3.3.21

TBR Especial de Março: Mês das Mulheres


Oi gente que ama livros, ontem 08 de março foi o Dia Internacional da Mulher, comemorado mundialmente.

Lembremos que essa é uma data de luta das mulheres por sua emancipação social, financeira e política. Já foi muito bem incorporada pelo capitalismo, antes com chocolates e flores e todos os estereótipos de gênero que nos encaixotavam como delicadas, maternais e do lar e agora também nessa armadilha progressista de girl power.

Transformar o feminismo num acessório, num adesivo de caderno, num brinco para usar numa festinha descolada também é uma maneira de sequestrar seu real significado e importância. Se por um lado esse fenômeno é importante para massificar o discurso feminista para que ele não seja tema exclusivo de ambientes elitistas como a academia ou a universidade, por outro, ainda é um esvaziamento de seu caráter transformador e de luta. Uma muleta confortável, inclusive para nós mulheres não sentirmos a necessidade de questionar a nós mesmas ou a cultura que nos rodeia.

Quero aproveitar a data para ler apenas autoras em março e preparei uma TBR especial.

Vamos conferir os livros que pretendo ler?

A Menina da Montanha (Tara Westover)

Sinopse: Considerado o melhor livro de memórias dos últimos tempos, A Menina da Montanha narra a história verídica de superação da jovem Tara Westover. Criada nas montanhas de Idaho, nos Estados Unidos, sem acesso à escola, livros ou médicos até os 17 anos, Tara cresceu totalmente isolada da sociedade, sem ninguém para oferecer uma educação formal ou para protegê-la dos ataques violentos de um irmão mais velho. Quando um dos irmãos da jovem conseguiu chegar à universidade e trouxe notícias da vida além das montanhas, Tara decidiu tentar um novo estilo de vida. Ela aprendeu matemática, gramática e ciência de forma autodidata e conseguiu chegar à universidade, onde estudou psicologia, política, filosofia e história. Sua busca por conhecimento a levou para Harvard e Cambridge. Sua história se transformou em um livro de sucesso, publicado quando ela tinha apenas 29 anos. Narrado com ritmo e fôlego de romance, o relato autobiográfico está há mais de 20 semanas no ranking do The New York Times e já figura entre as principais listas dos mais vendidos do Reino Unido, Canadá, Itália e Irlanda, países onde foi lançado.

A Troca (Beth O’Leary)

Sinopse: Leena Cotton tem 29 anos e sente que já não é mais a mesma. Eileen Cotton tem 79 e está em busca de um novo amor. Tudo de que neta e avó precisam no momento é pôr em prática uma mudança radical. Então, para colocar suas respectivas vidas de volta nos trilhos, as duas têm uma ideia inusitada: trocar de lugar uma com a outra. Leena sabe que precisa descansar, mas imagina que a parte mais difícil será se adaptar à calmaria da cidadezinha onde a avó mora. Cadastrada em um site de relacionamentos, Eileen por sua vez embarca na aventura com a qual sonha desde a juventude. Dividindo o apartamento com dois amigos da neta, ela logo percebe que na cidade grande suas ideias mirabolantes não são tão complicadas assim. Ao trocar não só de casas, mas de celulares e computadores, de amigos e rotinas, Leena e Eileen vão descobrir muito mais sobre si mesmas do que imaginam. E se tudo der certo, talvez destrocar não seja a melhor solução.


Invisível (Aimée Oliveira)
Sinopse:
Entre noviças e outras mocinhas da alta sociedade, Carina LaDonne estuda no prestigioso internato Santa Tereza, na serra de Petrópolis no Rio de Janeiro. Ser praticamente invisível é sua maior característica, o que para muitos é motivo de vergonha, mas não para ela, que tira proveito desse dom para escapulir do internato de vez em quando sem que ninguém perceba. Em uma dessas fugas, porém, a habilidade da garota se volta contra ela: enquanto atravessa a rua, um motorista em alta velocidade não a vê passar, de modo que seu carro vai de encontro a ela. O motorista em questão, Pedro Hockfiel, ao contrário de Carina, é notado e conhecido por todos. Em uma época em que internet e celulares estão longe de serem inventados, o jovem de 21 anos figura em muitas das colunas sociais dos jornais, deixando a alta sociedade de cabelo em pé com sua vida boêmia. O que ele jamais poderia imaginar era que seus próprios cabelos ficariam em pé quando seu caminho, literalmente, colidisse com o de Carina, resultando em muito mais do que sustos e uma ida inesperada ao hospital. Em Invisível, Aimée Oliveira mostra mais uma vez como é capaz de contar romances com um humor e magnetismo únicos. Com personagens apaixonantes, o leitor ficará preso à história de Pedro e Carina desde o início até além do ponto final.

