27.6.18

Minha Metade Silenciosa (Andrew Smith)

Ficha Técnica:
Título Original: Stick
Autor: Andrew Smith
Tradução: Rodrigo Seabra
País de Origem: Estados Unidos
Editora: Gutenberg
Número de Páginas: 304
Ano de Publicação: 2013
ISBN-13: 9788582351246
SKOOB | GOODREADS | Compre AMAZON

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 31º livro lido em 2018 e foi Minha Metade Silenciosa (Andrew Smith). Lembro a primeira vez que ouvi falar deste livro em 2013 e assim que li a sinopse pensei: quero ler! Mas o tempo passou, outros livros chegaram e eu acabei esquecendo daquela premissa. Porém, mês passado vi este livro em uma tag no youtube, me lembrei da vontade que tive de ler quando ele foi lançado e tratei de iniciar antes que outros livros o tirassem do meu foco.

O livro nos traz o Palito, um garoto que está prestes a completar 14 anos e em função dele não ter a orelha esquerda nem o canal auditivo deste lado, se sente inferior ao restante da humanidade. Palito recebeu esse apelido porque apesar da pouca idade, tem 1,80 metro de altura e é muito magro. Mesmo sendo grandão, ele sofre com o bullying na escola que envolve agressões físicas e verbais. Além disso, Palito tem pais extremamente abusivos. Os castigos dentro de casa são muito severos e os pais não disfarçam a infelicidade de terem tido um filho deficiente. Mas como nem tudo está perdido, Palito tem um irmão mais velho, Bosten, que faz de tudo para que a vida de Palito seja menos complicada, embora as coisas também não sejam muito favoráveis para Bosten. Mesmo ele sendo “normal” aos olhos dos pais, ainda sofre com os castigos físicos que eles lhe impõem.

O enredo até a metade do livro nos apresenta os personagens e os desenvolve muito bem, ao ponto de sentirmos uma empatia forte com o par de irmãos. A partir da segunda metade, em função de algo muito sério e grave, o livro toma um rumo mais intenso e aventureiro e a partir disso, muitas cenas tensas e complicadas são somadas à narrativa de forma que a leitura de cada página tenha me deixado quase sem fôlego.

Sexualidade, bullying, drogas, problemas financeiros, sociais e algumas cenas engraçadas são alguns pontos-chaves presentes nesta história. O principal sentimento em todo o desenvolvimento da história é a amizade forte entre os irmãos e como eles se arriscam para que possam ser o apoio um do outro. Na primeira parte do livro, vemos Bosten fazendo de tudo por Palito, mas na segunda parte, é Palito que terá que vencer todos os seus medos para tentar salvar o irmão. Esse sentimento forte de compromisso entre os personagens foi o que mais me emocionou e me envolveu na leitura, embora todos os outros temas abordados tenham sido inseridos com muita seriedade e apropriação.

O livro é narrado em primeira pessoa sob a perspectiva do Palito, mas conseguimos ter uma visão bem interessante de todos os personagens que o cercam, principalmente dos pais. A violência e a negligência são tão comuns na vida de Palito e Bosten que eles acreditam que todas as famílias vivem daquela maneira e quando conseguem entender que aquilo que lhes acontece é a exceção e não a regra, um novo mundo se abre para os irmãos.

O livro conseguiu me prender e me cativar desde a primeira página. A forma como conhecemos o dia a dia dos dois adolescentes é descrita de forma tão fluida e crível, que era como se eu os conhecesse e pudesse torcer para que a situação mudasse de alguma forma. Os ambientes descritos também foram interessantes porque eu conseguia visualizar cada novo cenário que a trama me trazia e isso deu muita consistência para o texto.

Aquela sensação que tive em 2013 que este livro me agradaria se tornou um sentimento forte porque a leitura foi muito boa e em apenas dois dias, conclui esta história. Fiquei com o coração apertado ao imaginar que isso não é apenas uma narrativa e que infelizmente acontece em muitos lares espalhados pelo mundo. Lamento não ter dado a chance para esta leitura lá atrás, pois me deixou tão satisfeita que agora quero que todo mundo leia porque realmente a história é muito boa.

Para quem gosta de tramas adolescentes, aqui temos uma muito interessante, com uma dose a mais de assuntos sérios e pertinentes. Para quem não curte esse tipo de literatura, recomendo dar uma chance a este livro mesmo assim, porque uma história tão forte de amor entre irmãos merece ser lida.

Eu amei.


