28.12.19

Melhores Leituras de 2019


Oi gente que ama livros, hoje venho compartilhar com vocês as minhas melhores leituras de 2019. Foi um ano literário muito intenso e a grande maioria dos livros receberam 4 estrelas, porém, existiram 8 livros que eu amei demais e foi impossível não dar a nota máxima e favoritar para a vida. 

Vamos conferir?

O Cemitério (Stephen King) - O livro nos traz a família de Louis Creed chegando ao Maine. Louis é médico, conseguiu um excelente emprego na Universidade local e por isso, ele e a família (composta da esposa Rachel e dois filhos pequenos, Ellie e Gage) se mudam para lá. Já na chegada, a família percebe que apesar de linda e grande, a casa nova fica localizada na beira de uma rodovia muito movimentada em que caminhões imensos transitam por ela. No entanto, o mais peculiar desta casa é que nela começa uma trilha que termina em um cemitério de animais. O vizinho Jud, um senhor de idade avançada explica para toda a família que muitos animais de estimação foram atropelados por causa do tráfego intenso e as crianças e donos destes animais os enterram ali ao longo de muitas décadas. A princípio isso incomodou um pouco a Rachel por seu trauma bem desenvolvido com a morte, mas no geral, apenas despertou um desconforto em Ellie, que tem um gato de estimação muito carinhoso, fofinho e a ideia de ver seu gatinho morrer era péssima. Infelizmente, o medo da menina se confirma quando o gato é atropelado enquanto ela, o irmão e a mãe passam um feriado longe de casa. Louis fica muito triste só com a ideia de dar a notícia da morte do gato para a filha, por isso, quando Jud vai ajudá-lo a enterrar o animal, ele o leva para um cemitério diferente, distante do cemitério de bichos. Horas depois de enterrar o animalzinho, o gato volta para casa e Louis descobre que aquele cemitério mais distante possui o poder de trazer de volta os mortos. 
Resenha AQUI

Nem Tudo Será Esquecido (Wendy Walker) – O livro começa com um estupro. A violência acontece com a Jenny, uma adolescente comum da pequena cidade de Fairview, no interior dos Estados Unidos. Após ir a uma festa e ter uma decepção com um garoto, ela começa a beber sem critério e quando começa a passar mal, decide ir embora sozinha. No trajeto, é arrastada para um matagal onde é violentada cruelmente. Quando Jenny é localizada, levada para o hospital e as autoridades são acionadas, um método de tratamento é colocado à disposição dos pais: Jenny pode tomar um coquetel de remédios que fará com que esqueça da violência que sofreu. Sem pensar duas vezes, a mãe decide que ela deve tomar aquela medicação, ainda que o pai seja contra. Enquanto a mãe não quer que a menina carregue traumas, o pai sabe que ela tem que manter as lembranças para que o criminoso seja encontrado. A mãe de Jenny vence esse embate e a medicação é administrada, mas isso não alivia a dor que a violência deixou no emocional da Jenny e ela começa a dar sinais de uma depressão profunda, mesmo não se lembrando do que aconteceu. Um psiquiatra renomado, dr. Alan, é chamado para tentar reverter o tratamento para que Jenny possa se lembrar do que aconteceu e administrar seu trauma. Para quem gosta de thriller psicológico, o livro é um banquete. Para quem gosta de drama, é bem argumentado, de forma que você sente cada dor e compartilha cada desespero. Para quem gosta de uma escrita bem-feita e bem embasada, em que o trabalho de pesquisa é nítido sem ser tedioso, é perfeito.
Resenha AQUI

Escrito nas Estrelas (Aione Simões) – O livro traz a Nanda, uma universitária de 21 anos que acabou de terminar um relacionamento de dois anos. Vinícius decidiu acabar com o namoro sem muitos argumentos e este término deixa Nanda muito abalada, faz com que ela reflita sobre seus outros relacionamentos e descubra que eles têm algo em comum: são do signo de escorpião e ao estudar um pouquinho mais sobre o assunto, Nanda acredita que o signo ideal para ter um relacionamento seria Peixes. Então traça todo um plano para que possa conhecer rapazes deste signo e assim descobrir o amor da sua vida. Sem sombra de dúvida é um dos melhores livros do gênero. Comecei a leitura me acomodando na vida da protagonista e ela me deixou confortável, segura, tranquila em meio ao seu dia a dia que prometia superar um amor perdido e concluir a faculdade. Porém, depois que eu estava bem relaxada, senti a consistência de um bom livro chegar. Reflexão, conteúdo e tudo isso de forma orgânica, naturalmente inserida que me emocionou e me fez pensar sobre muitas questões. Amei cada página lida, cada situação, cada abordagem, cada descrição e cada personagem. Tudo tão perfeitamente desenvolvido que 5 estrelas é pouco para esse hino de livro. 
Resenha AQUI

