14.10.20

Séries do Meu Coração #40 Em Defesa de Jacob


Oi gente que ama livros, hoje venho com mais um post da coluna Séries do Meu Coração e compartilharei com vocês meu amor por mais uma série apaixonante.

A série do mês é Em Defesa de Jacob.

Se a quarentena já fez você praticamente zerar o catálogo da Netflix, do Amazon Prime Video e do HBO Go, não se preocupe. Há grandes chances de que você ainda não tenha visto uma das minisséries mais interessantes de 2020: "Em Defesa de Jacob" ou "Defending Jacob", no título original. Disponível no Apple TV+, a minissérie tem oito episódios e vai te prender do primeiro ao último episódio. 

"Em Defesa de Jacob" tem uma premissa até comum: uma família de uma pequena cidade americana tem sua vida virada de ponta cabeça quando o adolescente Jacob é acusado de matar violentamente um colega de classe, em uma situação potencializada pela pressa da polícia em encontrar um culpado. O roteiro constrói a história de forma envolvente, trazendo grandes reviravoltas conforme as investigações da polícia e o trabalho dos pais, Andrew e Laurie para provar a inocência do filho avançam. Há muitas surpresas ao longo da série que nos levam a ter dúvidas sobre a inocência de Jacob, bem como acreditar que existe um outro criminoso.

Se o mistério em si não é exatamente o fato mais inovador da série, a porção da história dedicada à família dele em compensação, ganha bem mais destaque do que em outras séries do tipo, o que a torna ainda mais imperdível. A produção dedica boa parte do tempo a explorar como Andrew e Laurie têm suas vidas totalmente transformadas pela acusação contra o filho. Do dia para a noite, eles se tornam párias, perdem amigos e empregos, são forçados a viver em um isolamento que expõe as tensões entre eles e faz aflorar as dúvidas que eles guardam, bem lá no fundo, sobre a inocência do filho.


O elenco da produção é um show à parte. Chris Evans, depois de anos como o Capitão América nos filmes da Marvel, mostra um lado dramático bem diferente como um pai de família em conflito. Ele está impecável no papel do pai que sofre com o medo de perder o seu filho para uma acusação forte e imperdoável. Assim como Michelle Dockery, que ficou conhecida como a Lady Mary de "Downton Abbey". Ambos entregam atuações intensas, bem como Jaeden Martell, de "It: A Coisa", que se destaca com a frieza e o distanciamento que imprime a Jacob. Há ainda ótimos coadjuvantes, como Pablo Schreiber, na pele do promotor responsável pelo caso; Cherry Jones, como a advogada Joanna Klein; e J.K. Simmons como o pai de Andrew. 


A série tem reviravoltas em um ritmo mais lento, mas isso não diminui nem um pouco a tensão do tema, bem como a curiosidade em saber sobre a culpa do Jacob.

Eu amei acompanhar esse mistério e apesar de ter algumas ressalvas quanto ao final, foi uma série que me prendeu, conquistou a minha atenção e que eu só tive paz quando vi o último episódio. 

Super indico!!!

Trailer Oficial:


Mês que vem trago mais séries do meu coração.

Beijos

Nenhum comentário:

Postar um comentário