21.5.18

Viagem #25 Foz do Iguaçu 2018


O mês de Maio é sempre escolhido como meu mês de férias e dessa vez, quis repetir o destino de 2017, lá fomos nós novamente para Foz do Iguaçu, Paraná. Já havia mencionado aqui alguns passeios e lugares em que estivemos em 2017, a ideia inicial dessa viagem era fazermos o Macuco Safari que desistimos em 2017, mas acabamos encontrando vários outros lugares que ainda não conhecíamos (e repetindo alguns favoritos também) por lá.


O voo foi super rápido (por volta de 01:20, saindo de São Paulo) e chegamos numa segunda-feira em que o sol brilhava forte.

Dia 1: Kattamaram II – Pôr do sol: Passeio de barco com jantar incluso, especialmente para ver o por do sol (lindo!) durante o trajeto entre os rios Paraná e Iguaçu. No momento em que fui retirar os ingressos, fui informada que o transfer para o local poderia ser cortesia, o que realmente se confirmou e me deixou ainda mais animada!


Fomos recebidas com um drink (sem álcool) e só tenho elogios para a equipe que trabalha na embarcação, super atenciosos e solícitos. O por do sol foi bem bonito (com trilha musical e texto para o momento, minha mãe ficou encantada!)  e o jantar com opções de sobremesas elaboradas e frutas também estava gostoso, ficamos bem satisfeitas.


Além disso, havia música ao vivo e o cantor era super carismático, até dançou com algumas passageiras. Foi interessante porque o repertório musical era variado e passou por todos os estilos, do tango argentino (acompanhado por um grupo de passageiras presentes) ao samba brasileiro (que fez todo mundo dançar) e até alguns ritmos latinos, como cumbia. Souberam agradar e fazer com que todos se sentissem incluídos no repertório musical, passeio mais legal do que eu esperava, recomendo!   

Dia 2: Macuco Safari: Esse foi o dia mais esperado da viagem, já que faríamos o passeio que nos motivou a voltar a Foz do Iguaçu. Chegamos ao Parque Nacional do Iguaçu e dessa vez descemos do ônibus panorâmico na parada específica que leva ao passeio Macuco Safari.


A primeira parte é feita em um jipe, com guia e várias informações interessantes. Em determinado lugar, passamos do jipe para um veículo elétrico, que continua o trajeto até a parada em que ficam os barcos. Lá, é possível escolher entre os tipos de passeio: seco ou molhado.


Obviamente escolhemos o passeio “molhado”, porque a ideia era realmente nos molhar nas águas das cataratas. O passeio no barco dura em torno de 20 a 25 minutos, não se aproxima da queda principal das cataratas por questão de segurança, nos leva a quedas menores (não tão extensas porque as chuvas estão escassas na cidade), mas mesmo assim molha MUITO! Uma moça que estava sentada na primeira fileira do barco até perdeu o brinco pela força da água.


É importante ressaltar que há armários para deixar bolsas ou outros pertences (como roupas para trocar, já que todos saem do barco extremamente molhados!). Caso seu celular ou câmera não estejam preparados para enfrentar tanta água, há opção de comprar fotos (impressas ou enviadas por e-mail) ou pen drive (com vídeos e fotos, que foi a nossa opção, já que queríamos os vídeos também).

Reconheço que fiquei um pouco decepcionada porque imaginava que o barco se aproximaria mais da queda principal, mas mesmo assim curtimos bastante, recomendo para quem queira um pouco de aventura ou curtir as cataratas por outro ângulo, com direito a arco-iris pertinho e tudo!

Depois do passeio no Macuco, pegamos o ônibus panorâmico novamente para descer na parada específica das Cataratas e contemplar novamente aquela visão mais do que linda! J

Dia 2: Parque das Aves: Não há como visitar as Cataratas e não se sentir tentado a entrar no Parque das Aves, mesmo que já o conhecêssemos. Mais uma vez vimos os flamingos (sempre fico encantada com eles!), o lindo Viveiro das Araras, com várias espécies totalmente livres no espaço e o borboletário, em que acompanhamos várias espécies compartilhando uma “refeição” composta de frutas.


Se na viagem anterior minha tia pode segurar uma arara, dessa vez já não foi possível. Elas estão em um espaço super propício para fotos, mas livres e sem nenhum contato com os visitantes. Outra diferença foi em relação aos preços de lembrancinhas, antes a loja do Parque das Aves era a melhor opção, agora já não há vantagem, inclusive alguns produtos estão até mais caros por lá.  

