20.6.18

True Love and Other Disasters (Rachel Gibson)

Ficha Técnica
Autora: Rachel Gibson
País de Origem: Estados Unidos
Número de Páginas: 345
Ano de Lançamento: 2009
ISBN-13: 9780061579066
Editora: Kindle
Skoob | Goodreads | Compre AMAZON

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 26º livro lido em 2018 e foi True Love and Other Disasters (Rachel Gibson). No mês passado li o quinto volume da série Chinooks Hockey Team, Problemas À Vista e me dei conta que não tinha lido o quarto volume e para corrigir esse lapso literário, me joguei nesta leitura.

O livro começa com o falecimento do dono do time de Hóquei profissional Chinooks. Virgil Duffy morreu aos 80 anos deixando uma herança generosa para o único filho Landon e o time de Hóquei para sua jovem e linda esposa Faith, o que deixou Landon irritadíssimo. Uma das primeiras coisas que ele tenta fazer após a leitura do testamento do pai é comprar o time de Faith, e ela quase o vende, uma vez que mesmo estando casada com Virgil por 5 anos, nunca conseguiu gostar de Hóquei. Porém, Landon foi extremamente desagradável durante os trâmites da venda e Faith acabou desistindo de vender e decidiu se empenhar para que o time conquistasse o campeonato mais importante da liga, a Copa Stanley.

O livro começa com todos os jogadores do time Chinooks muito preocupados com a nova dona do time porque é muito óbvio que ela só se casou com Virgil por dinheiro, sendo ela 50 anos mais nova que o marido.Como se isso não bastasse para alimentar o preconceito de todos aqueles homens, Faith era dançarina de strip tease e posou nua para a revista Playboy antes de se casar com Virgil. Mas ela tenta passar por cima de tudo isso, seguir com sua nova função e se inteirar de todas as atividades que o time executa.

Paralelo a isso temos Ty, o novo capitão do time que veio do Canadá, um jogador que além de muito bonito, é também responsável e talentoso, talvez o melhor investimento dos Chinooks. Quando Faith assume a liderança do time, Ty tem acesso à revista em que ela posou nua e desde este dia, não consegue tirá-la da cabeça.

O envolvimento dos dois é óbvio, mas como ela acabou de ficar viúva, seria inapropriado um novo envolvimento em sua vida, ainda mais com o capitão da equipe que o marido falecido era dono. Sendo assim, eles tentam a todo custo esconder essa relação, o que culmina em um conflito tenso durante a narrativa.

Até a metade do livro, eu estava achando tudo mais do mesmo, aquela fórmula leve e um pouco apimentada que a autora usa em seus romances, entretanto da metade para frente, o livro ganhou um ritmo ótimo. A relação entre Ty e Faith é a princípio casual. Ty acredita que ela só quer sexo, pois esteve casada com um homem que não podia lhe satisfazer e se manteve fiel dentro do casamento, entende que ela só quer recuperar o tempo perdido. Faith acredita que Ty a enxerga apenas como a mulher vulgar que ela foi um dia, que tirava a roupa por dinheiro e nunca se valorizava.

Costumo dizer que uma dose de Rachel Gibson por ano é suficiente. Ela escreve romances modernos, com protagonista na faixa dos trinta anos, sempre em um momento de superação de suas vidas. De outras vezes que tentei ler mais livros dela em um intervalo curto de tempo, acabei me entediando com este formato. Mas desta vez isso não aconteceu porque embora as características sejam semelhantes, encontrei também uma personagem com carisma peculiar e que nos mostra a ingenuidade que uma dançarina da noite também pode ter. Faith é uma protagonista que desperta nosso carinho logo nos primeiros parágrafos e torcemos para que ela consiga se sentir segura ao longo da história.

Ty nos ganha em primeiro lugar na beleza. É o clichê do homem sarado, forte, incansável e amante habilidoso, mas nos conquista também pela vulnerabilidade. Em sua vida profissional, deixou um time que defendeu durante muito tempo para realizar seu sonho na equipe Chinooks e por causa disso, é odiado por sua ex torcida. Ele se depara com uma mulher maravilhosa, rica e dona de seu passe, por quem cai de amores. E esse lado frágil dele faz com que a gente se apaixone sem reservas.

Enfim, tudo no livro funciona: o romance, o desenvolvimento dos personagens, a evolução do conflito e como eles conseguem resolver isso no final. Os personagens secundários, alguns conhecidos dos outros livros da série, se mantêm sempre em segundo plano apenas dando movimentação para os personagens principais, mas preciso destacar a mãe de Faith e o pai de Ty que me arrancaram risadas escandalosas com diálogos ótimos e cheios de humor.

Recomendo o livro para quem gosta de Chick Lit. O livro tem sensualidade com cenas quentes e bem descritivas, mas não cansativas. O casal tem química e a autora explora isso com perfeição. Além do amor, temos cenas engraçadas que nos fazem rir e querer compartilhar a leitura com o mundo. Sem dúvida, Rachel Gibson é uma autora querida para mim e eu indico a leitura dos seus livros para quem gosta de romance com as caraterísticas descritas aqui.

Adorei.