Americanah (Chimamanda Ngozi Adichie) – O livro nos traz a uma mulher chamada Ifemelu, que deixa a cidade de Lagos, na Nigéria, para estudar e viver nos Estados Unidos. Seu país está passando por problemas sérios e isso reflete em professores universitários fazendo greves intermináveis, desemprego e um regime militar complicado. Chegando à América ao mesmo tempo em que se torna uma aluna exemplar, ela percebe como a vida pode ser difícil para uma imigrante e tem que lidar com muitas questões para conseguir viver com dignidade. Uma destas questões é a social: Ifemelu chega aos Estados Unidos com o visto de estudante e isso a impede de trabalhar em tempo integral, o que limita muito a forma de obter recursos para se manter. Ela passa por muitas dificuldades com alimentação e locomoção por falta de dinheiro. Temos ainda a questão de gênero, pois por ser mulher tem que ir na contramão de muitas coisas. Sem dúvida, o foco do livro é na questão racial e em como Ifemelu vai lidar por ser negra em uma país que mantém o racismo estrutural em muitas esferas. Foi um dos melhores livros que li este ano e o recomendo sem medo de errar porque é um livro que ensina, orienta e abre nossos olhos, ainda que não seja um livro didático.
Resenha AQUI

Sobre Meninos e Lobos (Dennis Lehane) – O livro começa com a vida de três meninos que vivem em bairros próximos, mas não necessariamente iguais de Boston. Sean Devine vive em uma área nobre, enquanto Jimmy Marcus e Dave Boyle moram em uma parte menos favorecida. No entanto, os três são colegas e fazem coisas juntas como três crianças normais. Os três brincavam na rua quando foram abordados por falsos policiais que raptaram Dave e o submeteram a abusos sexuais. Dave consegue escapar, mas fica marcado para sempre pela violência que sofreu, não conseguindo se inserir de volta à sociedade, mesmo que seja algo velado. Apesar de Dave ter sido o único a entrar no carro, os três meninos, agora homens, foram profundamente traumatizadas pelo acontecimento e isso se reflete na vida de cada um. Sean torna-se policial, enquanto Jimmy segue pelo caminho oposto, e se envolve em crimes precocemente, sendo preso em seguida e tendo que recomeçar sua vida. Muitos anos depois, os três se reencontram, em função de outro ato de violência: a filha adolescente de Jimmy, Katie, é assassinada e muitos indícios caem sobre Dave. Para quem gosta de suspense, o enredo traz isso com uma investigação policial interessante. Para quem gosta de além do mistério, com sentimentos fortes bem inseridos na trama, o livro também traz isso com maestria. Foi uma leitura que me incomodou e me consumiu, mesmo que eu já soubesse do final.
Resenha AQUI

Dias de Despedida (Jeff Zentner) – O livro nos traz o Carver, um adolescente que começa a história indo a um velório. Na verdade, é o terceiro velório em um espaço de três dias e nos primeiros parágrafos descobrimos que os seus três melhores amigos morreram em um acidente de carro enquanto iam ao encontro dele. Blake, Eli e Mars morreram quando o carro bateu em um caminhão estacionado. Carver se sente extremamente culpado pelo acidente porque havia mandado uma mensagem para Mars e tudo indica que o amigo tentou responder a mensagem enquanto guiava o carro. Além da culpa devastadora que Carver sente, ainda tem que lidar com o luto por perder seus melhores amigos e também o medo, já que a família de um dos meninos mortos quer que ele seja responsabilizado pelo acidente. A maneira delicada que o autor escreveu esta história também nos rende alguns sorrisos quando em flashback, Carver lembra as bagunças que eles faziam na escola ou quando saíam para tomar milkshake. Com uma linguagem leve e fluida, conhecemos intimamente cada um dos garotos não apenas pelo ponto de vista do Carver, mas pelas suas famílias e conseguimos entendê-los e amá-los ainda que eles não estejam ativamente na história.
Resenha AQUI

