28.5.21

Para Ressignificar um Grande Amor (João Pedro Doederlein)

Ficha Técnica:

Nome Original: Para Ressignificar um Grande Amor
Autor: João Pedro Doederlein
País de Origem: Brasil
Número de Páginas: 184
Ano de Lançamento: 2021
ISBN-13: 9788584391837
Editora: Paralela
SKOOB | GOODREADS | Compre na AMAZON

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 35º livro lido em 2021 e foi Para Ressignificar um Grande Amor (João Pedro Doederlein). O livro chegou até mim através da parceria com a Companhia das Letras pelo selo da Paralela e é uma coletânea de poesias que abordam principalmente o fim de um relacionamento e como isso pode ser positivo para a vida.

Vou compartilhar com vocês dois dos poemas que mais gostei, que são um recorte interessante de toda a obra.

Caminhada
é o sofrimento, o medo e a chuva que
só você e ninguém mais conhece. É uma 
pessoa andando em direção ao que ela 
acredita, é aproveitar a estrada. É uma
chance de olhar para todos os lados e admirar
a vista. É a distância entre o primeiro
encontro e o primeiro beijo; o primeiro
amor e o grande amor; a entrevista e o
emprego; o sonho e a conquista; o início
e o começo.
É a verdadeira trilha. É saber que não
existem mapas universais e que eu não
posso pegar os mesmos atalhos que
você. Cada vida é a bússola para a própria
existência, e algumas ruas cabe a nós
construir.
Você pode achar estranho a falta de letras maiúsculas para iniciar os versos ou após um ponto, porém, eles construíram os poemas dessa forma e embora isso cause estranheza no princípio, logo me acostumei com essa estética.

Intimidade
é passar uma tarde inteira em silêncio
com você e não me sentir desconfortável.
É despir a minha existência na frente da
sua, pôr para fora cada segredo meu e te 
contar dos meus medos mais profundos.
É te apresentar os meus sonhos mais 
sinceros, é saber que você enxerga a
minha versão mais vulnerável. É decorar
as suas alergias e suas manias.
É quando alguém me deixa confortável
ao ponto de não precisar esconder as 
cicatrizes da minha insegurança. É uma
felicidade rara e compartilhada.

Compartilhei apenas dois dos poemas. mas adorei o livro inteiro. É intenso, sensível, romântico, realista e muito inspirador. Pretendo ler os outros livros do autor e tenho certeza que amarei todos.


Um pouco sobre o autor:
João Pedro Doederlein nasceu em Brasília em 1996. Quem usa as redes sociais com frequência provavelmente já tropeçou na série Ressignificados, assinada por ele, também conhecido pelo apelido virtual @akapoeta. A imagem traz no topo uma palavra e abaixo seu significado, como em um dicionário, mas com um texto explicativo poético, formado por frases curtas. Criado em 2016, o formato consagrou Doederlein na internet. Seus livros publicados são:
    • Para ressignificar um grande amor
    • O Invisível aos Olhos
    • Coração-granada
    • O Livro dos Ressignificados

6 comentários:

  1. Oi Ivi, sua linda, tudo bem?
    Gostei muito desse que fala sobre a intimidade. Lembrei até de um filme que falou um pouco sobre isso, de encontrar alguém com que você possa ser você mesmo, falar sobre tudo, mostrar tudo, o bom e o ruim. Parece ser bem reflexivo o livro. Ótima dica!
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Adorei a dica! Não sou muito de ler títulos do estilo, mas deu para sentir toda a emoção, sensibilidade e inspiração em cada verso de cada poema. Achei lindíssimos quais escolheu para compor a postagem, e espero um dia ter a oportunidade de ler o livro. Ótima resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Ivi!!

    Eu li o outo livro do João e gostei muito de como ele enxerga a vida, acho que ele tem uma maneira muito peculiar de ver o mundo. Esse eu ainda não li, mas parece ser igualmente impactante e muito sensivel, espero poder ler ele em breve!
    Adrei sua opinião!!

    ResponderExcluir
  4. Oi Ivi.

    Eu ainda não conheço a escrita do João porque tem um tempo que não leio poesia. Gostei muito de saber sobre a coletânea de poesias através da sua resenha. Caso tenha uma oportunidade, eu quero muito conhecer essas poesias. Obrigada pela dica.

    Bjos
    https://consumidoradehistorias.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. não conhecia o livro e tb não curto muito livros nessa pegada de poema/poesia, mas os dois que vc mostrou são muito bonitos, devido a sua resenha ate daria uma chance...

    bjos
    Brubs

    ResponderExcluir
  6. Oi Ivi, tudo bem? Ah, eu li esse livro também e o achei simplesmente incrível. Apesar de ser pequeno levei um pouco mais de tempo apreciando cada texto. Acredito que cada um se comunica com a gente de forma diferente. Quem nunca passou por um término não é mesmo? Ficamos tristes, com raiva, resignados e finalmente a superação. É um processo que demorar pouco ou muito, depende de como lidamos com isso. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir