30.7.18

Juntos Para Sempre (W. Bruce Cameron)

Ficha Técnica:
Nome Original: A Dog's Journey
Autor: W. Bruce Cameron
Tradução: Carolina Caires Coelho
País de Origem: Estados Unidos
Número de Páginas: 320
Ano de Lançamento: 2018
ISBN-13: 9788595083264 
Editora: HarperCollins

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 48º livro lido em 2018 e foi Juntos Para Sempre (W. Bruce Cameron). Este livro chegou para mim através da parceria com a HarperCollins e assim que ele saiu do envelope, eu já estava completamente apaixonada por esta capa e preciso deixar claro que não sou uma pessoa que tem animal de estimação ou que adora cachorros.

O livro é a continuação do grande sucesso Quatro Vidas de um Cachorro que eu não li, mas assisti ao filme apesar de toda a polêmica que envolveu a produção. Mesmo não tendo lido o livro, consegui me ambientar dentro do enredo deste segundo volume.


O livro traz um cachorro que tem total consciência do que acontece ao seu redor. O livro começa com ele como Bigão, o cachorro da fazenda onde Hannah vive e quando nossa história se inicia, ela está hospedando Glória, que é a mãe de sua netinha Clarity. Gloria não gosta de Bigão e ao longo da narrativa percebemos que na verdade ela não gosta de ninguém. Porém, a pequena Clarity já conquista o cachorro com sua inocência e ele tem a oportunidade de salvá-la de alguns contratempos que uma fazenda pode oferecer quando temos uma criança pequena aos cuidados de uma mãe relapsa. Clarity e sua mãe deixam a fazenda, mas na próxima vida de Bigão, agora uma fêmea chamada Molly, ele reencontra Clarity, já adolescente.

O livro se desenvolve na jornada desta alma canina ao lado de sua dona que se tornou uma moça carinhosa, porém com sérios problemas emocionais. Gloria segue sendo uma mãe irresponsável sem se interessar pelos problemas da filha e mesmo que Clarity tenha um melhor amigo maravilhoso, o Trent, ela acaba muitas vezes se afundando na falta de amor próprio e em toda a negatividade que isso pode causar.

O livro é narrado sob o ponto de vista do cachorro, que em alguns momentos é macho e em outros fêmea, dependendo da vida que ele está vivendo, mas sempre ligado a Clarity e acompanhamos a vida dela, em seus altos e baixos. Esse ponto de vista inocente e muito sensível nos provoca risadas e algumas vezes sufoca a nossa garganta em um choro represado. A forma como ele (a) nos consta sua vida com Clarity é cheio de momentos complexos e isso nos deixa preocupados o tempo todo com ela e com as situações ao seu redor. 


Eu sabia que ia gostar do livro por causa da minha experiência muito positiva com o filme adaptado do primeiro volume, mas não imaginava que pudesse me emocionar tão fortemente com este enredo. A visão que o (a) cachorro (a) tem de sua dona é muito honesta mesmo sendo imbuída de muito sentimento e sabemos que talvez no mundo ninguém se importe mais com Clarity do que seu (a) animal de estimação.

A conclusão do livro é muito bonita e emocionante e sim, algumas lágrimas rolaram pelo meu rosto nos parágrafos finais, porém, me sinto na obrigação de deixar claro que não se trata de um final triste que envolva morte, separação e saudade como estamos acostumados a ler em livros que envolvem protagonistas de quatro patas. É um final sensível, mas feliz, bonito e muito bem desenvolvido.

Para quem tem um animal de estimação, a leitura é obrigatória porque com certeza vai se identificar em muitas situações descritas. Mas acredito que, sobretudo, pessoas que não tem este laço afetivo com nenhum bichinho, encontrarão muita satisfação nesta leitura porque o livro é bem escrito, com uma argumentação muito relevante e a descrição de uma amizade muito sincera.


Como disse no inicio da resenha, eu faço parte do grupo que não tem nada parecido na vida e nem pretendo ter, mas confesso que em muitos momentos da leitura, imaginei tê-lo e foi esta leitura que despertou isso.

Entretanto, se você não leu o primeiro livro ou assistiu ao filme, recomendo que o faça antes de ler este. Em alguns momentos da narrativa o (a) cachorro (a) faz menção de personagens do primeiro livro e são menções pertinentes que podem deixar buracos na sua experiência de leitura caso você não conheça a integralidade desta história.

Eu adorei o livro, amei a voz narrativa e torci intensamente para que Clarity se encontrasse e fosse feliz. É um livro que diverte, emociona e que nos desperta sensações muito profundas.

Eu amei!


