17.5.19

The Chase (Elle Kennedy)

Ficha Técnica:
Autora: Elle Kennedy
Tradução: Juliana Romeiro
País de Origem: Estados Unidos
Número de Páginas: 300
Ano de Lançamento: 2019
ISBN: B07NWXDCJZ
Editora: Paralela

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 31º livro lido em 2019 e foi The Chase (Elle Kennedy). Esse livro chegou para mim através da parceria com a Companhia das Letras, foi publicado pelo selo da Paralela, é o primeiro volume da série Briar U e é um derivado da série Amores Improváveis, que eu li no ano passado. O fato de ter lido todos os livros da série não indica que eu tenha amado os enredos: dos quatro livros, o único que realmente me agradou foi o quarto volume, porém, a escrita da Elle é muito fluida e fácil e quando se começa a ler um livro dela, 200 páginas se passam sem perceber ou cansar.

Neste livro aqui conhecemos a Summer, irmã de um dos ex-jogadores do time de Hóquei da universidade Briar. Ela foi expulsa da faculdade onde entrou e ao se transferir para Briar, foi rejeitada nas repúblicas femininas a que se candidatou. Sem ter onde morar, ela vai para a casa onde seu irmão morou e é a única mulher lá. Summer tem uma queda pelo Fitz, porém, ouviu uma conversa dele com Garret dizendo que ela era uma garota superficial. Como qualquer garota normal, decide se afastar dele, ainda que a atração esteja presente o tempo todo.


Por sua vez, Fitz não acha realmente isso de Summer. Ele não a conhece direito e a acha linda de morrer, quando falou que ela era superficial, só estava tentando desviar o assunto e não falar da garota que despertava uma atração que ele não sentia há muito tempo.

O livro então irá se desenvolver nesta tensão sexual não resolvida entre os dois e essa parte do livro é o resumão de todo clichê New Adult: dois jovens lindos e maravilhosos, inteligentes e muito capazes, se interessando um pelo outro e criando situações para que esta relação não dê certo.


Entretanto, o brilho deste enredo está no desenvolvimento dos personagens. Apesar de rica, linda e muito capaz, Summer tem algumas limitações de aprendizagem que acabam deixando-a desconfortável na hora de desenvolver de forma escrita seus trabalhos na faculdade. Fitz se dá muito bem no Hóquei, mas tem outras ambições na vida e uma delas é se tornar um gammer bem sucedido e usar seu talento para desenvolver jogos interessantes.

Alguns temas são inseridos na trama e chamam a atenção, tirando o romance do foco da leitura. Assédio sexual foi o que mais me interessou por ser tratado de forma crescente ao longo do enredo, em que sabemos que uma hora isso culminará em uma situação de crise. Outra questão foi o feminismo e a tentativa de despertar sororidade entre algumas alunas. Este último tema, no entanto, não foi tão bem aprofundado como deveria.


No geral, o livro é um romance com muitas cenas sensuais entre dois jovens universitários e que me deu a sensação de ser muito parecido com todos os outros livros da autora. A descrição física deles, suas motivações e suas interações com os outros personagens são iguais aos livros da série Amores Improváveis e eu já imagino que outros livros venham com as mesmas histórias. Sinto uma fórmula que deu certo empregada em todos os enredos que a autora publica e isso meio que não desperta curiosidade para o próximo volume.

Mas isso não é de todo negativo. Como disse, a escrita é muito fluida e isso nos faz entrar na história rapidamente, se envolver com os personagens e por conseguinte, torcer por cada um deles. Para uma leitura de entretenimento, o livro é uma delícia. Mas de fato, não existe representatividade, não existe ousadia no enredo e nem nada de novo que nos faça lembrar desta história com algum diferencial de todos os outros livros do gênero que estão espalhados pelo mundo.

É bom, mas é mais do mesmo.


Um pouco sobre a autora: Elle Kennedy é canadense e cresceu nos subúrbios de Toronto, Ontário, mas formou-se nos Estados Unidos. Elle escreve suspenses românticos e romances eróticos contemporâneos. Ela adora heroínas fortes e heróis sexys. No Brasil, alguns dos seus livros publicados, são:
- O Acordo
- O Erro
- O Jogo
- A Conquista
- The Chase

6 comentários:

  1. Tudo bem?
    Esse é um estilo de livro que eu não costumo ler com frequência, quem me conhece, sabe que não sou grande fã de romances, sempre preferindo outros estilos, tais como, fantasia, distopia, thrillers, suspenses e etc.. Mas as vezes é bom sair da zona de conforto e me aventurar em leituras não costumeiras e dito isso, fiquei bem surpresa com The Chase, pois eu realmente não esperava o que encontrei. Achei que seria apenas mais do mesmo e algo bobo, mas Elle Kennedy conseguiu prender minha atenção completamente e me rendi ao seu romance. Ainda mais que no livro a protagonista tem uma patologia e isso acho que foi um dos principais motivos de ter me chamado atenção e ter me agradado tanto, já que esses assuntos costumam me interessar por eu ser da área da saúde, apesar de no momento estar estudando uma nova área.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Olá.

    Em partes já esperamos realmente um livro clichê, sem muitas novidades. Provavelmente é apenas mais um livro leve para sair de uma ressaca literária, sem nenhuma inovação.
    O que me chama a atenção é a Summer ser tão rejeitada coitada, parece que coisas boas ela não fez.
    Pretendo futuramente ler esse livro e a série que antecede essa história.

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia autora e obra e, infelizmente, não me interessei pela narrativa. Não sou lá muito afeita a romances dramáticos. Gostei de saber que o livro não foca apenas em uma história de amor, mesmo assim, não consegui ficar curiosa para saber o que acontece com as personagens '-'

    ResponderExcluir
  4. Eu simplesmente amei Amores Improváveis li os 4 em uma semana, e reli depois. Gostei principalmente pela escrita como você disse, e por ela inserir dramas bem reais e comuns aos jovens, como drogas, alcoolismo, violência doméstica. Como você disse é uma fórmula que deu certo e ela embarcou, me lembrando muito a Christina Lauren com a série dos "Cretinos". Certeza que vou ler esse kkkk Mas me conta uma coisa!!!! além de Garret, os personagens da série anterior também aparecem?

    ResponderExcluir
  5. Este livro já não desperta minha curiosidade pela capa e lendo sua resenha percebo que não é uma história que eu leria no momento. Talvez no futuro se estivesse com muita vontade de ler só por ler para ver se o livro me agrada.

    Mas confesso que achei interessante o fato da mocinha ter algumas limitações de aprendizagem e gostaria de ver como a autora trabalharia isso. Também gostei de ela abordar a questão do assédio sexual, que é algo que os autores deveriam trabalhar de maneira séria mais vezes nos livros. Enfim... não lerei no momento, mas quem sabe no futuro.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Olá Ivi!!!

    Eu ainda tenho que ler os outros livros da série e ver o que acho da mesma, pois eu sou interessada em conhecer a escrita da autora e seus enredos apresentados.
    Eu gosto de ler quando as resenhas dizem que o livro não funcionou tão bem como muita gente diz, pois acaba que vejo que às vezes o livro não é tanto essa maravilha que me dizem e eu não fico com medo de me decepcionar.
    Adorei a resenha!!!

    lereliterari.blogspot.com

    ResponderExcluir