5.4.19

O Milagre (Emma Donoghue)

Ficha Técnica:
Nome Original: The Wonder
Autora: Emma Donoghue
Tradução: Vera Ribeiro
País de Origem: Estados Unidos
Número de Páginas: 300
Ano de Lançamento: 2018
ISBN: B07GZWQ9YF
Editora: Verus

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 20º livro lido em 2019 e foi O Milagre (Emma Donoghue). Em 2016 eu li o impressionante Quarto, que deu origem ao sensível filme Quarto de Jack e por ter sido uma experiência de leitura muito intensa, não pensei duas vezes em ler o novo livro da autora que chegou ao Brasil no fim do ano passado. Não sabia muito da sinopse e me joguei nesta leitura com as expectativas lá no alto.

O livro traz Lib, uma enfermeira inglesa contratada para no intervalo de 15 dias, ir até a Irlanda e vigiar uma garota de 11 anos que está há 4 meses sem se alimentar. A garota, Anna, está absolutamente normal apesar da falta de comida no corpo, como qualquer outra criança de sua idade e Lib automaticamente acredita que aquilo é uma fraude porque nenhum ser humano sobreviveria sem alimentação por tanto tempo. Porem a família de Lib, extremamente católica, acredita que se trata de um milagre e insiste que a criança está realmente sem comer nada. Acontece que com a chegada de Lib, a situação começa a mudar. Anna começa a definhar, os sintomas de desnutrição aparecem e a menina caminha para a morte por inanição porque realmente se recusa a comer e acredita que Deus tem um propósito naquilo.


O livro então irá se desenvolver em Lib tentar provar que não existe milagre nenhum acontecendo ali e então segredos tanto de Lib quanto de Anna e sua família são lentamente revelados. Ao redor disso, a situação chama a atenção de escritores e jornalistas que querem explorar aquilo e todos têm que lidar da melhor forma com a situação.

O início do livro é lento e descritivo. Não acontece nada que possa prender a atenção de um leitor mais sedento por cenas de ação ou reviravoltas, porém, quando a narrativa ganha força e você se apega aos personagens, a leitura acelera e é impossível largar a história.

A história que é ambientada em 1850 traz nas entrelinhas a antipatia que irlandeses e ingleses sentiam um pelo outro e vemos alguns sinais de preconceito inseridos na narrativa. Além disso, percebemos algumas características da escrita da autora nesta história que estão presentes no seu outro sucesso, ainda que esta história aqui se estruture e se desenvolva de outra maneira. A forma como ela nos ganha em uma linguagem sensível e fácil é muito envolvente e o jeito como nos afeiçoamos aos personagens é um caminho sem volta.

As páginas finais do livro são surpreendentes difíceis. As motivações de Anna são muito sérias e por termos nos ligado a ela em função de sua inocência e simplicidade, sofremos ao entendermos as suas razões. Ainda assim, com um nó na garganta, segui lendo até a última linha mergulhada em um enredo tenso, sério e muito bem escrito.


Eu estava com a expectativa bem alta com essa leitura e foi realmente superada. O livro é o que promete ser: Muito bom!!! Com uma história original que nos faz refletir sobre os limites da fé e da ciência, temos um enredo bem desenvolvido e personagens fortes que nos convencem de suas motivações.

Para quem gosta de drama, o livro é perfeito e original. Uma história forte, que não é para todo tipo de leitor, mas que sem dúvida satisfará o mais exigente deles.

Eu amei.


Um pouco sobre a autora: Emma Donoghue nasceu em Dublin, Irlanda, em 1969. É a mais nova de oito filhos. Seu pai, Denis Donoghue, é crítico literário acadêmico. Ela tem doutorado em Inglês pela Universidade de Cambridge e sua tese foi sobre a amizade entre homens e mulheres na ficção do século 18. Em 1998 ela se mudou para o Canadá e se tornou uma cidadã canadense em 2004. Atualmente ela se divide entre Londres e Ontário, com o companheiro e os dois filhos. Seus livros publicados no Brasil são:
  • Quarto
  • O Milagre

17 comentários:

  1. Oii, tudo bem?

    Geeente, que capa mais maravilhosa, estou apaixonada!! Fiquei meio angustiada com o fato de a menina começar a definhar e tudo o mais, não sei se conseguiria dar continuidade a leitura. Acho interessante o livro ser ambientado em 1850 e trazer toda a história da antipatia dos irlandeses pelos ingleses, mas não sei se a história é para mim.
    Vou colocar o livro na lista de desejados e decidir se dou uma chance.
    Obrigada por compartilhar!!

    Beijinhos!!

    ResponderExcluir
  2. Oioi!!!
    Além de linda essa capa, a história parece ser profunda e reflexiva. Adoro esse tipo de livro! Obrigada pela dica
    Um beijo
    EVENTUAL OBRA DE FICÇÃO

    ResponderExcluir
  3. Acredita que nunca tinha ligado a autora desse livro com a do Quarto?! Por isso adoro resenhas. Já tinha visto algumas coisas sobre O Milagre, mas não conhecia a fundo sua premissa, que gostei bastante, mas acho uma pena o inicio lento, isso normalmente me desanima bastante em uma leitura, então saber que que as reviravoltas e ação chegam é revigorante e apostando nas suas expectativas superadas eu quero ler.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Não fazia ideia do que se tratava este livro e agora quero saber quais são as motivações da garota. Realmente O Quatro é um livro bem pesado e me fez chorar. Só fiquei sabendo que é a mesma autora agora.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Maravilhosa♥
    Já tinha visto a capa desses livros nas redes sociais e por mais que achasse ela a coisa mais linda do mundo nunca parei para saber de fato o que era a história. Estou impressionada com esse enredo. Fiquei extremamente curiosa para saber mais sobre os personagens e esses segredos que eles tem. Com toda certeza é um livro que deve nos trazer uma lição maravilhosa no final. Amei sua resenha ♥

    ResponderExcluir
  6. Oi, Ivi.
    Me lembro de ter lido O Quarto assim que ele foi lançado e foi uma leitura excepcionalmente difícil para mim! Acho que acabei um pouco traumatizada e ficaria com receio de ler esse livro também... Estou num misto de medo e curiosidade!!
    Se eu achar um exemplar em promoção... Quem sabe?! Rs...
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  7. Oi, não sabia que o livro se passava em tempos mais remotos, mais um ponto que me faz ficar interessada nele. Li e amei Quarto, então estava bem curiosa para ler esse livro também, bom saber que gostou da leitura.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oi, Ivi, como está?
    Eu só assisti o filme de The Room, não tive a oportunidade de ler o livro, nem de conhecer o estilo da autora.
    O Milagre parece ser tão diferente de The Room :O Achei muito interessante o tema que ela decidiu abordar e fiquei curiosa para descobrir a motivação da Anna (minha xará, olha kkkk). Não é algo que você costuma encontrar em livros e isso me ganhou.
    ótima resenha
    Bjs
    http://ultimasfolhasdooutono.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Eu não sabia que esse livro tinha sido inspiração para o filme. Achei tão triste e envolvente. Tinha curiosidade com essa capa e agora que sei dessa notícia vou atrás dessa leitura, porque livro é sempre melhor que filme.
    Pelo visto vou me emocionar ainda mais com a escrita da autora.

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  10. Oi Ivi!
    Fiquei curiosa sobre a Emma e qual seria sua motivação em parar de comer, o que ela queria provar, deve ser um drama bem triste pois sentir fome é dolorido. Adorei a a capa, por ser ambientado nos anos 1850 produziu maior polêmica na época. Parabéns pela resenha ficou bem explicada e direta ao ponto, me deixou empolgada em ler, obrigado pela dica, bjs!

    ResponderExcluir
  11. Não gosto quando uma leitura demora a engrenar, mas que bom que isso acontece nesse livro. A premissa realmente me chamou a atenção e vou querer ler. Gostei muito da capa.
    beijos

    ResponderExcluir
  12. Não conhecia essa obra, mas fiquei bem interessado, mesmo com os pontos negativos mencionados, fiquei curioso para saber da trama na sua íntegra. Anotada a dica.

    ResponderExcluir
  13. Oiii,

    Acho a capa deste livro maravilhosa. Já tinha visto algumas resenhas sobre a obra, e mesmo tendo algum interesse pelo lado histórico que a trama traz, me senti muito agoniada pela situação da criança, então dessa vez eu passo a dica.

    Beijinhos!!
    Paraíso Literário.

    ResponderExcluir
  14. Olá Ivi, eu tenho bastante curiosidade de ler o outro livros dessa autora *-* Pelos seus comentários esse parece estar com um enredo bem bacana e bons mistérios, sem duvida vou coloca-lo na minha listinha de desejados também <3

    ResponderExcluir
  15. Olá Ivi, tudo bom?
    Já tinha visto essa capa por aí, mas nunca tinha parado para conhecer a premissa! Fiquei muito curiosa em relação a construção deste enredo e claro, para saber como se dará o desfecho dessa história. Adorei saber que o enredo aborda os limites da fé e da ciência, em meio a uma sociedade tão pronta para explorar o caso através da mídia. Dica anotada!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Olá Ivi!!!
    Eu vi o sucesso que foi "O Guarto de Jack" e o quanto muitas pessoas gostaram do livro, mas acabei não arriscando por ter algumas cenas mais pesadas.
    Eu não sabia desse mais novo trabalho da autora e apesar da história ser interessante não faria meu gênero.
    Mesmo assim que bom que este novo trabalho da autora atendeu suas expectativas e até superou as mesmas.

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Olá, tudo bem Ivi?

    Essa edição é linda e o livro é muito bom, super envolvente e de rápida leitura. Fico contente que a autora superou as suas expectativas e parabéns pela resenha.
    Abraço!

    ResponderExcluir