15.10.20

O Colecionador de Ossos (Jeffery Deaver)

Ficha Técnica:

Nome Original: The Bone Collector

Autor: Jeffery Deaver

País de Origem: Estados Unidos

Tradução: Ruy Jungmann

Número de Páginas: 462

Ano de Lançamento: 1997

ISBN: 9780451188458

Editora: BestBolso

SKOOB | GOODREADS | Compre na AMAZON

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 74º livro lido em 2020 e foi O Colecionador de Ossos (Jeffery Deaver). Minha curiosidade com o livro veio da vontade de assistir a série de mesmo nome, baseada no livro. No início dos anos 2000 eu tinha assistido ao filme adaptado desta obra literária, mas não lembrava de muitos detalhes, por isso a leitura veio em uma boa hora.

O livro nos traz Amelia Sachs, uma jovem policial de 31 anos, enviada para investigar uma chamada anônima sobre a existência de um corpo perto da linha do trem no seu último dia de radiopatrulla. Apesar de faltar apenas nove horas para que enfim Amelia seja realocada para um posto administrativo desejado dentro da polícia de Nova York (já que o trabalho de campo piorava as dores causadas por sua artrite), ela vai atender a este chamado e é surpreendida ao encontrar o corpo e também indícios que este pode não ser um caso isolado de violência urbana.

O que Amelia encontrou foi uma cena chocante: o que à primeira vista parecia um galho saindo do chão se mostrou um dedo sem a carne e com um anel de diamante, sendo que o corpo do homem havia sido enterrado na vertical e a terra empilhada apenas até o antebraço, pulso e a mão. O anel encontrado junto ao corpo pertencia a uma mulher sequestrada no dia anterior junto com seu chefe, a quem pertencia este corpo encontrado, logo a polícia precisava encontrar a segunda vítima ainda viva.

Para isso pedem ajuda ao brilhante criminologista Lincoln Rhyme, aposentado devido a um grave acidente em uma investigação que o deixou tetraplégico. Depois de muita fisioterapia e diversos tratamentos, o único movimento que Lincoln consegue executar abaixo do pescoço é com o dedo anular da mão esquerda.

Por causa do seu estado e da disreflexia autonômica, condição que causa aumento dos batimentos cardíacos, da pressão arterial e dores de cabeça lancinantes que podiam ser desencadeadas por coisas simples que ameaçava piorar ainda mais sua vida, Lincoln estava em busca de ajuda para cometer um suicídio assistido. Depois de muito procurar, ele encontra um grupo que ajudava pessoas em estados irreversíveis como o dele a cometer esse ato.

Apesar disso, seus planos são adiados por causa da investigação do assassino que se revela um serial killer bem inteligente que deixa pistas de suas próximas vítimas a partir dos corpos de vítimas anteriores. Com essa investigação intrigante e desafiadora para a mente brilhante do criminologista, Lincoln não consegue ignorá-la e aceita ajudar. Assim Lincoln, Amelia, outros policiais e cientistas forenses vão em busca do assassino para evitar outras mortes.

Com suas quase 500 páginas, o livro traz uma trama bem elaborada, com detalhes científicos que não deixam o leitor se sentir ignorante e ao mesmo tempo, dá credibilidade a toda a caçada. O livro tem personagens bem desenvolvidos, não apenas os dois protagonistas como também alguns secundários, como o ajudante de Lincoln, Thom, que demonstra grande apreço ao seu chefe e boa afetividade ao prestar cuidados.

A narrativa é feita em terceira pessoa, intercalada entre Lincoln, Amelia e o próprio assassino, o que deixa o leitor mais íntimo dos personagens. A escrita do autor é fluida, a trama bem desenvolvida e cheia de detalhes não torna a leitura maçante.

Minha experiência de leitura teve altos e baixos, mas os momentos baixos não têm relação com a obra em si. Os primeiros 30 por cento do livro são eletrizantes e é impossível largar a leitura. Em função disso, eu quis assistir ao primeiro episódio da série, acreditando que este capítulo revelaria menos do que eu havia encontrado na leitura até aquele ponto, mas a dinâmica da série é diferenciada: já no primeiro episódio nos é revelada a identidade do assassino, o que estragou a minha experiência com a obra original e me fez voltar para a leitura um pouco desanimada. A narrativa seguiu forte, interessante e bem desenvolvida, mas por já saber quem era o culpado, meu interesse no livro se tornou menos intenso.

Fica como conselho caso você tenha interesse na trama, leia o livro antes de ver a série. Salvo esta minha precipitação, o livro é muito bom e me deu vontade de assistir ao filme antigo estrelado por Denzel Washington e Angelina Jolie. 

Se você gosta de suspense policial com uma boa dose de drama e cenas muito descritivas de violência, esse livro é para você.

Gostei muito!!

Um pouco sobre o autor: Jeffery Deaver começou trabalhando como jornalista, mas logo cursou Direito e começou a praticar advocacia. Seus livros são basicamente de suspense e policiais. Alguns dos que foram publicados no Brasil são:

    • Centelha Mortal

    • O Colecionador de Peles 

    • A janela quebrada

    • O Azul Algures

    • O Macaco de Pedra

    • A Cadeira Vazia

    • A Lagrima Do Diabo

    • Dança com a Morte

    • O Colecionador de Ossos


Nenhum comentário:

Postar um comentário