12

A Rainha Vermelha (Victoria Aveyard)

Ficha Técnica:
Nome Original: Red Queen
Autora: Victoria Aveyard
Tradução: Cristian Clemente
País de Origem: Estados Unidos
Número de Páginas: 422
Ano de Lançamento: 2015
ISBN: B00ZGRB4K2
Editora: Seguinte
SKOOB

Oi gente que ama livros, hoje eu venho com a resenha do 43º livro lido em 2016 e foi A Rainha Vermelha (Victoria Aveyard). Este livro gerou um burburinho intenso entre os leitores no seu lançamento e eu estava curiosa para ler o livro e ter a minha opinião a respeito, porque li e ouvi críticas positivas e negativas também, e no meio de opiniões boas e ruins, queria saber o que eu realmente acharia do livro.

O livro nos traz a Mare, uma jovem de 17 anos que vive em um mundo onde as pessoas são divididas entre vermelhos e prateados. Os prateados são pessoas com poderes e por conseguinte, formam a elite dominadora da nação. A outra parte possui sangue vermelho e eles não tem poderes e são pessoas comuns, como qualquer ou ser humano do universo. A Mare, protagonista da história, é uma vermelha, ou seja, ela faz parte da população dominada. Todos os vermelhos são pobres e quando completam 18 anos e não possuem um emprego que seja útil para a sociedade, eles são enviados para a guerra. Quem vai para a guerra, não passa por um treinamento ou coisa do tipo, mas é colocado na linha de frente com o objetivo de proteger os prateados.


O livro então começa com a Mare preocupada porque ela está para completar 18 anos e não tem um emprego e sente que a guerra será o seu futuro e óbvio, ela não quer isso pra ela. Ela passa o seu tempo cometendo pequenos furtos para poder ajudar em casa, até que algo acontece com ela e ela é levada para trabalhar no palácio de prateados e quando chega lá, em uma situação limite, acaba descobrindo na frente de todos, que ela, mesmo sendo uma vermelha, possui poderes também.

O livro então irá se desenvolver em os prateados esconderem dos vermelhos que existe a possibilidade deles terem poderes também e a narrativa se dá com grandes aventuras, descobertas, lutas e mortes. E também, um sutil triângulo amoroso.

Enquanto eu lia o livro, tive a impressão de já conhecer a história, ou as sub histórias inseridas no plot central da trama. Vi fragmentos de outras distopias, pinceladas no universo em que Mare vive e também, nas contingências e consequências de suas atitudes. Isso não me incomodou, mas me despertou um pouco de curiosidade, porque deu para perceber que a autora ama este gênero literário e óbvio, se inspirou nos grandes sucessos para desenvolver a sua narrativa.


Em contrapartida, algumas coisas me pareceram um pouco inconsistentes. O romance da história é bem fraco e ainda que a gente saiba que não deve mesmo ser o foco central da trama, achei um pouco bobo, quase desnecessário. A questão política e as articulações no desenvolvimento da história, também julguei pouco argumentadas, porém, a narrativa é extremamente envolvente e cativante. A escrita da autora é fluida e quando se percebe, o livro terminou.

Eu gostei da leitura em função da característica narrativa da autora, mas enquanto novidade, o livro não me satisfez. Foi um excelente entretenimento, mas eu esperava algo mais intenso e sedutor, algo que me fizesse ficar agarrada nas páginas e só sossegasse quando a história se concluísse.

Sendo o primeiro volume de uma série, estou curiosa para saber como a autora lidará com as pontas soltas deixadas e se os pontos que senti vulnerabilidade, irão se reafirmar com outros argumentos. Esta é uma série que quero muito acompanhar.


Para quem é apreciador do gênero, talvez se sinta um pouco como eu me senti, esperando algo que não veio, porém, ainda assim recomendo, porque a escrita da autora vale cada parágrafo lido.

Eu gostei, com algumas ressalvas, mas gostei.


Um pouco sobre a autora: Cresceu em Massachusetts e frequentou a Universidade do Sul da Califórnia, em Los Angeles. Formou-se como roteirista e tenta combinar seu amor por história, explosões e heroínas fortes na sua escrita. Seus hobbies incluem a tarefa impossível de prever o que vai acontecer em As Crônicas de Gelo e Fogo, viajar e assistir a Netflix. Seus livros publicados no Brasil são:
  • A Rainha Vermelha
  • Coroa Cruel
  • Espada de Vidro

Comentários
12 Comentários

12 comentários:

  1. OI Ivi, adorei sua resenha e as fotos, como sempre,. Eu já li esse livro e particularmente é o melhor dos que li da série. Compreendo seus pontos de vista e até concordo mesmo, porque o livro é bom sim, mas enquanto eu lia esse, também estava esperando algo mais intenso, o que na verdade aconteceu mais lá pelas últimas páginas. Enfim, não deixe de ler Coroa cruel e Espada de vidro.
    Boas leituras ;)
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. Oi Ivi, tudo bem?
    A Rainha Vermelha é um livro que tenho muita curiosidade de ler, pois amo distopias e sempre leio resenhas incríveis sobre ele.
    Gostei de ler sua opinião sobre essa história pois ela fez questionar se eu me sentiria da mesma maneira que você caso eu realizasse a leitura.
    Espero ter oportunidade e ler em breve esse livro.

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Ivi, eu estou com muita vontade de ler esse livro, mesmo sendo de um gênero que geralmente eu não curto muito e acho que isso possa a até me proporcionar algumas surpresas, já que não costumo ler similares. Gostei de ver a tua resenha sincera e bem escrita.

    ResponderExcluir
  4. Olá Ivi,
    Assim como você, já li várias resenhas tanto positivas quanto negativas e tenho a curiosidade de ler para formar uma opinião. Uma coisa que me incomoda, e quase todas as resenhas falam isso, é que o livro contém pinceladas de outras histórias e isso pode nos fazer refletir sobre pequenas similaridades na trama.
    Fico pensando se vou sentir falta de algo que não veio. Pretendo ler e vou te contar o que achei.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  5. Oiee ^^
    Como o romance não é o tema principal da história, eu nem me importei com ele...haha' só sei que torcia para um rapaz e acabei quebrando a cara *-* Este foi um dos melhores livros distópicos que eu já li, e estou mega doida para ler a continuação. É uma pena que o livro não tenha sido tão intenso para você quanto foi para mim :/ Mas quem sabe a continuação não acaba sendo melhor?!
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oii, tudo bem?
    Eu assim como você eu sempre vi muitas resenhas desse livro, algumas negativas e outras positivas. Eu fico feliz que tenha gostado do livro, apesar das ressalvas. Eu gosto quando a questão politica e social é bem montada, mas a historia perde pontos comigo quando tem um romance desnecessário.

    ResponderExcluir
  7. Oi Ivi, a Rainha Vermelha tem críticas vem contraditórias neh? Eu mesma li esse livro em um pouco mais de um dia e não consegui desgrudar dele. Achei a história bem cativante. E achei que o fato do romance ter sido fraco foi essencial para não perder o foco na distopia...
    Mas acho que o segundo volume você vai acabar curtindo bem mais. É bem mais eletrizante.
    Recomendo também que leia Xiria Cruel que saí dois contos um contando como surgiu a guarda Escarlate e outro contando o que aconteceu com a Rainha Coribe, acredito que ali algumas pontas soltas da Rainha Vermelha são esclarecidas.
    Bj

    ResponderExcluir
  8. Fiquei muito com a sensação "Salada Mista" dessa história por conta que quando eu li estava muito na hype de distopias, mas no geral foi algo novo que me agradou bastante, o romance não me incomodou nesse livro, mas no segundo é quase inexistente e eu acabei comemorando muito com isso.
    Mesmo a guarda escarlate ter toda sua pompa no primeiro livro, ela só mereceu meus elogios no segundo volume que começou a mostra bem sua força!

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bom?

    Eu também vi muitos comentários positivos desse livro, o que faz minha expectativa fique alta. Quando isso acontece, prefiro esperar um pouco, "esquecer" sobre o livro e depois ler sem expectativas nenhuma para que possa aproveitar melhor.

    É interessante que ela tenha usado inspirações em histórias que amamos, pois nos identificamos como leitores. O problema mesmo é a parte política que eu mais gosto nesse tipo de livro que, pelo que você falou, não é tão bom.

    Espero que ela melhore nos próximos lançamentos.

    Obrigada pela dica, mesmo assim ;)

    Beijos.

    http://instantesmemoraveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Eu li mês passado essa obra, e fiquei enlouquecida pela trama. Adorei tudo, desde os poderes, até o romance, e tudo o mais. Sério, entrou para a lista das minhas distopias favoritas, com certeza!
    Gostei muiito do triângulo amoroso, apesar de não ser tão focado nisso, e fiquei triste de saber que um deles era o vilão, logo o que eu mais shippei com ela. :(
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Ivi,
    Eu também li esse livro devido ao alvoroço que fizeram em torno dele, e assim como você enquanto lia sentia essa sensação de familiaridade, e também amei a fluidez da narrativa, quanto ao romance, nem cheguei a torcer muito por nada desse tipo, estava tão envolvida com os outros aspectos do livro que sequer cheguei a pensar no vislumbre de romance que tivemos, quero muito ler o segundo volume, mas me propus a ler os contos antes e estou empacada em cicatrizes de aço que é quase que totalmente desnecessário, na minha opinião.

    Abçs
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir
  12. Oi Ivi, é uma pena quando o livro não supera nossas expectativas né? sabe que sempre falam muito desse livro mas eu não consigo ter vontade de ler, talvez por ser de um gênero que eu não curto muito, mas talvez um dia eu dê uma chance e vejo o que acho dele :D Mas adorei ver que apesar de alguns pontos, você gostou do livro.

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014