Dia 3: Paraguai: Dia de acordar cedo e atravessar a fronteira, trânsito intenso na Ponte da Amizade. Visitamos a Monalisa (uma das lojas mais conhecidas em Ciudad del Este, enorme e bonita, com produtos específicos em cada andar, inclusive uma galeria de arte) e outras lojas, mas os preços não me pareceram convidativos ou diferentes daqui, o que sempre vale a pena e trazemos é batata Pringles. Saímos de lá, comemos empanadas (delícia!) e experimentamos “sopa” (prato típico do Paraguai, um bolo de milho salgado) que não curti muito.

De lá fomos para Saltos del Monday, revimos as cataratas paraguaias, tomamos um sorvete ótimo sabor alfajor na sorveteria Amandau (bem conhecida no Paraguai) e passamos pelo cassino do hotel Acaray.


Depois voltamos para conhecer o Museu Planet 3D, localizado no shopping Paris (Ciudad del Este). É dividido em várias áreas, conta com um labirinto, mas o forte são os quadros, com efeitos super reais! É interessante porque há marcas no piso indicando onde a foto deve ser tirada para melhor resultado, além de alguns computadores mostrando fotos anteriores, para ideias de poses. Há quadros de animais, paisagens, pontos turísticos, naves espaciais ou carros de corrida, para todos os gostos e queríamos tirar foto em quase todos os quadros! Esse museu é MUITO legal, foi o ponto alto no Paraguai e super recomendo a visita para todas as idades!


Dia 3: Marco das 3 Fronteiras: Na viagem que fizemos em 2017, comentei que nem recomendava esse lugar, mas descobri que na verdade nós fomos no horário errado, lá só tem o que fazer à noite! rs Chegamos por volta das 20 h, a fonte próxima ao Marco já estava iluminada e colorida e a partir das 20:30 houve uma apresentação de danças típicas do Brasil, Paraguai e Argentina. Parece que os dançarinos são os mesmos que se apresentam na Churrascaria Rafain e o show é bem interessante, aprovamos! Os dançarinos até esperam para tirar foto com o público, o que achei bem simpático.


Dia 3: Argentina: Como apaixonada pela Argentina que sou, não poderia deixar de cruzar a fronteira para rever Puerto Iguazu. Tentamos ir ao Duty Free, mas já estava fechado (fecha às 21 h), então fomos direto para a feirinha da cidade. Assim que chegamos lá, percebemos a agitação e animação nas ruas pela vitória do Boca Juniors (time de futebol argentino) no campeonato.

Provamos azeitonas recheadas, comprei doce de leite (AMO!!) e jantamos por lá, só depois lembrei que não tiramos foto nenhuma, só da aduana com o tradicional “bienvenido”, mas foi ótimo! Ainda passamos pelo cassino argentino, mas tivemos mais sorte no cassino paraguaio! rs

Dia 4: Museu de Cera: Nosso último dia na cidade foi reservado ao Complexo Dreamland, começando com o museu de cera. É possível fotografar todas as estátuas, só não fazer selfies em alguns lugares específicos (Homem Aranha, Simpsons, Piratas do Caribe, Rainha Elisabeth, Papas João Paulo e Francisco e sala da Casa Branca), em que as fotos são tiradas pelos fotógrafos do museu e podem ser compradas, impressas ou enviadas via e-mail. Algumas estátuas são exatamente iguais (como a da atriz Whoopi Goldberg) e outras que não se parecem tanto, como a do ator Tom Cruise. 



De qualquer forma, acredito que o passeio seja válido, fiquei feliz com minha foto com Lionel Messi e minha mãe com Jack Sparrow (do filme Piratas do Caribe, com direito a cenário especial) e a nossa foto super bem bolada com os ex-presidentes americanos. Vale ressaltar que há desconto de acordo com a quantidade de fotos compradas e caso seja autorizada publicação, as fotos são postadas na página do Dreamland Foz no Facebook.

Dia 4: Maravilhas do Mundo: Após o museu de cera, visitamos o museu Maravilhas do Mundo, que retrata paisagens mundialmente conhecidas, como o Cristo Redentor, a Torre Eiffel, entre outros. Gostei de uma projeção que simula o fundo do mar, se movimentando enquanto andávamos.  O local é bem menor comparado ao museu de cera e só vale a pena visitá-lo se os ingressos forem comprados juntos (como um combo, com desconto). Também há proibição de fotos em lugares específicos, mas como já havíamos comprado várias fotos no museu de cera, descartamos as fotos profissionais de lá.


É importante ressaltar que agora já há Uber em Foz do Iguaçu (o serviço começou em Fevereiro deste ano) e o valor cobrado é bem menor comparado a outras empresas do segmento. Utilizamos em vários trechos e não tivemos nenhum problema, de repente pode ser uma boa opção de transporte na cidade.