Um pouco sobre a autora: Rachel Gibson nasceu em Nova York. Escreve desde os 16 anos e já ganhou vários prêmios importantes por suas obras. No Brasil, temos os seguintes títulos publicados:

 – Sem Clima Para o Amor (Amigas Escritoras #2)
 – Sempre ao Seu Lado (Amigas Escritoras #3)
 – Simplesmente Irresistível (Chinooks Hockey Team, #1)
 – Problemas à Vista (Chinooks Hockey Team, #5)
 – Loucamente Sua
 – Daisy Está na Cidade (Lovett Texas #1)
 – Maluca Por Você (Lovett Texas #2)
 – Salve-me (Military Men #1)
 – Correndo Para Você (Military Men #2)

12 comentários:

  1. As séries da autora são lançadas sem nenhuma preocupação com ordem, né? Fico louca com isso. :( Eu adoro a escrita da Rachel, mas só vou conseguir ler esse livro quando lançarem por aqui, porque inglês nem pensar pra mim. hahaha
    Eu já acho que várias dose dos livros dela por ano é melhor ainda, adoro esse tipo de historia, e todos os livros que eu li dela são muito gostosinhos de acompanhar.
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Nunca li nada da autora nem sabia qual gênero era o dela, confesso que fiquei bem curiosa com o enredo deste livro e se um dia tiver a oportunidade irei lê - lo com certeza.
    Adorei a resenha
    Beijuh

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem?

    Já vi esse livro várias vezes, mas nunca senti vontade de ler. Já vi o nome da autora mutas vezes, mas nunca procurei saber mais sobre ela e sobre o que ela escrevia. Agora, depois que li sua resenha, parece que vale a pena a leitura dos livros. Vou anotar o nome do livro e tentar ler quando tiver a chance.

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem?
    Acredita que eu nunca li nada da autora? É que os romances dela parecem ser iguais a vários outros do gênero, aí confesso que tenho uma certa preguiça. Porém, lendo sua resenha fiquei curiosa por esse livro por causa da personalidade dos protagonistas, que parecem ser mesmo carismáticos, especialmente a mocinha.
    Só não tenho certeza se leria por ser uma série e este já ser o quarto volume. Parece que os livros são independentes, mas eu gosto de ler na ordem cronológica. Talvez um dia eu leia o primeiro para ver se vale a pena ler tantos livros, mas não será uma prioridade por enquanto.
    De qualquer forma, adorei sua resenha e fico feliz que o livro tenha te surpreendido positivamente.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Concordo contigo, acho que uma dose de Rachel por ano é suficiente, mas ela tem lançado tantos livros que parecem incriveis que é quase impossivel resistir hahaha eu amo essa autora, ela sempre constrói histórias muito engraçadas e pra mim isso é o melhor de tudo.

    ResponderExcluir
  6. Olá, amei conferir suas considerações sobre esse livro, meu primeiro contato com a autora não foi dos melhores mas fiquei curiosa para ler essa história por ter simpatizado com o perfil dos protagonistas.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Olá,

    O que gosto nos livros da autora é que mesmo fazendo parte de uma série, da para ler independente, o que é ótimo para quem assim como eu está fugindo de novas séries. Ainda não tinha ouvido falar nesse livro — ele foi publicado aqui no Brasil? —, contudo gostei muito da premissa.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Ivi

    Tenho que falar que achei essa capa horrorosa, mas tudo bem... hahahaha
    Sobre o enredo, eu até que curti. Nunca li nada da autora e achei interessante essa coisa dela ser viúva do dono do time e de ter um passado que é um tabu para muitos. É um enredo bem de comédia romântica mesmo, daria um bom filme na Netflix! :D

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Sempre fico perdida nas séries da Rachel, porém o que me conforta é que as leituras podem ser realizadas de forma independente. A trama leve, personagens cativantes e sempre repleto de bom humor fazem da leitura um bom entretenimento.
    Espero que esse volume venha em breve para cá.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bom?

    Eu nunca li nada da Rachel, confesso. Infelizmente, estou tentando ler menos livros de romance, principalmente os eróticos. Passei um bom tempo lendo somente esse gênero e acabei enjoando. Entretanto, colocarei o nome da autora da minha lista e, quando eu quiser ler algo assim novamente, já sei por onde começar. Além disso, eu adoro personagens que tem química, mas que também são independentes, sabe? Mesmo não sendo perfeitos (já que ninguém é na vida real!).

    Enfim, adorei a postagem e agradeço a indicação :)
    Abraços.

    ResponderExcluir
  11. Oiee Ivi ^^
    Aaaah o blog está de carinha nova! Que lindoo!
    Eu gosto bastante de chick-lits, mas sabe que de todos os que eu já li, os que mais gostei foram os nacionais? haha' Cheguei a ler dois livros da Rachel e não curti muito, não sei se foi a escrita dela que não me envolveu ou se os personagens. Mas sei que desisti de tentar ler outras obras dela por medo de não gostar :/
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  12. Gosto de séries onde os livros podem ser lidos de maneira independente, torna tudo mais leve de se acompanhar. Sobre a escrita desta autora, já tentei ler um livro dela mas não consegui me identificar. Chick list é um generogque gosto muito, mas acho que esse nao conseguiria acompanhar

    ResponderExcluir