17.10.18

As Elizas (Sarah Sheppard)

Ficha Técnica:
Nome Original: The Elizas
Autora: Sarah Sheppard
Tradução: 
País de Origem: Estados Unidos
Número de Páginas: 380
Ano de Lançamento: 2018
ISBN-13: 9788595082977
Editora: HarperCollins

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 57º livro lido em 2018 e foi As Elizas (Sarah Sheppard). Este livro chegou para mim através da parceria com a HarperCollins e o nome da autora na capa me deixou bem instigada pois é a mesma autora da série Pretty Little Lies que eu não li e nem vi na TV, porém reconheço a fama que tem. A sinopse me ganhou e me deixou muito curiosa, por isso parti para a leitura sem medo de ser feliz.

O livro nos traz Eliza Fontaine, uma mulher que é encontrada quase morta dentro da piscina de um hotel e após a levarem para o hospital e avisarem sua família, descobre-se que Eliza já fez isso antes, deliberadamente, ou seja, já tentou contra a própria vida. Porém, quando ela acorda, alega que desta vez foi diferente, que alguém a empurrou e que queria matá-la. Só que aparentemente Eliza não tem inimigos, vive uma fase positiva da sua vida pois está prestes a lançar seu primeiro livro, As Dots, e acredita que sua vida nada mais tem a ver com o período sombrio em que tentou suicídio.


Ninguém acredita muito em Eliza em função do seu passado, mas ela disposta a provar que está bem, começa a investigar por conta própria o que aconteceu na noite em que foi empurrada para dentro da piscina. A questão é que essa violência tem alguma ligação com a narrativa que ela criou para o livro que escreveu e embora sejam situações e personagens bem diferentes, a ligação é certa.

No enredo temos a problemática de Eliza e partes do livro que ela escreveu, trata-se de uma história sobre um relacionamento e é através da história que Eliza criou que conhecemos os mistérios de sua mente e os motivos que no passado ela poder ter tido para desejar morrer.

A família de Eliza é um grande mistério porque eles se posicionam contra o lançamento do livro e Eliza não entende, uma vez que ela está bem feliz com o reconhecimento de seu trabalho e nós leitores também não entendemos porque eles não querem que ela conte essa história.


O livro é insano!!! Conforme as revelações se apresentam, uma angústia grande se forma quando entendemos os perigos pelos quais a protagonista está passando e quando entendemos que a história que Eliza escreveu é mais biográfica do que imaginaríamos, tudo começa a fazer sentido.

A escrita da autora é ágil, ela não subestima o leitor e esconde o máximo de informações possíveis para que o segredo não seja revelado imediatamente. Em vários momentos da leitura me senti confusa, quase como o mesmo estado mental em que a Eliza se encontra dentro do enredo e quando tudo começa a fazer sentido, me senti enganada e manipulada, ainda que todas as informações estivessem ali na minha cara.

Embora a autora seja famosa, este foi o meu primeiro contato com seu trabalho e foi muito positivo porque o livro me envolveu e eu só o larguei depois de concluir a leitura. As situações são descritas de forma sensata e as cenas de ação são bem eletrizantes, porém, o trunfo do livro é a revelação do segredo que eu achei bem consistente e original.


Para quem gosta de triller psicológico, o livro é completo. Temos uma protagonista confusa com sua vida e desconfiando de todas as pessoas ao seu redor, mas, ainda assim, sabemos no que acreditar e quando devemos desconfiar. Para quem não é muito próximo a este gênero, acredito que este livro seja uma excelente porta de entrada porque consegue nos manter na curiosidade até as revelações serem feitas.

Eu gostei bastante!


Um pouco sobre a autora: Sarah Shepard graduou-se em Downingtown West High School em Downingtown, Pensilvânia em 1995, e teve seu diploma de graduação pela New York University. Mais tarde, recebeu uma assistência macrofinanceira do Brooklyn College. Recentemente, ela mudou-se para Tucson, Arizona de volta para Philadelphia's Main Line com seu marido e cães. No Brasil, alguns dos seus livros publicados são: 

As Perfeccionistas
As Elizas
Caça Ao Tesouro
O Segredos de Ali
Perversas – Pretty Little Liars
Inacreditáveis – Pretty Little Liars
Perfeitas – Pretty Little Liars
O Jogo da Mentira
Impiedosas – Pretty Little Liars
Implacáveis – Pretty Little Liars
Traiçoeiras – Pretty Little Liars
Venenosas – Pretty Little Liars
Eu Nunca…
Arrasadoras – Pretty Little Liars
Juro Pela Minha Vida
Cruéis – Pretty Little Liars
Devastadoras – Pretty Little Liars
Destruidoras – Pretty Little Liars
Duas Verdades e Uma Mentira
Sete Minutos No Paraíso

5 comentários:

  1. Oi Ivi, esse thriller é um dos mais intensos que já li.. Me senti na pele da Eliza em alguns momentos da história.. E a familia dela, caraaaa são realmente bem misteriosa!!! Bom saber que mais gente gostou dele

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Eu gosto bastante da escrita da autora, mas nesse sem dúvidas se mostra mais madura pela temática. Ainda não tive oportunidade de ler mas quero muito saber como as memórias serão trabalhadas ao longo dos capítulos.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  3. Oi, Ivi.
    Ainda não conhecia esse livro, mas fiquei aguada agora, depois de ler a sua resenha.
    Adoro esse tipo de livro e quando mais insano, melhor!! Rs...
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  4. Oi, Ivi!
    Só vejo comentários super positivos sobre esse livro da Sarah (eu droppei PLL [livro e série], mas adoro o estilo de escrita dela e a forma como o encadeamento dos segredos e a resolução dos mistérios é sempre surpreendente). Acho o uso do plural no título genial - e abre um monte de possibilidades pro leitor formar hipóteses e tal né?
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Ola Ivi, tudo bem?
    Menina deixa eu te falar, eu sou completamente apaixonada por PLL e quando vi esse livro fiquei alucinada para ler, mas ainda não tive a oportunidade. É tão bom quando conhecemos um escritor e a sua escrita surpreende como aconteceu contigo. A minha amiga que leu esse livro pro blog o descreveu como insano, assim como vc e acredito que seja essa a principal caracterista da autora afinal.

    beijos

    ResponderExcluir