24.8.20

Casório?! (Marian Keyes)

FICHA TÉCNICA
Nome original: Lucy Sullivan Is Getting Married
Autora: Marian Keys
Tradução: Renato Motta
País de origem: Irlanda
Número de páginas: 644
Ano de Lançamento: 2005
ISBN-13: 978-85-286-1130-4
Editora: Bertrand Brasil

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 57º livro lido em 2020 e foi Casório?! (Marian Keyes). Este livro foi a minha quarta escolha para a Maratona de Releituras de 2020. Li este livro pela primeira vez em 2010, na época em que me tornei fã da autora e embora saiba que é um livro divertido, não lembrava muito bem dos detalhes da história.

O livro nos traz a Lucy, uma mulher de vinte e poucos anos que vai a uma cartomante com suas colegas de trabalho. Ela não acredita muito nisso, mas acha divertido e quando as previsões para as amigas começam a acontecer, Lucy fica na expectativa que a previsão da cartomante para ela, de que seria pedida em casamento, se confirme também. 


Lucy divide a vida em três mundos: o trabalho, as diversões e a família. Trabalha no departamento de cobranças de uma empresa e odeia o que faz. Divide a sua sala com Meridean e Megan e a interação delas é muito engraçada, ainda que tenha me incomodado em alguns aspectos. A vida social de Lucy é com as amigas Karen e Charlotte, companheiras de apartamento em Londres. Charlotte é um amorzinho, um pouco ingênua, mas muito carismática e Karen é uma pessoa muito chata e implicante. Lucy tem um amigo chamado Daniel que as amigas acham maravilhoso, mas ela não dá a mínima. No ambiente familiar conhecemos a verdadeira Lucy, com histórico de depressão diagnosticada e que luta dia a dia para não cair na tristeza. Lucy não se dá bem com a mãe, acha que os irmãos são irresponsáveis, mas adora o pai alcoólatra, que na visão dela é apenas um homem com padrões diferentes.

Lucy conhece Gus, um irlandês bonitão, artista e que adora uma boa farra. Os dois se dão bem juntos e Lucy se apaixona por ele, ainda que ele suma de vez em quando e não a trate tão bem como ela merece.

O livro é extremamente engraçado em determinadas partes. Lucy e as amigas são muito engraçadas tanto no trabalho quando no apartamento e eu ri alto em diversos trechos. Porém, quando a protagonista aborda sua depressão, o livro também imerge em uma zona sombria de autoconhecimento e medo.

Algumas coisas me incomodaram nessa releitura e uma delas foi a própria personagem não entender que a depressão é uma doença como qualquer outra e que falar sobre isso só desperta preconceito em pessoas ignorantes. Ela não aceita a depressão como uma doença mental em função deste estigma da palavra e isso não é esclarecido ou melhor explicado na narrativa.


As piadas de mau gosto com uma amiga de Lucy que é gorda em vários trechos do livro também me incomodaram. A personagem tem características negativas e isso é sempre conectado ao fato dela ser gorda, um estereótipo muito ruim, como se ser gorda fosse um defeito de caráter.

O livro é imenso, com mais de seiscentas páginas e a leitura fluiu muito bem para mim, porém algumas coisas em que se investiram muitas páginas não agregam muito a história principal, o que pode incomodar alguns leitores, mas funcionou super bem para mim.

O romance do livro é bem clichê e óbvio. Conforme as páginas passavam, eu não via a hora de Lucy ficar com o homem que a cartomante havia feito a previsão de casamento, porém outras situações acontecem com a protagonista e ela amadurece com o passar do enredo.

Salvo os pontos negativos que comentei acima, eu adorei reler o livro e me diverti demais com a leitura. Marian Keyes tem o dom de descrever situações muito divertidas e que poderiam acontecer comigo ou com minhas amigas, o que sempre agrega demais a leitura.


Enfim, amei reler, relembrar esta história e reafirmar porque gosto tanto da escrita e das personagens criadas pela autora.

Adorei!!!