Um pouco sobre o autor: W. Bruce Cameron nasceu em 1960 no Michigan, Estados Unidos da América. É autor de vários bestsellers, entre eles uma série que foi adaptada para TV com muito sucesso em países que falam inglês. Ele vive na Califórnia com a sua mulher Cathryn. Seus livros publicados no Brasil são:
  • Quatro Vidas de Um Cachorro
  • Juntos Para Sempre

16 comentários:

  1. Eu não irei conseguir ler esse livro porque o cachorro morre, fico muito mal. Não li Marley e eu, nem assisti o filme e não farei isso. Fico muito sensibilizado quando tem animais que morrem nas histórias. rsrss

    Gustavo
    http://www.leituraenigmatica.com

    ResponderExcluir
  2. A história é de arrepiar, eu acho. Pelo falto da alma dele vir como macho ou fêmea, como pode né?
    Mas assim eu não quero ler esse livro porque eu sei que a história é triste e fico muito ressentida com certos acontecimentos..

    ResponderExcluir
  3. Ahhh que livro mais emocionante!
    Eu tenho dogs e tenho certeza que iria me emocionar mto com essa leitura!
    Ainda nao assistir ao filmes, mas pelo trailer eu ja tinha gostado mto, apesar de como foi produzido.
    As capas são lindas e espero que toquem o coração das pessoas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Eu acabei não lendo o primeiro livro nem vendo o filme justamente por conta de toda essa polêmica, mas essa é a segunda resenha que leio a respeito dessa obra e sinceramente, me sinto na obrigação de ler também, quem é que não se emociona com uma história narrada do ponto de vista de um doguinho?

    ResponderExcluir
  5. Oi Ivi! eu também via a adaptação do primeiro filme e gostei muito! Estou esperando os dois livros chegarem pra eu poder ler e resenhar também! Que bom que você se emocionou com a história. Estes enredos com bicho sempre me fazem chorar, porque sou apaixonada por animais e porque os autores acabam mesmo com nosso coração.. Espero gostar tanto quanto você!

    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com

    ResponderExcluir
  6. Oi, Ivi.
    Também recebi esse livro juntamente com o primeiro, mas não pretendo ler. Ainda que as pessoas venham falando bem da história, eu tenho medo de cachorro e tenho certeza que não vou me sentir bem nem de ficar olhando para essa capa!!!
    Decidi doar meus livros para quem sei que vai fazer melhor uso deles!! Rs...
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  7. Oiiii,

    Eu não li o primeiro livro e nem vi o filme, inclusive corrí deles pelo mesmo motivo que corro de Marley e Eu, porque eu simplesmente não tenho estrutura para este tipo de história kkkkk Mas parece ser uma leitura bem agradável, e achei bem interessante a história ser narrada pelo cachorro. Para quem gosta deste tipo de leitura deve ser realmente uma ótima dica.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  8. Oie, tudo bom?
    Adorei a resenha! Não vi o filme na época por conta da judiação que fizeram com o animal, mas sempre quis ler. Amei essa capa, com certeza daria uma chance!

    ResponderExcluir
  9. Olá
    Eu nunca leio nem assisto filmes de animais pois eles morrem e eu fico péssima. Mas deve ser um amor o livro sendo narrado por um cachorro. Queria ter coragem de ler.
    Beijuh

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Não consigo ler esse tipo de livro. A ideia de ter um bichinho sofrendo, com saudades ou separado do dono já me deixa de coração partido.
    A premissa é linda mas não seria uma leitura que faria.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  11. Olá, gostei de conferir suas considerações sobre esse livro. Ele parece mostrar de forma bem tocante essa relação entre humano e animal de estimação. Certamente o lerei quando puder.

    ResponderExcluir
  12. Não sabia que o primeiro livro tinha continuação, legal saber. Ainda não li nada do autor, mas ele já está na minha lista de futuras leituras, justamente com o primeiro volume dessa obra. Adorei conhecer mais o enredo, fiquei encantada e só pelo que você contou dá sim pra perceber que o enredo é profundo e emocionante. Bexus @prefirolercomcalma

    ResponderExcluir
  13. Oi Ivi,
    Eu me emocionei demais com esse livro também. Fiquei perdidamente apaixonada por ele e pelos personagens. Fiz a leitura ser ter lido ou assistido à adaptação do primeiro livro, mas entendo o que você fala sobre as referências.
    Achei o livro único e fiquei muito contente por você ter gostado tanto assim dele também.
    Vou tentar ler o primeiro livro.
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
  14. Olá Ivi, tudo bom?
    Acabei não pegando esse livro de parceria justamente por não ter lido o primeiro e nem pretender fazê-lo. Após Marley e eu, eu evito ao máximo histórias de cachorro! rs Mas curti muito saber o quanto você gostou e o quanto a história te tocou, mesmo sem você ter um animal de estimação. Quem sabe eu não acabe dando uma chance ao primeiro livro e a este? ♥ rs
    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Oi Ivi... tudo bem?
    Menina, eu sou parte do grupo que sao loucos por animais. Pra voce ter ideia, tenho 7 cachorros e 2 gatos. haha
    Mas, contradizendo a todos, esse livro e um que nem em sonhos posso ler. Choro... choro horrores.

    amei a sua resenha.

    beijos

    ResponderExcluir
  16. Oi,
    Nossa, eu nao sabia que tinha uma continuação deste livro é filme que amo, afinal sou apaixonado por animais. Amei ler tua resenha sobre estes e ja vi que sera mais um que terei em minha estante. Obrigado pela dica

    ResponderExcluir