A Livraria dos Achados e Perdidos (Susan Wiggs)

Sinopse: Após uma tragédia, Natalie Harper herda a charmosa, mas praticamente falida livraria de sua mãe, localizada num prédio histórico no centro de São Francisco, na Califórnia e a responsabilidade de cuidar do seu avô Andrew, cada vez mais debilitado. Com a recusa de Andrew em vender a loja, Natalie deixa sua antiga vida ― segura, confortável e previsível ― para trás e volta para São Francisco determinada a recuperar a livraria que um dia foi seu lugar favorito no mundo. Porém, sua vida se parece mais com um livro de horror do que com um conto de fadas. O prédio está caindo aos pedaços, as dívidas se acumulam rapidamente, a saúde do avô entra em declínio e ela não consegue ver uma luz no fim do túnel. Natalie precisa de um sinal, ou pelo menos de um livro que a ajude a resolver seus problemas, mas em vez disso recebe Peach Gallagher, contratado por sua mãe para fazer reparos no prédio. À medida que Peach começa seu trabalho, Natalie se vê envolvida numa jornada de novas conexões, descobertas e revelações, de artefatos antigos escondidos nas paredes da livraria até verdades inexploradas sobre sua família, seu futuro e seu coração.

Essas foram as minhas escolhas para março e espero que vocês possam acompanhar as minhas leituras por aqui.

Beijos

8 comentários:

  1. Olá Ivi,
    Eu não consigo seguir TBR então nem faço, mas adoro acompanhar as escolhas de outros leitores, principalmente quando são temáticos como o seu. Ainda não li nenhum desses mas quero ler A troca.

    Beijo!
    www.amorpelaspaginas.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Ivi, sua linda, tudo bem?
    Você teve uma ótima ideia. Não conhecia o livro a menina da montanha, gostei da sinopse e já acrescentei na minha lista. Os outros livros eu já tinha visto a divulgação e algumas resenhas. Vou aguardar sua opinião, tomara que goste.
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
  3. Oi Ivi!

    Desses que você citou, eu só conheço A Troca e Invisivel, mas não li eles ainda, só ouço falar! Adorei sua tbr temática e já quero saber suas opiniões sobre todos, espero que sejam leituras incriveis!!

    ResponderExcluir
  4. Oi Ivi, tudo bem ?
    Não conhecia estes livros citados, mas gostei de A Troca e anotei a dica para uma leitura futura.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. oi, tudo bem por aí?

    confesso que, da lista, o único livro que eu conhecia era "a troca"... inclusive, sempre leio resenhas positivas sobre ele. apesar de não ser o estilo de livro que costumo ler, acho que eu gostaria da leitura.

    abraços!
    www.juristageek.com

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Realmente acho que às vezes a data torna-se tão vazia quando esquecemos o verdadeiro significado dela né, mas enfim, acho que de qualquer forma de lembrarmos a luta por trás, é válida. Dos citados não li nenhum, mas tenho hiper curiosidade com Invisível e A Menina da Montanha. Adorei as dicas!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Adorei suas indicações, ainda não li nenhum deles mas pela sinopse fiquei curiosa principalmente A menina da montanha, quero saber como foi sua descoberta e sua convivência com outras pessoas e também gostei de A troca, parece um enredo interessante. Obrigado pelas dicas e parabéns pelo post e também pelo Dia das mulheres, bjs!

    ResponderExcluir
  8. Gostei demais das suas indicações, fiquei muito interessado em ler A Livraria dos Achados e Perdidos, pois gostei da premissa da obra.

    ResponderExcluir