Juntos Somos Eternos (Jeff Zentner) – O livro nos traz três melhores amigos: Dill, Lydia e Travis, dando início ao que será o último ano do ensino médio deles juntos. Dill vive um momento horroroso da sua vida, seu pai era pastor de uma igreja que realizava rituais bizarros como segurar cobras venenosas e beber venenos, porém foi preso por outro crime: pedofilia. Infelizmente a reputação do pai complica a vida de Dill cada dia mais, pois precisa provar a todo momento que ele e o pai são pessoas diferentes. Travis também está longe de ter uma vida tranquila porque diariamente tem que administrar o desgastante relacionamento com o pai agressivo, perturbado e a sua válvula de escape se encontra na série de livros fantásticos pela qual é fissurado. Lydia vive entre o mundo da moda onde é uma blogueira super respeitada por não se enquadrar nos padrões e o futuro brilhante que a espera pela família que a apoia em todas as suas decisões e escolhas, porém, sabe que a cada dia está mais distante dos seus melhores amigos por não conseguirem compartilhar os mesmos planos para o futuro. Para quem gosta de drama com personagens adolescentes, o livro tem tudo o que o gênero promete. Mais do que isso, o livro traz uma série de reflexões pertinentes nos dias de hoje e sem dúvida, renderá uma leitura consistente para leitores mais maduros.
Resenha AQUI

Flores Para Algernon (Daniel Keyes) – O livro nos traz o Charlie, um homem de 32 anos com um severo comprometimento intelectual. Charlie tem Fenilcetonúria e por conseguinte, um Q.I. baixíssimo, mas uma enorme vontade de aprender e de “ser inteligente”. Sua grande motivação para aprender o torna a cobaia ideal para um experimento desenvolvido por cientistas em uma universidade: uma neurocirurgia capaz de aumentar a inteligência de um indivíduo. A experiência já foi realizada no rato Algernon e os resultados foram excelentes, então Charlie é submetido ao mesmo procedimento. Apesar do texto fácil e da narrativa absolutamente envolvente, Flores para Algernon não é uma leitura leve. Tanto as lembranças do passado como os acontecimentos do presente de Charlie são muito intensos, envolvendo agressões verbais e traumas emocionais gigantes. O livro traz uma discussão muito necessária sobre capacidade intelectual, do ponto de vista mais impactante possível. É um livro que deveria ser lido por todo mundo porque nos faz pensar e desejar ser uma pessoa melhor com aquilo que temos: nossa capacidade de empatia e nosso senso de responsabilidade.
Resenha AQUI

Estes foram os melhores livros do ano para mim e espero que você tenha gostado da minha lista. Deixe nos comentários quais foram os seus livros favoritos. Vou adorar conferir e se eu não tiver lido, vou incluir na minha lista de leitura também.

Beijos

20 comentários:

  1. Eu sou apaixonada pelos livros do King, entre os meu melhores de 2019 está um dele, A MEtade Sombria e quase entrou Doutor Sono também, mas O Cemitério eu ainda não li e quero muito. Outro que quero ler é Flores para Algernon

    ResponderExcluir
  2. Olá

    Flores para Algeron quero ler em fevereiro. Já deixei no carrinho para comprar no final do mês e fechar minhas férias com chave de ouro.
    Também li O Cemitério e gostei muito. A tensão e o terror foram bem dosados mesmo com alguns detalhes desnecessários na obra.

    Feliz ano novo e ótimas leituras.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem ?
    Escrito nas Estrelas ? Foi um dos meus livros favoritos de 2019 também.
    A escrita da Aione me supreendeu bastante e fiquei muito supresa com a leitura.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá...
    Amei conhecer suas melhores leituras! Também li DIAS DE DESPEDIDAS e esse se tornou meu favorito da vida! Quero muito ler esse da Aione Simoes e NEM TUDO SERÁ ESQUECIDO e JUNTOS SOMOS ETERNOS...
    bEIJOS

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem? Não li nenhum dos livros que você citou, mas quero ler o livro da Aione ainda esse mês. Já sinto que irei gostar muito.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  6. Feliz em ver Americanah nessa listinha pois será uma das minhas próximas leituras! Hahaha esse ano que se passou certamente me encheu de leituras gostosinhas mas certamente Aos perdidos com amor foi o meu favorito do ano.

    ResponderExcluir
  7. Quantos livros incríveis você leu durante o ano, ainda bem que vários deles foram favoritados. Bom, eu comecei a ler o conto Escrito nas Estrelas e confesso que não fui fisgada pela história e acabei abandonando. Estou louca para ler Despedida de Solteiro, que esta na minha lista de desejados mais ainda não adquirir. Minha melhor leitura do ano foi o livro Se Não Houver Amanhã.