Um pouco sobre a autora: Marian Keyes é uma escritora irlandesa. Nasceu em Limerick, em 10 de setembro de 1963. Ela já vendeu mais de 22 milhões de exemplares no mundo todo e foram traduzidos para 32 idiomas. Os livros dela publicados no Brasil são:
    • Melancia 
    • Férias! 
    • Sushi 
    • Casório?! 
    • É Agora... ou Nunca 
    • Los Angeles 
    • Um Best Seller pra Chamar de Meu 
    • Tem Alguém Aí? 
    • Cheio de Charme
    • A Estrela Mais Brilhante do Céu 
    • Chá de Sumiço 
    • Mamãe Walsh 
    • A Mulher Que Roubou A Minha Vida 
    • Dando Um Tempo

10 comentários:

  1. Oii!

    Ivy, da autora eu já li Melancia e confesso que não curti muito pq achei que ela enrolou bastante na conclusão da obra :( Havia muitas partes desnecessárias dai meio que brochei pros outros livros.
    Gostei da sua resenha! Acho que é normal e natural a gente perceber algumas coisas nos livros quando relemos, tbm não curtiria a gordofobia e o desserviço sobre doenças mentais.

    Beijinhos,
    Ani
    www.entrechocolatesemusicas.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ivi.
    Eu adoro a escrita da autora. Já li vários livros dela, mas esse ainda não!
    Adorei os pontos positivos que você ressaltou e acho que os negativos não serão problema para mim!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  3. Oi, Ivi!
    Eu li um único livro da autora a alguns anos atrás, que foi Melancia e não gostei muito. Depois disso perdi um pouco a vontade de ler outras histórias dela.
    Como ela tem muitos livros e vários tem pelo menos 10 anos da publicação, acontece de algumas frases já não caírem bem. Percebi isso em Melancia também.
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com/2020/08/resenha-agora-e-para-sempre-lara-jean.html

    ResponderExcluir
  4. Oi, Ivi. :)
    Acredita que nunca li nada dessa autora? Já ouvi falar maravilhas, mas quando vou ver os preços dos livros eu deixo de achar maravilhoso kkkk.
    Adorei sua resenha, tá ótima.

    Beijos.
    Manuscrito de Cabeceira

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia a obra e achei sua resenha incrível, gosto de uma história clichê e fiquei curioso para saber do destino dos personagens na obra, além de perceber que o livro traz um assunto delicado que é a depressão, o que me deu a impressão que deixa o livro emotivo.

    ResponderExcluir
  6. Oi Ivi!
    Assim como você estou fazendo releitura de alguns livros que a anos estão parados na minha estante, e apara ser sincera estou adorando rever alguns personagens e alguns trechos que não lembrava.
    Esse livro não conhecia mas gostei da abordagem, mostra o dia a dia de uma pessoa normal, mas que no fundo esconde uma depressão que não considera doença, estou curiosa de como a personagem consegue esconder isso e sua relação familiar e com amigos, obrigado pela dica, parabéns pela resenha fiquei empolgada para ler. Bjs!

    ResponderExcluir
  7. Eu tive apenas uma experiência com essa autora e não curti nem um pouco.
    Por isso que não li mais nada dela, embora todos falem muito bem dela.
    Gostei da sua resenha e fiquei um pouco curiosa.
    Então acho que vou dar mais uma chance.
    Obrigado pela dica.

    beijinhos

    ResponderExcluir
  8. Oie, tudo bem? Não conheço a escrita da autora mas sei que minha sobrinha gosta bastante. Acredito que cada leitor se encontra num determinado gênero não é mesmo? Quem não gosta de um romance clichê? Mesmo sabendo o que vai acontecer sempre ficamos ansiosos para saber se acertamos nossas apostas. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  9. Oi oi,
    Eu lembro quando esse livro virou febre entre os leitores juvenis, e todos elogiavam as histórias que a autora abordava em cada livro. Nunca li nenhum livro, mas adorei conhecer o enredo de casório e como os personagens são fofos. Não sei se leria por causa do meu gosto literário ter mudado com o tempo, mas anotek a dica e espero ler algum dia.

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
  10. Nunca li nada dessa autora, embora tenha curiosidade em conhecer suas obras. Esse livro que você resenhou me chamou a atenção em alguns pontos e em outros nem tanto e o fato de você falar que existe trechos em que há gordofobia me incomodou só de ver você falando, imagina eu lendo. Bem algum dia leio algo dessa autora só não sei se será por esse livro que vou começar.

    ResponderExcluir