Comprei os ingressos dos locais que visitamos pela Loumar Turismo e uma amiga recomendou o Ticket Loco (www.ticketloko.com) que tem alguns pontos de atendimento na cidade e apresenta descontos interessantes.

Foi a segunda vez que estivemos na cidade, aproveitamos e nos divertimos muito, recomendo! J

12 comentários:

  1. Oi Kelly!! Meu Deus eu quero uma foto com Messi tb hehehehehe AMO <3 E achei a foto do pôr do sol lindíssima. Não sei se teria coragem de fazer o passei molhado, sou medrosa rsrss mas um dia pretendo ver as cataratas!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Oi Kelly!
    Eu já fui uma vez para Foz do Iguaçu, mas era muito pequena e nem lembro. Só sei porque os meus pais falam sobre a viagem e porque temos algumas fotos. Mas tenho muita vontade de ir de novo, e agora lembrando, rsrs.
    Adorei o post e as fotos.
    Bjss

    https://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Tenho bastante vontade de conhecer o Paraná, pois minha mãe é de lá, então conferir sua viagem encheu meus olhos de coraçõezinhos.
    Menina até disparou meu coração com esse passeio molhado. Um viagem e tanto, com direito a cruzar fronteira... que tudo. Espero ter a oportunidade de conhecer lugares assim.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Gente, tenho muita vontade de conhecer as cataratas. Achei esse passeio de bote muito incrível, só não sei se teria coragem de escolher o passeio molhado. hahaha
    Lugar lindo demais! E sim, quando fui pro Chui trouxe muita pringles, vale muito a pena, hahaha.
    beijo

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Eu amo Foz do Iguaçu e as Cataratas, já tive a oportunidade de ir algumas vezes e é sempre uma emoção. Esse passeio de barco pertinho das cachoeiras é uma sensação única né? Da muito medo, mas a adrenalina é maravilhosa. Adorei as fotos! :D

    beijos

    ResponderExcluir
  6. Eu adoro seus diários de viagem! São sempre tão detalhadinhos! É quase loucura ir pra foz e nao ir pro Paraguai, né? Hahahahha que bom que voce aproveitou bem a viagem, sou suspeita para falar mas adoro esse ambiente!

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    Eu nunca estive em Foz do Iguaçu, mas tenho muita curiosidade. Confesso que não teria coragem de fazer o passeio Macuco Safari justamente por medo de me aproximar das Cataratas, mesmo que não chegue perto da principal. Acho que, no máximo, se eu fosse escolheria a opção seca hahaha. Por outro lado, acho que iria adorar o passeio no Museu de Cera.
    Adorei o post e pelas fotos deu para que vocês aproveitaram muito.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Oi Kelly! Que delícia!! Achei tudo lindo! Sou louca pra conhecer as cataratas desde que vi pica pau naquele barril descendo por elas. Nosso país tem lugares tão lindos, que é difícil não se apaixonar! Só acho que não iria no museu de cera.. Lindo!


    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com

    ResponderExcluir
  9. Nossa! Amei demais este post e as fotos!!! Eu viajava só em ler como foi o passeio de vocês. Que magia! Não sou a maior fã de viagens (muito caseira e tímida), mas que sonho em conhecer alguns lugares isso não nego!kkkkkk.. Amaria ir para a Argentina (conhecer minha autora preferida, Florencia Bonelli) e me perder em outros lugares como Espanha, Portugal, Escócia...

    Também queria conhecer o Foz do Iguaçú, as cataratas incríveis! Suspiros...

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Nossa que nostalgia que me causou agora. Lembrei de quando viajei para Foz do Iguaçu e pude conhecer os pontos turísticos e ainda dar um pulinho no Paraguai.
    Aquela ponte da Amizade é um caos com gente indo e voltando para compras, mas nada se compara a beleza das Cataratas do Iguaçu.
    Que bom que curtiu sua viagem!
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  11. Olá,

    Ouvi muitas coisas boas sobre Foz, mas ainda não conheço pessoalmente. Pelas fotos fica nítido o quanto a viagem foi boa, nada como um destino legal e companhias agradáveis né?! Adoro suas postagens sobre viagens.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Vejo que você aproveitou bastante a viagem. É participou de passeios maravilhosos. Espero que um dia eu tenha a oportunidade de fazer algo parecido com o que você teve. Acho que o mais legal é pode aproveitar a Argentina e o Paraguai. Adoroooooo.

    Beijos
    http://ventoliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir