2.11.20

Simplesmente Nova York (Sarah Morgan)

Ficha Técnica:
Nome Original: New York, Actually
Autora: Sarah Morgan
País de Origem: Estados Unidos
Tradução: Willian Zeytoulian
Número de Páginas: 376
Ano de Lançamento: 2020
ISBN13: B087WZN62M
Editora: Harlequin

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 82º livro lido me 2020 e foi Simplesmente Nova York (Sarah Morgan). Este é o quarto volume da série Para Nova York, com Amor, que originalmente seria uma trilogia que conta a história de amor de cada uma das três fundadoras de uma empresa de festas em Nova York. Acho que a autora não se conteve e tinha mais para contar, trouxe um personagem adjacente as tramas anteriores neste livro e também deu a ele um amor. Uma coisa é certa, se esta série tiver quinze livros, eu lerei todos.

O livro nos traz o Daniel, um advogado especialista em divórcios que tem o saudável hábito de correr no parque todas as manhãs. Ele repara que uma linda mulher acompanhada de um simpático cachorro dálmata também faz suas corridas no mesmo horário dele. Para se aproximar dela, Daniel pede que suas irmãs - que têm uma empresa de cuidados e passeios com bichinhos de estimação – lhe emprestem um cachorro. Mesmo contrariadas, as irmãs emprestam e Daniel coloca o plano em prática. Até que dá certo, porque ele puxa assunto com Molly, a dona do dálmata. 


Molly é uma mulher inglesa, formada em psicologia que vem para Nova York fugindo de um fato constrangedor em sua cidade natal. Nos Estados Unidos, ela funda um blog sobre experiências amorosas que logo ganha projeção e é intensamente acessado por homens e mulheres que querem viver um grande amor. Os posts de Molly são tão pertinentes que ela escreve um livro de grande sucesso. No momento que esta história começa, ela está fechando o contrato para o seu segundo livro, porém Molly faz isso de forma discreta. Não assina com seu verdadeiro nome nem vincula sua imagem a estes trabalhos, construindo assim uma identidade secreta, conhecida apenas por sua editora e pelos bons amigos e vizinhos do apartamento da frente.

O interesse entre Daniel e Molly é mútuo e um romance delicioso surge, porém ambos não fazem ideia que suas profissões se entrelaçarão, o que causará confusões a ambos.


Temos um romance clichê com problemática previsível, mas muito divertida de acompanhar. Daniel é um homem que não se envolve emocionalmente com suas parceiras e Molly é igual a ele, porém ambos desconstroem essas barreiras e quando se dão conta, estão apaixonados.

Os personagens ao redor deles são ótimos também. As irmãs de Daniel são carismáticas e fortes e os amigos de Molly roubam a cena sempre que aparecem. Várias vezes a história menciona personagens dos livros anteriores e nos lembra a todo tempo que aquele universo não nasce ali, assim como o amor pela cidade em que o romance acontece. Nova York é mais uma vez enaltecida ao longo do enredo e a vontade de estar lá cresce a cada página.


É um livro leve, gostoso e divertido de ser lido e a autora acertou em cheio em não deixar esse mundo de lado porque como disse no início, se a série continuar, eu a acompanharei.

Amei!!!


Um pouco sobre a autora:
Sarah Morgan é autora best-seller do USA TODAY e escreve romances contemporâneos alegres e sensuais com seu marcante humor e sensualidade. Ela foi indicada por três anos consecutivos para o prestigioso RITA Award© dos Escritores de Romance da América e ganhou o prêmio duas vezes, em 2012 e 2013. Ela também ganhou o RT Reviewers' Choice Award em 2012, e foi chamada de "um mago com as palavras", além de ter feito inúmeras aparições no slot 'top pick'. Sarah vive perto de Londres e quando não está lendo ou gravando, adora estar ao ar livre, de preferência de férias para que ela possa esquecer a necessidade de arrumar a casa. Ela adora conversar com os leitores por e-mail, Facebook e no Twitter. Alguns dos seus livros publicados no Brasil são:
    • Amor em Manhattan
    • Pôr do Sol no Central Park
    • Milagre na 5º Avenida
    • Simplesmente Nova York
    • Hora de Amar
    • Artimanhas do Destino
    • Legado do Silêncio

Nenhum comentário:

Postar um comentário