Um pouco sobre o autor: Andrew Smith é americano e muito popular entre a literatura jovem/adulto contemporânea. Premiado e na lista de mais vendidos, também faz sucesso na crítica. Mora na Califórnia e alguns dos seus livros publicados no Brasil são: 
  • A Lente de Marbury
  • Selva de Gafanhotos
  • Minha Metade Silenciosa

12 comentários:

  1. Oi

    Já faz um tempo que eu li este livro, mas posso dizer que eu lembro dele até hoje com muito carinho. Li o livro por uma indicação, e ele se tornou um dos meus favoritos. A narrativa, os personagens, a trama e tudo do livro me conquistou. Me apaixonei pelo protagonista e me emocionei muito com a relação dele com o irmão.

    ResponderExcluir
  2. Oi Ivi!

    Tudo bem? Faz um tempo que vejo esse livro por aí, mas para ser bem honesta nunca me bateu aquela vontade de ler.

    Fico feliz que o livro te cativou e prendeu desde o começo, a história parece ser realmente interessante, não sou a maior fã de YA, na verdade raramente leio livros com tramas centradas em adolescentes porque em geral não consigo sentir ligadas aos dramas e aos próprios personagens. Mesmo tratando temas sérios e relevantes não sei se darei uma chance.

    Beijinhos - Jessie
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  3. Já tinha visto o livro, mas não conhecia a fundo sua premissa. O livro parece ser emocionante e um tanto quanto dramático, ainda mais pelos assuntos sérios que é tratado nele. Imagino que é uma leitura que também me deixaria com o coração apertado, então vamos anotar a dica.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi Ivi!
    Lembro da época do lançamento desse livro, mas nunca cheguei a ter a chance de lê-lo. Me pareceu, pela sua resenha, que o autor conseguiu fazer uma narrativa muito sensível ao abordar não só a questão da falta da audição, mas tantos outros temas. Sempre gosto muito de histórias que trazem essa união entre irmãos que os ajuda a superar tudo porque é mais uma forma de amor que não podemos esquecer.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Oi, Ivi!
    Tem bastante tempo que esse livro saiu, eu estava iniciando na blogosfera literária, mas lembro um pouco das resenhas que li dele na época, bem positivas como a sua a maioria. Realmente parece ser uma leitura tensa por si só, mas que bom que tem seus momentos mais emocionantes e alguns até mais divertidos para quebrar a tensão. Deve ser lindo ver a relação desses dois irmãos mesmo, ainda que angustiante por vê-los pensando que a realidade de pais abusivos possa ser algo normal. Tê-lo lido em dois dias, mesmo com suas seriedades, mostrou que você gostou e aproveitou mesmo a leitura. Valeu a dica!
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ Sonhando aos Vinte ♥

    ResponderExcluir
  6. Oie!
    Que história interessante!
    Ainda não tive a oportunidade de ler, mas fiquei interessada. É bem do jeito que eu gosto da leituras, com drama na medida certa.
    Com certeza vou fazer a leitura desse livro.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  7. Oi, Ivi!
    Eu li esse livro na época do lançamento e gostei bastante. Achei muito emocionante a história de Palito, ainda mais a forma como ele narrava, que era a forma como ele ouvia também. Eu ficava com o coração na mão diante das maldades que ele sofria.
    Bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  8. Já tinha visto a capa desse livro há um tempinho, mas nunca tive a curiosidade de fuçar a história. No entanto, sua resenha me deixou extremamente curiosa! A premissa do livro é arrebatadora e parece ser super emocionante. Tá na listinha
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi, Ivi! Tudo bem?
    Eu já tinha visto a capa desse livro, mas não sabia sobre o que se tratava. Adorei o enredo e fiquei muito curiosa para ler. Parece ser uma leitura intensa e tocante, escrita de uma maneira muito cativante e envolvente. Além disso, me pareceu que os personagens foram muito bem construídos, o que considero muito importante.
    Adorei sua resenha e vou anotar a dica.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem?

    Menina, você acredita que eu tenho esse livro há anos, já vi inúmeras pessoas elogiando muitíssimo, mas não sei se ainda tenho capacidade de lê-lo? Como sei que aborda temas delicados, não sei se tenho estômago para conseguir digerir a leitura no final das contas. Mas sua resenha me deixou mais aguçada a fazê-lo ainda este ano!

    Beijos
    @blogodiariodoleitor

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem?
    O livro parece trazer bastante temas importantes. Não tinha ouvido falar dele ainda, mas me parece ser tocante pela maneira que você falou que ele trata de bullying e outros momentos tensos e dramaticos. Anotei a dica aqui.

    ResponderExcluir
  12. Oi Ivi,
    eu nunca ouvi nada a respeito desse livro e pelas temáticas abordadas gostaria de tê-lo conhecido antes, gosto de tramas adolescentes, ainda mais quando estas abordam assuntos tão relevantes. Vou procurar saber mais a respeito da obra para decidir com mais propriedade se esta é uma leitura que eu deveria fazer de imediato ou se posso esperar um pouco mais.

    Abraços!
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir