22.4.20

Virgin River – Um Lugar Para Sonhar (Robyn Carr)

FICHA TÉCNICA
Nome original: Virgin River
Autora: Robyn Carr
Tradução: Luis Pugni
País de origem: Estados Unidos
Número de páginas: 320
Ano de Lançamento: 2020
ISBN-13: 9780000186065
Editora: Harlequin

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 26º livro lido em 2020 e foi Virgin River – Um Lugar Para Sonhar (Robyn Carr). No final de 2019 eu me encantei pela série da Netflix de mesmo nome, que traz um enredo romântico vivido em uma cidade bucólica. Então imagine minha alegria quando descobri que o seriado era a adaptação de um livro e corri atrás para ler.

O livro traz a Mel, uma enfermeira com especialização em partos contratada para trabalhar em um vilarejo chamado Virgin River, ao norte da Califórnia. Além do salário, foi prometida estadia em uma linda cabana no campo para Mel, porém quando ela chega a cidade após um contratempo na estrada, a linda cabana está imunda, caindo aos pedaços e impossível de ser habitada. Cansada e com fome, Mel vai parar no bar do Jack, um veterano da guerra do Iraque e logo formam uma amizade.

Mel decidiu largar a badalada Los Angeles após a perda do marido por um ato de violência na cidade. Ainda lidando com o seu luto, acreditou que a melhor saída era se afastar de tudo. Sua irmã não aceitou a decisão de Mel, mas nem por isso deixou de apoiá-la. 

Mel foi contratada para trabalhar no consultório do médico do vilarejo sem que ele soubesse e isso causa um desconforto intenso entre eles. Embora ele já tenha idade avançada e necessite se aposentar e descansar, insiste em continuar exercendo a medicina e por isso, faz com que Mel seja apenas uma “faz tudo” e não a reconhece como a profissional que ela é.

O enredo tem vários sub plotes que não são desenvolvidos com muita profundidade, por isso a leitura do livro não foi tão satisfatória como assistir a série porque no audiovisual e com muitos episódios, foi possível explorar personagens e desenvolver arcos narrativos mais profundos. A meu ver, algumas alterações feitas para a adaptação foram excelentes e funcionaram muito bem.

A série termina com o arco da protagonista em aberto, um gancho forte para a segunda temporada. Já no livro, a história conclui sua narrativa com sucesso.

Mel é uma personagem interessante, mas pouco aprofundada. Sabemos logo a motivação da sua fuga para o pequeno vilarejo e torcemos para que tudo dê certo. Jack é um homem que traz uma bagagem emocional forte em função da guerra e por isso, tenta não se envolver emocionalmente com ninguém. O casal é interessante, mas pouco convincente no livro.

A escrita da autora é rasa e isso me deixou um pouco incomodada porque os assuntos trazidos são sérios e os temas são pertinentes para convidar a uma reflexão, o que o livro não faz. Foi uma decepção para mim porque como disse, eu gostei bastante da série, esperava encontrar algo ainda melhor no livro e isso não aconteceu.

Esperava gostar e foi bem abaixo da média, sendo o livro mais fraco que li em 2020.


Um pouco sobre a autora: Robyn Carr é uma autora americana de quase cinquenta romances, incluindo a aclamada série "Virgin River", adaptada com sucesso para a Netflix. Ela começou a escrever ficção equilibrando a vida de esposa e mãe e muitas vezes datilografou suas histórias com o filho no colo. Nos últimos 17 anos, 41 títulos de Robyn Carr tiveram 27 milhões de cópias impressas e foram traduzidos para 19 idiomas em 30 países. Robyn e seu marido gostam de viajar, muitas vezes levando a pesquisa para livros nas viagens. Seus filhos estão crescidos, seu filho é um cirurgião do Exército; sua filha, uma detetive de polícia negociadora de reféns. Robyn diz que, além de ler seus romances e fazer comentários sarcásticos sobre a forma como ela usa cenários familiares a seu favor, eles fizeram dela uma avó feliz. Atualmente, Virgin River – Um Lugar para Sonhar é o seu único livro publicado no Brasil.

3 comentários:

  1. Opa, tudo bem por aí?

    Eu odeio quando uma obra dá vários plots e não desenvolve nenhum. É, realmente, frustrante! Eu já não me interessei pelo livro por causa da premissa, que não me agradou tanto, depois de ler o que você achou, aí que vi que essa leitura não funcionaria mesmo para mim.

    Abraços!
    www.acampamentodaleitura.com

    ResponderExcluir
  2. Poxa, Ivi. Que pena saber que esse foi o livro mais fraco do ano até agora!
    Estou curiosa para fazer a leitura. Ainda não vi a série e acho que isso pode contar a favor... Rs! Se a série é melhor, então vou começar pelo livro! Rs...
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  3. Nossa! Eu estou com tanta vontade de ler esse livro, mas depois da sua resenha vou diminuir minhas expectativas. Lamento que o livro tenha te decepcionado tanta, que a autora não tenha desenvolvido bem a história e a própria protagonista. Mesmo assim, vou querer ler. Como ainda não assisti a série da Netflix, talvez seja mais fácil para mim e vai ser bom não ter com o que comparar.

    ResponderExcluir