    ResponderExcluir
  8. Oiii tudo bem??

    De todos ai o unico que estava na minha lista de 2019 era Flores Para Algernon e mesmo assim eu não o li :(
    Muito livros de sua lista eu não conhecia, mas alguns já tinha ouvido falar, fiquei interessada.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  9. Oi, que bom ver Dias de Despedida na lista, é um livro que também entrou pra minha lista de favoritos. Americanah é um que quero muito ler.

    ResponderExcluir
  10. Sempre adoro ver as listinhas dos melhores do ano para as pessoas, porque dali posso tirar minhas futuras leituras haha Não li nenhum dos citados, mas tenho mega curiosidade com Flores para Algernon e Dias de Despedidas. Adorei!
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. eu acabei não escolhendo as melhores leituras do ano. Adorei a leituras que você fez. Entre eles, estou com o Americanah no kindle já para ler este ano; em 2019 também li Juntos Somos Eternos, e quero ler o outro livro do autor. Também estou com o Flores Para Algernon no kindle para ler também. Como foi uma das suas melhores leituras, fico mais tranquila sobre o livro.

    ResponderExcluir
  12. Olá, Ivi!

    Parabéns pela listinha elaborada, eu conheço todos os livros citados acima, dois porque eu li (Cemitério e Flores para Algernon), são livros excelentes por sinal e os outros por meio de blogs e igs literários.

    ResponderExcluir
  13. Olá Ivi, tudo bom?
    Quero dizer que os livros que não estavam na minha lista de futuras leituras acabaram de entrar! rs Fiquei ainda mais curiosa para ler o livro da Aione depois das cinco estrelas que você deu! Na verdade não sei ainda o motivo de não ter lido! rs Outro que tenho aqui mas que não li - mas preciso - é Americanah! A escrita da Chimamanda é muito incrível.
    Anotei a dica aqui de Cemitério, Flores para Algenor e Sobre Meninos e Lobos. Já entraram para lista de desejados!
    Adorei conhecer suas melhores leituras do ano <3
    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Oie, tudo bem? Dessa lista eu só li O Cemitério, mas há muitos anos, ainda na adolescência e confesso que é um dos meu preferidos do King. Sobre meninos e lobos eu vi o filme e lembro de ter ficado angustiada demais, mas não conhecia o livro. Apesar de imaginar que o livro seja mais impactante ainda fiquei curiosa pra ler. Os outros eu só conheço a autora Chimamanda mas não esse livro. Espero que esse ano você mais leitura bacanas.

    Bjs
    Nelmaliana Oliveira (Profissão: Leitora)

    ResponderExcluir
  15. Gostei demais das suas leituras. Li o cemitério ano passado e também gostei demais. Desejo ler esse ano flores para Algernon, tenho essa obra aqui na estante e também desejo há um tempo ler sobre meninos e lobos, pois se for a mesma obra do filme, deve ser magnífica.

    ResponderExcluir
  16. Quero muito ler o da Aione e esse do Tio King. Algernon comecei a ler em ebook, mas achei que não é a hora ainda de fazer essa leitura e resolvi esperar mais, mas está na minha lista de clássicos para ler esse ano.

    ResponderExcluir
  17. Adorei conhecer as suas melhores leituras. Desses que você citou, ainda não tive oportunidade de conhecer, mas quero ler "escrito nas estrelas?" porque todo mundo elogia a escrita da Aione e "juntos somos eternos" que está me despertando muito interesse.

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
  18. Oi Ivi, tudo bem?
    Com exceção do King, os outros eu não conhecia ainda e achei as propostas muito boas. Até porque algumas delas são relativamente incomuns na literatura atual e isso ganha muitos pontos comigo quando se trata de despertar meu interesse.
    Um beijo de fogo e gelo da Lady Trotsky...
    http://www.osvampirosportenhos.com.br

    ResponderExcluir
  19. Olá Ivi!!!
    Quanta leitura boa em??
    Uma pena que Stephen King me dar arrepios só em pensar nos livros, porém estou louca para ler Americanah da Chimamanda.
    Que esse ano seja repleto de ótimas leituras.

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Olá!

    Da sua lista ainda não li nenhum, mas pretendo ler logo "Escrito nas estrelas?" e peguei várias indicações. Que bom que você teve tantos livros ótimos em 2019, que tenha o dobro em 2020, boa leitura.

    Beijos

    ResponderExcluir