8.6.18

Procurando Gobi (Dion Leonard)


Ficha Técnica:
Nome Original: Finding Gobi
Autor: Dion Leonard
Tradução: Elenice Barbosa de Araújo
País de Origem: Inglaterra
Número de Páginas: 256
Ano de Lançamento: 2018
ISBN-13: 9788595083363
Editora: HarperCollins Brasil
SKOOB | GOODREADS | Compre na Amazon

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 36º livro lido em 2018 e foi Procurando Gobi (Dion Leonard). Este livro chegou para mim através da parceria com a HarperCollins e embora eu não soubesse nada do livro, comecei a ler quase que imediatamente.


O livro nos traz o ultramaratonista Dion Leonard nos contando sua história de vida e como tudo mudou ao seu redor quando ele conheceu uma cadelinha sem raça definida em um deserto na China enquanto estava participando de uma maratona importante e dificílima.

A narrativa nos traz uma divertida e peculiar história pessoal sobre a cumplicidade e o carinho entre um humano e um animal e de como Dion mobiliza um verdadeiro exército para encontrar sua amiguinha canina.

Mas antes mesmo de conhecermos Gobi, o autor se apresenta através de um relato sincero sobre si mesmo e sobre como se tornou um maratonista de sucesso. Dion é extremamente sincero ao abrir seu coração e emociona com relatos de como perdeu seu pai e de como o relacionamento com sua mãe foi complicado na adolescência e juventude. Da mesma forma sincera, ele apresenta sua esposa, seus amigos próximos e já nas primeiras páginas, mesmo desconhecendo toda a história do atleta, percebi em alguns detalhes o quanto Dion é uma pessoa competitiva.

O atleta se apresenta sem esconder seus defeitos (quase peguei um pouco de implicância com ele), até relatar o momento em que ele encontra a cachorra durante uma maratona no deserto de Gobi na China e a batiza com este nome, sendo possível perceber como seu coração é amolecido em função do relacionamento com o pequeno e carismático animal.

O ponto alto do livro é quando Dion e Gobi se perdem um do outro e ele usa de todos os meios para poder encontrá-la outra vez.

A narrativa do autor é fluida e simples. Existe um ritmo interessante pelo fato dele revezar bem os flashbacks do passado com o tempo presente, nos dando um panorama completo de sua vida. Ele também dispensa um bom número de parágrafos para detalhar o preparo de um atleta para o tipo de maratona que ele enfrentava. Interessante também a forma com que ele descreve o fato da cachorrinha se adaptar aos distintos ambientes que ele estava e do quanto lhe era fiel independente da circunstância.

Foi uma leitura ótima para mim porque eu conheço pouco sobre esta intimidade que as pessoas usufruem com seus animais de estimação. Eu nunca tive um e confesso que nunca quis ter, mas admiro muito o cuidado e a responsabilidade que as pessoas podem ter ao amar e cuidar de seus amigos de quatro patas.

Recomendo a leitura para quem gosta de não-ficção com direto a aventura e um toque bom de crescimento pessoal. Recomendo também para quem tem esse amor lindo pelos animais pois a história é real e reafirma esse sentimento forte de amizade.

Eu gostei muito.

Um pouco sobre o autor: Dion Leonard é um australiano de 41 anos que vive em Edimburgo, na Escócia, com sua esposa Lucja. Dion não apenas completou, mas competiu em algumas das mais difíceis maratonas do mundo, em todas as paisagens mais inóspitas do planeta. Isso inclui correr pelo deserto brutal do Saara marroquino duas vezes nos 250 quilômetros de Marathon Des Sables e também duas vezes no deserto de Kalahari, na África do Sul, também 250 km. A mais recente corrida de 250 km de Dion pelo Deserto de Gobi na China acabou sendo uma corrida completamente diferente, onde ele se apaixonou por uma cachorrinha que o seguiu durante a semana e que mudaria suas vidas para sempre. Procurando Gobi é o seu único livro publicado no Brasil.

