritores e a trama parece ser cheia de reviravoltas. Gostei de saber que o autor soube desenvolver bem a história e os personagens, e fiquei curiosa para conhecer a escrita dele.
    Amei sua resenha e vou anotar a dica.
    Beijos!

    ResponderExcluir