12 comentários:

  1. Oi Ivi! Não gosto muito de biografias, mas achei essa cadelinha tão fofa! E também sou meio medrosa pra ler histórias com bichos, sou chorona demais, sempre tenho aquele medo de acontecer algo muito ruim e eu me acabar no choro. Adorei como ele encontra ela no meio do deserto, e como se dispõe a amar e proteger este animalzinho. Amei a dica!


    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Ivi, tudo bem? Confesso que não sou muito de ler livros com animais, mas esse parece tão fofo, com uma boa história de vida e amizade que fico um tanto curiosa. Que bom que vc curtiu a leitura e que a aventura narrada vale a pena ser conferida.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Oi Ivi!
    Eu não conhecia o livro e não me interessei pela história. Normalmente, já não sou muito fã de biografias e essa definitivamente não é uma que fiquei curiosa para ler. Portanto, passo dessa vez a dica.
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Que bacana acompanhar a sua resenha, principalmente porque voce nao tem nenhum bichinho de estimação, imaginei que o seu olhar fosse ser um pouquinho menos sensivel mas aconteceu exatamente o contrário. Essa será uma das minhas próximas leituras e tô super animada.

    ResponderExcluir
  5. Ahhh quero muito ler esse livro! Mesmo sendo uma história real (o que não me agrada muito) o enredo super me interessou. Amo livros com cachorrinhos <3
    Beijos
    https://porvarioslugares.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Ola!
    Adorei a premissa do livro, que é baseada em fatos reais, é essa relação de ser humano e animal é fantástica. Já sei que o livro é bem emocionante, adoro livros assim. Irei anotar a dica.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Olá Ivi,
    Nossas impressões foram bastante parecidas, mas, ao contrário de você, eu acabei por me irritar um pouco com o Dion. Achei muito legal, no entanto, ele ter se mostrado de uma forma nua e crua.
    Adorei sua resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Eu não gosto de livros de não ficção, mas essa história me encantou e preciso muito ler! Que coisa mais linda e fofa!! ♥♥
    beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi Ivi,

    Eu sempre me emociono com livros que trazem histórias de amor dessa forma, com os animaizinhos. Eu fico muuuuuuito envolvida e emocionada. Eu havia visto o lançamento, mas não tinha ido atrás, agora fiquei com muita vontade de ler! Hehe.

    beijos :D

    ResponderExcluir
  10. Oiii tudo bem??

    Tenho muito receio com livro de bicho, choro horrores, mas esse me pareceu bem fofo e fiquei com vontade de ler.
    Parece ser uma história além do sofrimento, e isso me deixou mais cativada.
    Espero poder ler.
    Adorei a resenha.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Eu tenho visto muitas pessoas elogiando esse livro, mas, apesar de amar histórias envolvendo cachorros (e sempre chorar com elas), eu não ando muito no clima para não-ficção. Na verdade, biografias dificilmente entram nas minhas leituras, eu tenho que ser muito fã da pessoa ou ter algo na história dela que realmente me inspire.
    Infelizmente, apesar do crescimento pessoal do autor, a história dele não despertou minha curiosidade. No entanto, achei bem legal ele falar sobre si mesmo de uma maneira tão honesta, sem tentar esconder seus defeitos.
    Adorei sua resenha e acredito que, para quem gosta de ler biografias, é uma ótima indicação de leitura.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Oi Ivi,
    eu sou apaixonada por animais, inclusive tive alguns que mesmo após a partida seguem fazendo parte da minha vida. No entanto, decidi não tê-los mais, vivo sofrendo quando eles adoecem ou morrem. Quanto aos livros com esta abordagem, nunca me chamaram muito a atenção, nem sei bem porque já que como eu disse, tenho um carinho especial pelos animais. Mas sinceramente nunca me interessei e nem curti as poucas experiências que tive com livros assim e por isso, mesmo após as inúmeras características positivas destacadas em sua resenha, não me vejo lendo.

    Abraços!
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir